ENTRESSEIO

s.m. 1-vão, cavidade, depressão. 2-espaço ou intervalo entre duas elevações. HUMOR, CURIOSIDADES, UTILIDADES, INUTILIDADES, NOTÍCIAS SOBRE CONSERVAÇÃO E RESTAURO DE BENS CULTURAIS, AQUELA NOTÍCIA QUE INTERESSA A VