ENTRESSEIO

s.m. 1-vão, cavidade, depressão. 2-espaço ou intervalo entre duas elevações. HUMOR, CURIOSIDADES, UTILIDADES, INUTILIDADES, NOTÍCIAS SOBRE CONSERVAÇÃO E RESTAURO DE BENS CULTURAIS, AQUELA NOTÍCIA QUE INTERESSA A VOCÊ E NÃO ESTÁ NO JORNAL QUE VOCÊ COSTUMA LER, E NEM DÁ NA GLOBO. E PRINCIPALMENTE UM CHUTE NOS FUNDILHOS DE NOSSOS POLÍTICOS SAFADOS, SEMPRE QUE MERECEREM (E ESTÃO SEMPRE MERECENDO)

29 agosto, 2008

PODE CRER, É VERDADE

Com medo de roubo, mineira deixa recado em carro
A administradora de empresas Flávia Alcântara, 34 anos, moradora do Bairro Santa Tereza, na região leste de Belo Horizonte, encontrou uma forma diferente para evitar que o carro dela, um Fiat 147 ano 1984, entre para as estatísticas de carros roubados das grandes cidades brasileiras.
Nos vidros do veículo, ela afixou cartazes com as seguintes frases: "Seu ladrão, favor não roubar; carro sem bateria; carro sem estepe, carro problemático, obrigada pela atenção".
"Eu coloquei as placas justamente para chamar a atenção. Estou apenas evitando o esforço do ladrão que vai roubar um carro que não sai do lugar", afirma. No inicio deste mês, um "gatuno" tentou roubar o automóvel, mas depois que viu que o recado fazia sentido, "ele deixou dentro do carro uma nota de um real. Deve ter ficado com dó de mim," explica.
Flávia mora perto de uma agência bancária, por isso a sua rua está sempre movimentada. "Os ladrões não se importam com o movimento e roubam do mesmo jeito". Também próximo à sua casa está localizado o 16º Batalhão da Polícia Militar, mas segundo ela este fato não diz nada.
"A falta de confiança com a polícia é tão grande, que nem queixa damos. A polícia chega uma hora depois do roubo, e olhe lá", ressalta.
O lavador de carros, Blaicon Assis trabalha na rua há 10 anos e destaca que durante este tempo já presenciou mais de 50 tentativas de roubos. "Aqui é muito complicado, e mesmo sendo próximo do batalhão, os moradores nem chamam a polícia, pois sabem que não adianta".
A Polícia Militar rebate e diz que em 2008 apenas quatro carros foram roubados e os donos registraram boletim de ocorrência: "É importante que a vítima registre a ocorrência para a PM adotar as medidas necessárias para diminuir o crime no bairro," explica o capitão Anderson Ferreira, do 16º Batalhão da PM em Santa Tereza.
O veículo chama a atenção de todos que passam pelo local. "As pessoas acham que é brincadeira e todos debocham". Mas o apego pelo carro é tão grande que Flávia afirma não vender o veículo por nada. "Tenho o 'fitinho' há quatro anos. Os pneus estão carecas, a bateria está sem carga e o estofado rasgado, mas não vendo ele de jeito nenhum. Quero ele aqui até que eu consiga arrumá-lo," afirma.
Por enquanto a estratégia da administradora tem dado resultado. Desde que colocou os recados para os ladrões, o carro continua no mesmo local. Ela garante que o motivo é a gentileza das frases nos cartazes.
"Apesar de ser um ladrão, ter essa profissão, ele é um ser humano, a gente tem que ter respeito por ele. E também porque o recado avisa do esforço desnecessário que o ladrão vai fazer para roubar este carro desse jeito", conclui.
Ney Rubens
Direto de Belo Horizonte
Especial para Terra



Bêbado e nu, homem entala em privada e é resgatado
Equipes de resgate tiveram que destruir parte de um banheiro químico no último domingo para salvar um homem nu e bêbado que ficou entalado em Lebanon, no Estado americano da Pensilvânia.
De acordo com as autoridades, o homem de 31 anos ligou para o 911 de seu celular enquanto estava preso no vaso sanitário.
Ele havia bebido muito e tirado toda a roupa antes de utilizar o banheiro. De alguma maneira, ele acabou entalando.
O bombeiro Chris Miller afirmou à emissora WPMT-TV que "em 21 anos de trabalho, essa foi a primeira vez que teve que resgatar alguém de uma privada de um banheiro químico".
A polícia local acusou o homem de embriaguez em local público, mas ainda não se sabe por que ele resolveu tirar as roupas para usar o banheiro. Ao menos, o bêbado não sofreu ferimentos graves.
AP



Após 23 anos, homem recebe recado jogado ao mar

Um britânico reencontrou uma mensagem que ele tinha jogado ao mar em uma garrafa 23 anos atrás. Donald Wylie tinha 11 anos de idade quando lançou ao mar a carta na praia de Sandside, nas Ilhas Orkney, na Escócia, em 1985.
A garrafa foi encontrada durante uma limpeza de verão na praia de West Sands, em Fife, também na Escócia.
Os voluntários que faziam a limpeza na praia e encontraram a garrafa - entre eles estudantes e funcionários da Universidade de St. Andrews - começaram, então, a procurar o autor da mensagem.
Depois que Wylie foi localizado, a voluntária Mary Stevens entregou a garrafa com a mensagem a seu autor.
Respostas
A mensagem diz "Olá! Eu sou um menino de 11 anos de idade, meu nome é Donald Wylie. Minha data de nascimento é 11/9/1972. Estou jogando esta garrafa ao mar na praia de Sandside, Deerness, Ilhas Orkney. Se a pessoa que encontrá-la é muito mais velha que eu, poderia por favor encontrar um garoto da minha idade, se for possível. Muito obrigado".
Wylie, hoje com 33 anos, disse que, quando era criança, sua mãe o encorajava a escrever mensagens e lançá-las ao mar e que ainda mantém o hábito.
"Ao longo dos anos eu recebi algumas respostas, geralmente da Noruega ou da Dinamarca", disse Wylie. "Mas nunca havia recebido uma resposta depois de tanto tempo", afirmou.
BBC Brasil

Antarctica Street Festival: Adesivo cria ilusão em plataformas do metrô de São Paulo
Adesivo colado no chão de plataformas do metrô de São Paulo cria ilusão de um bowl para pratica de skate. A peça é parte da campanha que divulga o Guaraná Antarctica Street Festival.
Caionanet.info





País aculturado é outra coisa!!!

Marcadores: , ,

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial