ENTRESSEIO

s.m. 1-vão, cavidade, depressão. 2-espaço ou intervalo entre duas elevações. HUMOR, CURIOSIDADES, UTILIDADES, INUTILIDADES, NOTÍCIAS SOBRE CONSERVAÇÃO E RESTAURO DE BENS CULTURAIS, AQUELA NOTÍCIA QUE INTERESSA A VOCÊ E NÃO ESTÁ NO JORNAL QUE VOCÊ COSTUMA LER, E NEM DÁ NA GLOBO. E PRINCIPALMENTE UM CHUTE NOS FUNDILHOS DE NOSSOS POLÍTICOS SAFADOS, SEMPRE QUE MERECEREM (E ESTÃO SEMPRE MERECENDO)

28 fevereiro, 2011

PLAQUINHA DE HOJE - 28-2-11

Série: Filosóficas
"O CHATO NUNCA PROCURA UM TRATAMENTO,
ELE PROCURA VOCÊ!"

Marcadores:

ATUALIDADES - 28-2-11

BANDA REDONDA” – 37 anos de alegria no carnaval em São Paulo
O grande dramaturgo Plínio Marcos recebe o troféu da Banda Redonda
 das mãos de Carlão, o General da Banda de SP – Arquivo da Banda

A banda mais antiga e tradicional da cidade faz a abertura da semana carnavalesca. Fundada por atores do Teatro de Arena, jornalistas e outros artistas que frequentavam o Bar e Restaurante Redondo. A Banda Redonda pede passagem e coloca os foliões e sambistas nas ruas no próximo dia 28 de fevereiro, pretende se arrumar ou se desarrumar em frente ao TEATRO DE ARENA - Eugênio Kusnet, na Rua Theodoro Baima, 94, esquinas da Rua da Consolação com Av. Ipiranga. A concentração será 19h e a saída do desfile 21h. Durante a concentração haverá a entrega do “Troféu Banda Redonda 2011” para personalidades que fazem a cultura deste país e lutam por uma sociedade mais justa, nomes e outras informações abaixo.
“Nossa gente é essa aí: jornalistas, boêmios, artistas de teatro, cinema, televisão sambistas, pintores, gente da noite, do dia, da madrugada e de todas as horas, enfim, gente que cultua a nossa cultura popular”.
Vários artistas e convidados especiais participam da concentração da Banda este ano, entre eles, os atores de teatro, cinema e TV: Analy Alvarez, Antonio Petrin, Cris Fontana, Gésio Amadeu, Graça Berman, Humberto Magnani, João Acaiabe, Luiz Serra, Paulo Hesse, Regina Braga, Tadeu Di Pietro. Também marcam presença: César Vieira (dramaturgo e diretor de teatro), Chico de Assis (dramaturgo, ator e professor de dramaturgia), Chico Pinheiro, (jornalista - TV Globo), Dr. Antonio Carneiro (diretor da SPTuris); Dr. Bonfim Ortegal (médico), Dr. David Serson (médico), Emilio Fontana (diretor e professor de teatro, cinema e TV), Oswaldo Mendes (jornalista, ator, diretor de teatro e escritor) e Sócrates (grande jogador do Corinthians). Para completar a alegria na concentração, contaremos com a presença da Corte do Carnaval Paulistano.
Todos os anos a Banda homenageia personalidades destacadas no meio cultural, artístico e esportivo, já receberam o troféu Banda Redonda: Alaíde Costa, Analy Alvarez, Ari Toledo, Caio Luiz de Carvalho, Chico de Assis, Chico Pinheiro, Denis Derkian, Doutor Sócrates, Dr. Davi Serson, Dráuzio Varella, Emilio Fontana, Esthér Góes, Etty Frazer, Ivan Giannini, João Acaiabe, João Batista de Andrade, Ligia Cortez, Maria Alcina, Netinho de Paula, Oswaldo Mendes, Paulo Goulart, Regina Braga, Renato Borghi, Renato Consorte, Sérgio Mamberti, Tadeu di Pietro, Walderez de Barros entre outros.
HOMENAGEADOS COM TROFÉU BANDA REDONDA 2011: Bárbara Bruno (atriz de teatro, TV e cinema), Dr. Demetrio Hossne, (diretor da SPTuris), Dr. Paulo Meneghini (médico naturalista), Ignácio de Loyola Brandão (Jornalista e Escritor), José Renato Pécora (diretor de teatro e fundador do famoso Teatro de Arena em 1954), Lauro César Muniz (dramaturgo e autor de novelas) e Regina Echeverria (jornalista e biógrafa). Também será lembrado o centenário de nascimento da grande atriz e mulher Lélia Abramo (08/02/1911).
Para animar os foliões a banda conta com um belo time de intérpretes: Aldo Bueno, Douglas Franco, Germano Mathias, Jandir, João Borba, João Pedro, Maria Alcina, Mazinho do Salgueiro, Silvio Modesto e Tereza Miguel, que serão acompanhados pela Banda Musical do FUMAÇA com mais de 30 integrantes, apresentando tradicionais marchinhas e sambas do carnaval brasileiro. A apresentação fica por conta de Moisés da Rocha (O Samba pede Passagem).
Banda Redonda – 37 anos de alegria no carnaval paulistano
Dia 28 de fevereiro, segunda-feira, concentração 19h / saída 21h – Grátis.
Informações: Teatro de Arena: 3256 9463 / China: 7880 0278 / Edson Lima: 9586 5577
Roteiro: Ruas Theodoro Baima, da Consolação, Xavier de Toledo, Teatro Municipal, Rua Cons. Crispiniano, Largo do Paissandu, Av. São João, Av. Ipiranga, Praça da República, regressando ao Teatro de Arena, encerrando o desfile com algumas músicas do verdadeiro carnaval de rua. Saiba mais: www.bandaredonda.com.br / www.oautornapraca.com.br/bandaredonda Vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=bzy3sjZhcPk
Grêmio Recreativo Cultural e Carnavalesco “Banda Redonda”
Presidente: Carlão – O General da Banda de SP / Organização: China - Tel. (11) 7880 0278
Ass. Comunicação e Imprensa: Edson Lima – Fone: (11) 9586 5577 / 3739 0208.
Patrocínio: Prefeitura da cidade de São Paulo / SPTURIS - São Paulo Turismo, e ABASP – Associação das Bandas Carnavalescas de São Paulo.
Apoio: Editora Didática Suplegraf, Efficazi Comunicação, Educação de Jovens e Adultos, Suplegraf, Sistema Sigma de Ensino, O Autor na Praça e Pimenta Produções.
HISTÓRICO - A “Redonda” substituiu a Banda Bandalha, criada no auge da repressão militar pelo dramaturgo e ator Plínio Marcos em 1972. Plínio gravava a novela Bandeira Dois, no Rio de Janeiro e não aguentava mais as piadas e provocações dos cariocas, dizendo que: bloco de paulista é bloco de concreto armado, que cordão de paulista é cordão de isolamento e, como se tudo isso, ainda, não bastasse, atormentavam, nosso tão amado Plínio Marcos, citando Vinicius de Moraes “São Paulo é o túmulo do samba”. Àquela altura a Banda de Ipanema já era famosa, trazendo como musas Leila Diniz e Odete Lara. Injuriado com tantas brincadeiras, Plínio chamou seu colega de teatro, Carlos Costa, o Carlão, que já era frequentador do mundo do samba paulista desde que aqui chegou em 1945, mas ganhava a vida no teatro, Carlão foi bilheteiro, contra-regra e ator, atuou no teatro de Arena, no cinema e foi um grande parceiro do Plínio, atuando em várias peças e ao seu lado em vários momentos na luta. Então, Plínio Marcos se autoproclamou presidente da Banda Bandalha e convidou Carlão para ser o vice presidente.
Em 1972 e 1973, a banda sempre saindo da frente do Teatro de Arena e percorrendo o centro, foi sucesso de cara, tendo no primeiro desfile como Porta Estandarte a atriz Etty Frazer e mestre sala o ator Toni Ramos. Também contou com ilustres participantes, como a atriz Walderez de Barros, o dramaturgo Gianfrancesco Guarnieri, a atriz Eva Vilma, o ator John Herbert, Pepita e Lolita Rodrigues, os jornalistas Arley Pereira, José Ramos Tinhorão, o ator e artista plástico Luiz Carlos Parreira. Claro que não podiam faltar os sambistas famosos das escolas de samba e parceiros de Plínio e Carlão: Geraldo Filme, Jangada, Jorge Costa, Silvio Modesto, Talismã, Toniquinho Batuqueiro, Zé Ketti, Zeca da Casa Verde, além da turma da “Vagão” e redondeza, entre tantos outros atores, jornalistas e foliões. A Bandalha durou dois anos, depois de brigas com a prefeitura, Plínio se injuriou e falou que não tinha mais Bandalha. Com o fim da Bandalha, seus remanescentes, encabeçados por Carlão, formaram a Banda Redonda, que desfilou pela primeira vez em 74, naquela ocasião mudou a colocação da diretoria, ficando Carlos Costa na presidência e Plínio como vice, hoje Carlão continua dirigindo a “Redonda” e tem o China como secretário geral. Com a inspiração do Artista plástico Luis Carlos Parreira a “Redonda” adotou a pomba como símbolo e as cores azul, ouro e branco. Atualmente, os desfiles da banda são acompanhados por cerca de 15 mil pessoas e já faz parte do calendário oficial do carnaval de São Paulo. Além disso, ela é filiada à ABASP - Associação de Bandas de Carnaval de São Paulo.
Carlão, quando assumiu a banda em 1974, transformou-se no “General da Banda” de São Paulo (lembrando Black-Out, o “General da Banda” no Brasil): diz um dos foliões: quando o Carlão chega as pessoas cantam... “Chegou o General da Banda...” Sobre o novo nome da banda: Redonda, Carlão conta um pouco da história: “A gente frequentava um Bar e Restaurante em frente ao Teatro de Arena chamado Redondo. Tinha uma gíria na época que dizia que as pessoas inteligentes tinham a testa redonda. Daí, a partir de algumas sugestões: ARENA, pelo teatro (ora veja, naquela época, o partido da ditadura tinha a sigla de ARENA), Carlos Gomes, Roosevelt (nome de gringo não), Consolação e Vila Buarque, (“não são nomes para uma banda”). Prevaleceu a idéia da cabeça inteligente: Redonda, ainda sugeriram Redondo, para obter algum patrocínio do dono do bar, mas alguém lembrou: “o portuga sequer pendura uma cerveja pra gente”, daí ficou simplesmente Redonda mesmo, pela ideia do Parreira, ainda hoje há quem confunda o nome da banda com o nome do bar.
Sobre Carlos Costa, O General da Banda Redonda, também conhecido como, Carlão da Vila e Carlão do Boné, nasceu na cidade de São Carlos, no interior do estado, onde aprendeu muito do samba paulista através de seu pai, Sr. Oscar Costa e chegou à cidade de São Paulo em 1945. Aprendeu a história do samba paulista convivendo com seus maiores sambistas, curtiu e viveu o samba em sua forma mais autêntica. Nestes 37 anos da banda a maior satisfação de Carlão é oferecer a oportunidade para todas as classes e camadas da população curtir o autêntico carnaval, sem qualquer custo, colocando lado a lado todas as diferenças, equacionadas no mais simples momento de alegria.
“A Banda Redonda surgiu na época da repressão da ditadura militar, com objetivo de trazer para a rua os executivos dos escritórios do ‘centrão’ da capital paulista para brincar o carnaval com o povo na rua com ou sem fantasia, com ou sem dinheiro”, afirma Carlos Costa.

Marcadores:

EXPOSIÇÕES - 28-2-11

São Paulo-SP - Muntadas: Informação»Espaço»Controle
 Antoni Muntadas (Barcelona, Espanha, 1942) é um dos mais importantes artistas contemporâneos e desde os anos 1970 expõe no Brasil. Participou de duas edições da Bienal Internacional de São Paulo (1981 e 1983) e de individuais na Galeria Luisa Strina (1987,1992,1997, 2000, 2004), em São Paulo, e no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (2000). Sua obra observa de maneira crítica a imprensa escrita e audiovisual, evidenciando a maneira como é construída a opinião pública, como é gerado o consenso e como é sedimentado o “senso comum”. A mostra apresenta cinco trabalhos: Stadium XIV (Estadio XIV), 1989 (2011) e Alphaville e outros, 2011, contextualizadas no Brasil, On Subjectivity (Sobre a subjetividade), Video is Television? (Vídeo é televisão?), 1989, e On Translation: Fear/Miedo, 2005 e Miedo/Jauf, 2007 (Sobre tradução: Medo/Medo).
Até 8 de Abril, de terça a domingo, das 10h às 17h30
Estação Pinacoteca
Largo General Osório, 66 (Luz)
Tel: (11) 3337-0185
Ingressos: de R$ 3,00 a R$ 6,00
Sampa Online

São Paulo-SP - Octopus Garden


Utilizando referências da música homônima – do lendário álbum Abbey Road, dos Beatles – a exposição reúne obras de oito jovens artistas que têm em comum o fato de produzirem em suas próprias casas e estarem em busca de mundos imaginários e protegidos, naquilo que seria uma eterna procura pelo sentimento de pertencimento, que gerações anteriores conheceram tão bem.
Exposição coletiva com: Alexis Iglesias, Claudio Matsuno, Luciano Zanette, Monica Rizzolli, Nilson Sato, Nino Cais, Paula Ordonhes e Reynaldo Candia.
Até 26 de Março, de terça a sexta, das 11h às 19; sábados, das 11h às 18h
Central Galeria de Arte Contemporânea
Avenida Rebouças, 1545 (Jardim América)
Tel: (11) 2613-0575
Estacionamento gratuito (3 vagas)
Ingressos: Grátis
Sampa Online

São Paulo-SP - Xilogravuras - Mostra Coletiva
Xilogravura é a forma que esses 6 artistas escolheram para se expressarem. É através do corte na superfície da madeira que eles revelam imagens e sentimentos que povoam suas vidas e imaginários. A exposição reúne o trabalho de Bruno Oliveira, Eduardo Ver, Ivo Muniz, Otávio Zani, Pedro Pessoa e Rafael Kenji, seis jovens gravadores que no dia-a-dia defrontam-se com as vicissitudes de viver de sua produção de gravura original em um território hostil que é a mega metrópole chamada São Paulo.
Artistas: Bruno Oliveira, Eduardo Ver, Ivo Muniz, Otávio Zani, Pedro Pessoa e Rafael Kenji.
Até 5 de Março, sextas e sábados, a partir das 21h
Serralheria
Rua Guaicurus, 857 (Lapa)
Tel: (11) 8538-8408 / 6794-0124
Não aceita cartões
Ingressos: R$ 10,00
(no dia 26/02 a entrada será de R$ 15,00)
Sampa Online

Marcadores:

CULTURA, PATRIMÔNIO CULTURAL E HISTÓRICO - 28-2-11

Bibliófilos temem um futuro sem anotações nos livros
Prática de escrever comentários à margem dos livros, conhecida como marginália, é ameaçada pelos e-books

Qual o futuro das anotações à margem com os e-books?

Trancado em um cofre climatizado na Biblioteca Newberry, em Chicago, um volume intitulado "A caneta e o livro" pode ser estudado apenas sob a vigilância de câmeras de segurança.
O livro, sobre como lucrar com a publicação de livros, dificilmente poderia ser classificado como uma obra literária. Por outro lado, ele é de grande valia simplesmente porque um de seus leitores fez anotações nas margens de suas páginas.
O leitor era Mark Twain, que escreveu, entre outras observações, uma espécie de argumento contra o autor, Walter Besant, que diz que "nada poderia ser mais estúpido" do que fazer uso da publicidade para vender livros como se fossem "bens essenciais", como o “sal” ou o “tabaco".
Em outra página, Twain fez algumas observações maldosas sobre as grandes somas pagas a uma escritora de sua época, Mary Baker Eddy, a fundadora da Ciência Cristã.
Como muitos leitores, Twain estava envolvido em uma prática conhecida como marginália, de escrever comentários ao lado de passagens e, às vezes, até mesmo contrariar o autor. Esse é um passatempo por vezes considerado como uma ferramenta de arqueologia literária, mas tem um destino incerto em um mundo cada vez mais digitalizado.
"As pessoas sempre vão encontrar uma maneira de fazer anotações eletronicamente", disse Thomas G. Tanselle, ex-vice-presidente da John Simon Guggenheim Memorial Foundation e professor adjunto de inglês na Universidade de Columbia. "Mas há a questão de como essa anotação será preservada. E isso é um problema enfrentado pelos acervos”.
Estes são os tipos de questões ponderadas pelo Clube Caxton, um grupo literário fundado em 1895 por 15 bibliófilos de Chicago. Juntamente com a Biblioteca Newberry, o grupo está patrocinando um simpósio intitulado "Livros de Outras Pessoas: Cópias por Associação e as Histórias que elas Contam".
O simpósio, que acontece em março, contará com um novo volume de 52 ensaios sobre cópias por associação – livros que pertenceram ou foram anotados pelos autores – e ruminações sobre como melhorar a experiência de leitura.
Os ensaios apresentados falarão sobre as obras que ligam o presidente Abraham Lincoln e Alexander Pope, Jane Austen e William Cooper, Walt Whitman e Henry David Thoreau.
David Spadafora, presidente da Newberry, disse que a marginália enriquece um livro, conforme os leitores inferem outros significados e emprestam contexto histórico ao volume. "A revolução digital é uma boa coisa para o objeto físico", disse ele. Quanto mais pessoas verem os artefatos históricos em forma eletrônica, "mais elas vão querer encontrar o objeto real".
Dirk Johnson, The New York Times
Último Segundo
Foto: Reprodução

Marcadores: , ,

PODE CRER, É VERDADE! - 28-2-11

O que será isto?
Seja o que for, estou fora!

Após assalto frustrado, ladrão quase perde a calça na Alemanha

Um ladrão que tentou roubar um banco em Aachen, na Alemanha, foi fotografado com a calça arriada abaixo dos joelhos enquanto era levado por um policial. O criminoso fez clientes como reféns por mais de uma hora.
Armado, o bandido de 38 anos tentou roubar cerca de 200 mil euros. Após um caixa apertar o alarme da agência, agentes da polícia de elite frustraram o assalto. Após as negociações, ele libertou os cinco reféns e se entregou.
Conta Outra

Alemão inventa camisinha em spray
O alemão Jan Vinzenz Krause (foto) está orgulhoso de sua mais recente invenção: uma "camisinha em spray" que serve para todos os tamanhos de pênis.
A novidade, apresentada há quatro anos e que ainda está em fase de testes, funciona assim: logo antes de "entrar em ação", o homem precisa inserir seu pênis em uma lata; depois, aperta um botão que vai espirrar borracha por todos os lados e cobrir o órgão totalmente. O processo dura 10 segundos e o endurecimento do látex, de 20 a 25 segundos.
"Se você vai a uma farmácia comprar camisinhas, a maioria delas é dirigida a homens com pênis de 14,5 cm em média, mas muita gente tem pênis menores ou até maiores", disse Krause ao site do jornal "Der Spiegel". "Então pensamos: 'Por que não inventar uma camisinha que serve no homem e não vice-versa?' Isso poderia representar uma revolução no mercado de preservativos", acrescentou.
Quando chegar ao mercado, a "camisinha em spray" deve custar entre 7 e 10 euros (R$ 17 a R$ 24). As máquinas para a produção dos preservativos deverão ser vendidas ao preço de 15 a 25 euros (R$ 36 a R$ 60). O produto estará disponível nas cores vermelha, verde, amarela e transparente, mas não terá sabores como alguns preservativos encontrados no mercado
A Capa

Crocodilo aparece atrás do sofá
Cheias do Rio Parauapebas trouxeram animal para dentro de casa
Um crocodilo com 1,5 metro foi encontrado, esta segunda-feira, atrás do sofá de uma casa na cidade de Parauapebas, no Pará. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o animal teria deixado o seu habitat natural após o temporal que atingiu a região no fim-de-semana, segundo informa o G1.
«Foram oito horas de chuva na cidade, na noite de sábado para domingo, e houve uma inundação do Rio Parauapebas. Algumas casas foram alagadas e esse crocodilo acabou por ir parar atrás do sofá de uma delas, na área urbana. O mais curioso é que a moradora da casa só percebeu na segunda-feira, quando a água desceu», relatou o major Roger Teixeira, do Corpo de Bombeiros.
Ainda na segunda-feira, os bombeiros foram chamados para capturar o animal e o crocodilo foi levado para uma área de preservação no município. Segundo os bombeiros, o animal não apresentava ferimentos.
Portugal Diário






Marcadores: , ,

HÁ, HÁ, HÁ! RI DE QUE? - 28-2-11

O Manuel estava há dois anos no Brasil.
Não aguentando de saudades foi correndo para Portugal, ter com a sua Maria
- Ó Maria, o Brasil é um país maravilhoso, com lindas mulheres…
Mas eu quero que saibas que quando eu me deitava com elas, eu lembrava-me de ti e, na hora H, saía de cima!
Maria… tu foste-me fiel durante estes dois anos?
- Olha Manuel, eu também pensei muito em ti…
Mas tens que compreender que sair de baixo é bem mais difícil do que sair de cima!









Marcadores: ,

25 fevereiro, 2011

DESEJO QUE TODOS TENHAM UM ÓTIMO FIM DE SEMANA,
PARA QUE SEJAM REPOSTAS AS ENERGIAS PERDIDAS
NA LABUTA DIÁRIA COM O CALOR INFERNAL QUE ESTÁ FAZENDO
EM SÃO PAULO. DIVIRTAM-SE BASTANTE, BEBAM PERTO
DE CASA PARA NÃO TER QUE VOLTAR DIRIGINDO, OU
ENTÃO VOLTEM DE TAXI

Marcadores:

PLAQUINHA DE HOJE - 25-2-11

Série: Cantadas
"NO CURRAL DO MEU CORAÇÃO
VOCÊ É A ÉGUA QUE RELINCHA MAIS ALTO!"

Marcadores:

ATUALIDADES - 25-2-11

Itaú Unibanco bate recorde com lucro de R$ 13,3 bi em 2010
O lucro do Itaú Unibanco foi de R$ 13,3 bilhões em 2010, o que representa um crescimento 32,3% em relação ao ano anterior, segundo informações divulgadas pelo banco nesta terça-feira. Trata-se do maior lucro registrado na história bancária, de acordo com a consultoria Economatica. O recorde era do Banco do Brasil em 2010, com R$ 11,7 bilhões.
O lucro líquido recorrente do banco foi de R$ 13 bilhões, com aumento de 24,1%, em relação ao período anterior. Em 2009, o lucro foi de R$ 10,1 bilhões.
Um dos principais motivos apontados para o recorde foi o crescimento da carteira de crédito, que chegou a R$ 335,5 bilhões no final de dezembro, uma alta de 20,5% em relação a igual período de 2009. O índice de inadimplência total ficou em 4,2% ao final do ano passado, comparado a 5,6% em dezembro de 2009.
“A economia brasileira continua demonstrando muita vitalidade, com crescimento de renda e empregos e geração de novos negócios. Neste cenário, temos crescido bem nossa carteira de crédito e conseguido cumprir nosso papel de indutor do desenvolvimento do País”, diz Roberto Setubal, presidente da instituição, em nota divulgada pelo banco.
O Itaú Unibanco divulgou que terminou o ano passado com ativos totais de R$ 755 bilhões.
e-band

Comentário do Silvio: Isto é vergonhoso por não ser por mérito e sim por atividade predatória,
é o mesmo que glorificar um bandido por seus atos. Bancos no Brasil são predatórios com a cumplicidade do governo que determina as taxas de juros que lhe servem de ferramentas assim como um pé-de-cabra serve a um ladrão para arrombar uma porta.
Qualquer atividade legal neste país que dependa de financiamento bancário terá um futuro negro pela frente, a não ser que se dedique também como segunda atividade a atuar no submundo.

Marcadores:

UTILIDADES E INFORMAÇÕES - 25-2-11

Ecologicamente correto
A grande justificativa das pessoas que dizem que "precisam" das sacolinhas é a embalagem do lixo. Tudo bem, não dá mesmo pra não colocar lixo em saco plástico, mas será que não dá pra diminuir a quantidade de plástico no lixo? Melhor do que encher diversos saquinhos plásticos ao longo de uma semana é usar um único saco plástico dentro de uma lixeira grande na área de serviço, por exemplo, e ir enchendo-o por alguns dias com os pequenos lixinhos da casa (da pia, do banheiro, do escritório). Se o lixo é limpo, como de escritório (papel de fax, pedaços de durex, etc), pode ir direto para a lixeira sem proteção. No caso dos lixinhos da pia e do banheiro (absorventes, fio dental, cotonetes), o melhor substituto da sacolinha é o saquinho de jornal. Ele mantém a lixeira limpa, facilita na hora de retirar o lixo e é facílimo de fazer. Leva 20 segundos. A ideia veio do origami, que ensina essa dobradura como um copo. Em tamanho aumentado, feito de folhas de jornal, o copo cabe perfeitamente na maioria dos lixinhos de pia e banheiro que existem por aí. Veja:
Você pode usar uma, duas ou até três folhas de jornal juntas, para que o saquinho fique mais resistente. Tudo no origami começa com um quadrado, então faça uma dobra para marcar, no sentido vertical, a metade da página da direita e dobre a beirada dessa página para dentro até a marca. Você terá dobrado uma aba equivalente a um quarto da página da direita, e assim terá um quadrado. Para ver melhor os detalhes, clique na foto para aumentar.


Dobre a ponta inferior direita sobre a ponta superior esquerda, formando um triângulo, e mantenha sua base para baixo.


Dobre a ponta inferior direita do triângulo até a lateral esquerda.


Vire a dobradura "de barriga para baixo", escondendo a aba que você acabou de dobrar.


Novamente dobre a ponta da direita até a lateral esquerda, e você terá a seguinte figura:


Para fazer a boca do saquinho, pegue uma parte da ponta de cima do jornal e enfie para dentro da aba que você dobrou por último, fazendo-a desaparecer lá dentro.


Sobrará a ponta de cima que deve ser enfiada dentro da aba do outro lado, então vire a dobradura para o outro lado e repita a operação.


Se tudo deu certo, essa é a cara final da dobradura:


Abrindo a parte de cima, eis o saquinho!


É só encaixar dentro do seu cestinho e parar pra sempre de jogar mais plástico no lixo!


Que tal?


Pode parecer complicado vendo as fotos e lendo as instruções, mas faça uma vez seguindo o passo a passo e você vai ver que depois de fazer um ou dois você pega o jeito e a coisa fica muito muito simples. Daí é só deixar vários preparados depois de ler o jornal de domingo!
Clemente, Helio dos Santos

Marcadores:

EXPOSIÇÕES - 25-2-11

São Paulo-SP - Exposições contam história da TAM
A TAM Linhas Aéreas acaba de inaugurar em suas salas VIP no Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos, duas exposições de objetos, fotografias, publicações e documentos que retratam fatos, acontecimentos e iniciativas marcantes da trajetória da companhia, que neste ano celebra 35 anos. “Com essas exposições, nossos clientes têm a oportunidade de conhecer um pouco da nossa história e da nossa essência. Além de saber como tudo começou, podem acompanhar as evoluções e as melhorias que fizemos em nossos serviços ao longo destas três décadas e meia”, afirma a diretora de Marketing da TAM, Manoela Amaro.
Na sala VIP Executiva, a mostra Linha do Tempo apresenta objetos vinculados a fatos e acontecimentos marcantes de cada década, como as canetas que o Comandante Rolim Amaro, fundador da companhia, utilizou para assinar a chegada das primeiras aeronaves Fokker 27, Fokker 100 e Airbus A320.
Na sala VIP Primeira Classe, a exposição Entretenimento de Bordo mostra o surgimento e a evolução das publicações colocadas à disposição dos passageiros durante os voos, que espelham o Espírito de Servir da companhia. Entre elas, estão edições das revistas Classe, TAM Nas Nuvens e TAM Nas Nuvens Kids, o guia Viajante e Saúde a Bordo TAM.
As exposições foram organizadas pelo Centro de Memória, departamento do Museu TAM dedicado a pesquisas e estudos da trajetória da companhia. A TAM faz parte da história da aviação civil nacional e internacional e mantém um acervo com rico conteúdo museológico, tridimensional e multimídia, formado por meio de doações e empréstimos.
Brasilturis Jornal

Marcadores:

CULTURA, PATRIMÔNIO CULTURAL E HISTÓRICO - 25-2-11

Google Earth revela milhares de tumbas desconhecidas no deserto saudita

RIO — Pouco se sabe sobre a arqueologia na Arábia Saudita, pois o governo historicamente proíbe fotografias aéreas da região. Fora isso, melindres religiosos tornam perigoso o acesso à região por terra.
Mas o Google Earth está mudando essa situação. Imagens de satélite disponíveis pelo programa de visualização 3D baseado na web demonstram que grandes porções do território saudita revelam grande riqueza de restos arqueológicos anteriores ao Islã e podem ter vários milhares de anos de existência.
Pesquisadores recentemente descobriram quase 2.000 tumbas apenas observando por uma “janela” em alta resolução enquadrando um campo de lava rochosa a leste da cidade de Jedá — tudo isso sem precisar por um pé no deserto saudita.
“A julgar pelo número de ruínas de pedra identificadas na Arábia Saudita, bem como em outras áreas pesquisadas na Jordânia, pode haver cerca de um milhão de sítios arqueológicos espalhados pela península arábica”, diz David Kennedy, arqueólogo da Universidade de West Australia, ao site “Space.com”.
Kennedy passou os últimos 35 anos pesquisando sítios arqueológicos jordanianos, em sua maioria a partir de sobrevoos. Trata-se de uma técnica em que arqueólogos têm confiado há décadas para identificar e mapear sítios não facilmente identificáveis a partir do solo.
Usando essa técnica de sobrevoo, os arqueólogos normalmente se aproveitam dos períodos logo após o amanhecer e logo antes do por do sol, horários em que o sol fica próximo ao horizonte e, por esse motivo, projeta sombras mais longas de elevações no terreno, que podem ou não significar pistas para novas pesquisas in loco, abrindo caminho para novos achados.
O cientista australiano encontrou diversos sítios interessantes próximo à fronteira com a Arábia Saudita, mas limitou-se a imaginar o que existiria do outro lado.
Nos anos 1970 e 1980, o governo saudita comissionou uma ampla pesquisa arqeuológica que revelou cerca de 1.800 tumbas e outros sítios em todo o país. No entanto, proibiu seus próprios pesquisadores de efetuar levantamentos fotográficos aéreos.
Juris Zarins, arqueólogo que trabalhou na Arábia Saudita durante 15 anos e conduziu parte dos levamentamentos nacionais, sugere que sensibilidades religiosas têm peso especial nas restrições impostas pelo governo à arqueologia na região.
“Eles não querem pessoas fuçando Pré-história adentro pois sabem que ela contradiz o Alcorão em muitos pontos, do mesmo modo que cristãos fundamentalistas não gostam muito que alguém diga que algo é mais antigo do que seis mil anos”, declarou Zarins ao site “LiveScience”.
Com a gradual popularização das imagens de satélite, especialmente após 2005, quando foi lançado o Google Earth, muitos arqueólogos têm usando essas novas ferramentas para procurar por ruínas em várias regiões inóspitas do globo. Há cerca de dois anos, algumas imagens da Arábia Saudita com boa resolução foram divulgadas pelo site, permitindo a Kennedy dar as primeiras olhadelas no solo saudita.
“Graças ao Google Earth, fui capaz de enxergar além da fronteira que antes não pude cruzar. E o que vi foi maravilhoso. Eram milhares de sítios apenas naquelas poucas janelas de terreno de que dispúnhamos”, conta o pesquisador.
Kennedy e um colaborador saudita começaram a varredura com um estudo preliminar em uma pequena área 400km ao norte do sítio em Jedá. Lá eles encontraram centenas de grandes estruturas de pedra, que, acreditam os cientistas, eram usadas para encurralar animais.
Para o estudo mais recente, publicado em 28 de janeiro passado no “Journal of Archaeological Science”
Kennedy e um colega, M.C. Bishop, fizeram uma varredura mais metódica de uma janela de terreno de cerca de 1.200 kilômetros quadrados próxima a Jedá. Eles localizaram 1.977 estruturas construídas com pedra basáltica retirada de campos de lava próximos. A maior parte dessas estruturas era circular — remanescentes de tumbas desabadas similares às encontradas na Jordânia e o Iêmen. E também os chamados “pendants”, que são empilhamentos de pedras que formam linhas que adentram até quase 5km no deserto.
Alguns dos monumentos funerais são isolados, outros são construídos uns em cima dos outros; alguns são alinhados, outros espalhados aolongo da região. A maioria deles foi pilhada há muitos anos, segundo Kennedy.
space.com

Marcadores: , ,

PODE CRER, É VERDADE! - 25-2-11

Sacanagem!

Russo bate recorde ao subir escada equilibrando mulher sobre a cabeça
Antol subiu 23 degraus enquanto equilibrava mulher sobre a cabeça.
Marca foi batida na semana passada na frente de uma igreja em Paris.
O russo Anatol Stykan quebrou o recorde do Guinness ao subir o maior número de degraus de uma escada em um minuto enquanto equilibrava uma pessoa sobre a cabeça. Anatol e Monika Stykan, da companhia Moulin Rouge, estabeleceram o recorde na semana passada na frente de uma igreja em Paris (França). Antol subiu 23 degraus enquanto equilibrava Monika sobre a cabeça.

Do G1, em São Paulo

Homem proibido de ter sexo por ser pouco inteligente
Decisão de um tribunal britânico
Um homem com um quoficiente de inteligência (QI) de 48 recebeu uma ordem de um juiz britânico para parar de ter sexo. O homem de 41 anos vive com um homem com quem tem uma relação e manifestou desejo de continuar, segundo informa o Daily Mail.
O caso foi despoletado pelo «vigoroso apetite sexual» do homem que foi considerado inapropriado. O tribunal acabou por considerar que o homem pouco inteligente não tinha capacidade para compreender os seus actos e os riscos de saúde associados.
Um psicólogo chegou mesmo a defender que não lhe podia ser dada educação sexual, uma vez que ele não iria entender.
Assim, o tribunal determinou a proibição e o homem será agora vigiado para que não tenha relações sexuais e viole a ordem do tribunal.
Portugal Diário

Na Austrália, padrinho é atingido por vibrador em despedida de solteiro
 
A despedida de solteiro de Peter Rolih, em Brisbane (Austrália), terminou com o padrinho do noivo ferido. De acordo com o jornal "Courier Mail", o arquiteto Jure Skumavc, de 31 anos, foi atingido na testa por um vibrador de 12 centímetros!
Jure contou que o acidente se deu quando os convidados, devidamente alcoolizados, curtiam a apresentação de uma dançarina "exótica" no quarto de um hotel. No ponto alto do número, a mulher lançou vibradores contra a plateia. Um deles aterrissou na testa do padrinho.
Em outra parte, a dançarina fez um truque com bolas de pingue-pongue, imitando uma personagem do filme "Priscilla, a rainha do deserto".
Qualquer semelhança também com "Se beber não case" é mera coincidência...
Conta Outra
Antol subiu 23 degraus enquanto equilibrava a mulher sobre a cabeça. (Foto: Miguel Medina/AFP)

Marcadores: , ,

HÁ, HÁ, HÁ! RI DE QUE? - 25-2-11

O marido compra um sapato novo.
Chega em casa e fica andando pra lá e pra cá e nada da mulher perceber sua nova aquisição.
Para chamar a atenção ele resolve tirar toda roupa.
Completamente nú, ele aparece novamente andando pra lá e pra cá. A mulher finalmente pergunta:
- Ficou doido? O que você faz andando pra lá e pra cá, com esse pinto pendurado à mostra?
O marido aproveita a oportunidade e responde:
- É que ele está olhando para o meu sapato novo.
E ela retruca:
- Por que você não comprou um chapéu?









Marcadores: ,

24 fevereiro, 2011

PLAQUINHA DE HOJE - 24-2-11

Série: Etílicas
"MAIS VALE UM BÊBADO NO CHÃO,
DO QUE DOIS NO KARAOKÊ"

Marcadores:

ATUALIDADES - 24-2-11

Kadhafi afirma que ainda é 'chefe da revolução' e que não deixará a Líbia
Ditador fez discurso raivoso em que 'amaldiçoou' responsáveis por revolta.
Repressão a protestos contra o governodeixou centenas de mortos no país.
O ditador da Líbia, Muammar Kadhafi, "amaldiçoou" nesta terça-feira (22) os responsáveis pelos protestos de rua contra o seu governo, que tomam o país desde 15 de fevereiro, e criticou a imprensa pela cobertura dos eventos no país.
Em um tom raivoso, ele disse que ainda é o "chefe da revolução" no país, que governa desde 1º de setembro de 1969 após um golpe de estado, e disse que deixar a Líbia "não está entre as suas oposições" e que pretende morrer no país.
"Muammar Kadhafi é o líder da revolução, sinônimo de sacrifícios até o fim dos dias. Este é o meu país, de meus pais e antepassados", disse.

Muammar Kadhafi durante discurso nesta terça-feira (22) (Foto: Reprodução de vídeo)

Em discurso televisionado pela TV estatal, o coronel culpou EUA e Reino Unido pelos protestos e disse que a Líbia já resistiu antes às investidas das potências e que resistiria novamente.
Ele também pediu que seus partidários vão às ruas a partir desta quarta-feira (23) para "garantir a segurança" nas cidades do país.
"Eu vou lutar até a última gota do meu sangue, com o povo da Líbia por trás de mim", disse.
Kadhafi não havia feito nenhuma declaração oficial desde o início das manifestações contra o regime. Ele fez apenas uma breve aparição pública na madrugada desta terça para desmentir os boatos de sua fuga para a Venezuela.
Mortes
A repressão dos protestos apenas na capital da Líbia, Trípoli, causou ao menos 62 mortos em Trípoli desde domingo, afirmou nesta terça a organização de defesa dos direitos Human Rights Watch (HRW) com base em dados recebidos de dois hospitais da capital.
Como apenas dois hospitais foram ouvidos, o número poderia ser maior.
A entidade, com sede em Nova York, também confirmou relatos de que policiais e militares atiraram indiscriminadamente contra manifestantes.
À frente do país desde 1969, o coronel Kadhafi está pressionado após a violenta repressão a protestos populares contra o seu governo, que deixaram centenas de mortos.
Não há informação oficial dos dados sobre vítimas, que são frequentemente contraditórios.
A própria HRW disse, na segunda, que pelo menos 233 pessoas tinham morrido em confrontos nas cidades do interior. A Federação Internacional dos Direitos Humanos afirmavam que poderia haver entre 300 e 400 mortos.
Do G1, com agências internacionais

Marcadores:

UTILIDADES E INFORMAÇÕES - 24-2-11

Como recuperar imóvel invadido ou que virou cortiço
Ser proprietário de um imóvel que foi transformado em cortiço pelo inquilino, ou que tenha sido invadido, costuma ser encarado como um mico eterno. Advogados e empresários do setor imobiliário, no entanto, discordam.
“Nós vivemos de liberar imóveis assim e também piores, travados em inventários ou que pertencem a muitos herdeiros”, conta o diretor da Requadra, Mário França. “Não existe nada na lei que impeça o despejo”, confirma o diretor de Locação do Sindicato da Habitação (Secovi) e advogado especialista em direito imobiliário, Jaques Bushatsky.
A Requadra é uma incorporadora que atua principalmente no Centro, onde os terrenos possíveis de incorporação invariavelmente são ocupados por imóveis ‘micados’. “Na Rua Paim, por exemplo, removemos vários cortiços. Restam apenas dois, que também serão despejados, porque uma outra empresa já comprou os terrenos”, conta França. No caso da incorporadora, o roteiro desse processo começa com a identificação do proprietário e da situação legal do imóvel. “Isso se consegue na subprefeitura e nos cartórios de registro de imóvel”, ensina o empresário. Na subprefeitura, se descobre a situação legal e financeira e, no cartório de registros, o histórico completo do imóvel: desde a data de construção até o nome do proprietário atual, com registro de todas as vendas e transações.
Roteiro. Bushatsky diz que o primeiro passo para quem quer recuperar o seu imóvel é provar a sua propriedade e também a existência de uma locação. “A propriedade se consegue com a escritura. Não há o menor problema caso a pessoa não tenha esse documento em mãos. Basta tirar uma certidão no cartório de registro de imóveis”, ensina.
Com relação à locação, ela pode ser provada mesmo que o contrato não exista, por ter sido perdido ou por jamais ter sido assinado. “Basta haver algum tipo de pagamento”, explica. Por exemplo, comprovantes de depósitos mensais na conta do proprietário ou recibos de pagamento.
“Quando o caso é de invasão, é importante fazer um Boletim de Ocorrência, ou documentar qualquer ação de tentativa de retomada do imóvel ou que indique que o proprietário esteja exercendo a posse. Uma briga gravada por câmeras, por exemplo, é suficiente”, afirma o advogado. Essas medidas impedem que o invasor tente tomar o imóvel por usucapião.
Depois de comprovada a posse e a locação, é preciso formalizar a tentativa de retomada. “Em geral, se faz uma notificação, dando um prazo de 30 dias para o inquilino deixar o imóvel”, continua o advogado. Se ele não sair no prazo estipulado, move-se uma ação de despejo. “O proprietário pode pedir o imóvel em três situações: por quebra de contrato – no caso de cortiços, a sublocação –, para uso próprio ou por que vendeu”, enumera França.
Bushatsky diz que há, ainda, a possibilidade de se basear na denúncia vazia. “Isso só cabe quando o prazo do contrato já acabou ou quando não há contrato.” O termo “denúncia vazia” quer dizer “vazia de motivos”, conforme explicação do advogado.
A ação demora, em média, de um ano a um ano e meio para terminar. França diz que a Requadra costuma tentar um acordo para acelerar o processo, o que, em muitos casos, implica em dar uma ajuda financeira aos inquilinos para pagar a mudança ou o novo aluguel.
PASSO A PASSO
Provas. Junte os documentos que comprovem a propriedade do imóvel e a locação, e leve a um advogado. Uma boa fonte é a assistência gratuita da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), que atende quem não pode pagar e também pode indicar um profissional confiável. Caso não tenha em mãos a escritura, tire uma certidão no cartório de registro de imóveis.
Notificação. Informe o inquilino que você quer o imóvel de volta, por meio de uma notificação formal, por escrito. Nesse documento é importante estabelecer um prazo, em geral de 30 dias.
Ação de despejo. Se o inquilino não sair, entre com a ação de despejo por denúncia vazia ou quebra de contrato. É preciso esperar os prazos legais, de entrega de intimação e de defesa. Em geral, todo o processo leva um ano. O inquilino tem o direito legal de pedir um prazo maior para sair, que deverá ser estipulado pelo juiz. O tempo máximo é de seis meses e o locatário precisará da intermediação de um advogado. Se isso ocorrer, a ação levará um ano e meio.
Lilian Primi
Radar Imobiliário - OESP

Marcadores:

EXPOSIÇÕES - 24-2-11

São Paulo-SP - Atlas


A Galeria Leme apresenta a segunda individual do artista Marcelo Moscheta. Na mostra intitulada Atlas a busca constante que o artista faz pela reconstrução de uma paisagem total caminha para questionamentos caros à geografia, à geologia e à cartografia. Sabendo que os limites do mundo conhecido se estendem para além dos paralelos e meridianos do planeta, Moscheta questiona quais de nossas ações determinam a importância de certos lugares, quais delas os fazem convergir de territórios em paisagens? E é sobre essa idéia de junção entre a memória do lugar e as construções formais, que se apoiam as obras da exposição, mesclando diagramas, maquetes e números para criar suas novas ferramentas topográficas. A instalação Atlas, que dá nome à exposição, 8 desenhos de planetas do sistema solar são reproduzidos em sua proporção entre si e tendo um cabo de aço como elemento de sustentação do conjunto junto à parede da galeria, remetendo assim à condenação do titã grego, tendo todo o universo para manter em equilíbrio.
Até 2 de Abril, de segunda a sexta, das 10h às 19h e sábados das 10h às 17h
Galeria Leme
Rua Agostinho Cantu, 88 (Butantã)
Tel: (11) 3814-8184
Ingressos: Grátis
Sampa Online

São Paulo-SP - Desenho Contado


Em sua primeira individual no Project Room da Galeria Leme, Henrique de França apresenta uma série de desenhos construídos a partir de imagens retiradas (e muitas vezes recriadas) de fotografias antigas que registram momentos banais ou decisivos de uma pessoa, de um grupo, de uma sociedade, de uma geração. Mais do que a transferência das imagens para o papel, as obras são composições de fragmentos diversos, dando-lhes novas conotações, por vezes inusitadamente relacionadas. O título refere-se à narrativa proposta pelos desenhos, capaz de se desenrolar em uma história aos olhos do observador sem, no entanto, precisar de um ponto de partida e chegada específico, abrindo caminho à liberdade de associações ao longo dos elementos descritos, ligando o trajeto a partir de expectativas e experiências pessoais.
Até 2 de Abril, de segunda a sexta, das 10h às 19h e sábados das 10h às 17h
Galeria Leme
Rua Agostinho Cantu, 88 (Butantã)
Tel: (11) 3814-8184
Ingressos: Grátis
Sampa Online

Marcadores:

CULTURA, PATRIMÔNIO CULTURAL E HISTÓRICO - 24-2-11

Primeiro arranha-céu do mundo foi um monumento à intimidação
Pesquisa da Universidade de Tel Aviv descreve como torre de 11 mil anos foi usada para explorar temores primitivos no começo do período Neolítico
Descoberta por arqueólogos em 1952, uma torre de pedra de 28 metros de altura na periferia da cidade de Jericó, em Israel, tem intrigado os cientistas desde então. Agora, onze séculos após sua construção, os arqueólogos da Universidade de Tel Aviv, estão revelando novos fatos sobre o primeiro "arranha-céu" do mundo.
Os pesquisadores Roy Liran e Ran Barkai, do departamento de arqueologia da Universidade de Tel Aviv, afirmam que este é o primeiro exemplo de estruturas desta altura erguidas por seres humanos, mesmo antes da transição para a produção agrícola na região.
Escadaria no interior da torre

Liran e Barkai agora acreditam que a torre, que levou cerca de 10 anos para ser construída, é uma indicação de disputas de poder no começo do período Neolítico. De acordo com a pesquisa, uma pessoa ou um grupo de pessoas exploraram os temores primitivos dos moradores de Jericó para persuadi-los a construir a torre. As novas revelações sobre a estrutura foram publicados recentemente na revista científica Antiquity.
"No artigo publicado recentemente, nós apresentamos uma descoberta nova e excitante, que está relacionada à posição exata da torre em relação a Jericó e a sombra que cobre o local ao por do sol do dia mais longo do ano", afirmam os pesquisadores em declaração conjunta.
"A reconstrução do por do sol revelou que a sombra do morro no dia mais longo do ano cobre exatamente a torre de Jericó e, em seguida, cobre toda a aldeia", explicaram os pesquisadores. "Por esta razão, acreditamos que a torre serviu como um elemento terrestre conectando os moradores do local com as colinas ao redor deles e com o elemento celeste do sol poente", afirma a pesquisa. "Sua construção pode estar relacionada com os medos e as crenças primitivas cosmológica dos aldeões", explicam os pesquisadores.
A torre está localizada em Jericó, na Cisjordânia, um dos povoados mais antigos do mundo. A construção de 8,5 metros, que tem uma escada íngreme, começa a partir de um muro de quatro metros de altura, que provavelmente cercava a cidade na época da construção.
A existência da torre até os dias de hoje levou à identificação de Jericó como a primeira cidade no mundo, mesmo que fosse de fato um vilarejo de caçadores pré-agrícolas. "Esta foi uma época em que a hierarquia e a liderança foram criadaa", explica Barkai, em entrevista ao jornal Jerusalem Post. "Acreditamos que esta torre foi um dos mecanismos que motivaram as pessoas a viverem em communidade", disse.
Alguns pesquisadores sugeriram que a torre e o muro em conjunto representam um sistema de fortificação e defesa contra inundações. Outros sugeriram que a torre e a parede eram uma indicação geográfica, que definia o território dos primeiros moradores de Jericó, além de ser um símbolo da riqueza e do poder da antiga vila.
Em um artigo de 2008, pesquisadores da Universidade de Tel Aviv indicaram que a parede e a torre devem ser vistas como marcadores cosmológicos, que ligam a antiga vila de Jericó com o vizinho Monte Qarantal. O novo estudo fortalece a hipótese.
Esta idéia é baseada no fato de que o eixo do lance de escadas da torre foi construído em um ângulo preciso para o pôr do sol no dia mais longo do ano, atrás do pico mais alto do Monte Qarantal, com vista para Jericó. Os pesquisadores acreditam que a torre é o primeiro arranha-céu da humanidade, ainda que pequeno, e também o primeiro prédio público do mundo.
Galileu


Marcadores: , ,

PODE CRER, É VERDADE! - 24-2-11

Estacionei aqui agorinha...

Sortudo ganha na loteria e compra a empresa do patrão na França


Um caminhoneiro francês que ganhou 10 milhões de euros (cerca de R$ 23 milhões) na loteria comprou a transportadora onde trabalha, que estava à beira da falência, e salvou os empregos da companhia.
O agora ex-caminhoneiro, que prefere manter o anonimato, passou a ser o presidente da transportadora onde trabalha há cerca de 30 anos.
Ele afirma ter preferido, “por pena”, não despedir seu ex-patrão, que passou a ocupar um cargo subalterno na companhia.
O ganhador da loto, na faixa dos 50 anos de idade, disse ter investido “centenas de milhares de euros” na transportadora, com sede na região da Normandia (noroeste do país).
A pequena empresa, com cerca de 15 empregados, estava em processo de liquidação judicial, e o encerramento de suas atividades seria decretado em breve.
Conta Outra

Pai egípcio dá o nome de «Facebook» à filha
Quer homenagear o papel da rede social na revolução no seu país
Gamal Ibrahim, um pai egípcio com pouco mais de 20 anos, escolheu o nome «Facebook» para sua filha recém-nascida, escreve a CNN no seu site. De acordo com a mesma notícia, a ideia é homenagear o papel da rede social na revolução que começou a 25 de Janeiro no seu país e terminou com o afastamento do poder do presidente Hosni Mubarak.
Em declarações ao jornal egípcio «Al-Ahram», Gamal Ibrahim explica que «é uma forma de expressar a sua alegria pelas conquistas dos jovens no país».
Recorde-se que, tanto na Tunísia como no Egipto, as redes sociais desempenharam um papel muito importante na organização dos protestos por parte da população mais jovens.
Portugal Diário

Mulher não se segura e adota gato parecido com vilão de Harry Potter
 

Depois de ganhar destaque na imprensa britânica de que nenhuma família queria adotá-lo por ser parecido com "Lord Voldemort", vilão da saga "Harry Potter", um gato que estava em um centro de animais em Southampton, no Reino Unido, conseguiu um novo lar. O felino chamado "Charlie" foi adotado pela britânica Sarah Gaden, que vive em Worthing. Ela contou que se apaixonou pelo gato quando leu sua história.
Conta Outra








Marcadores: , ,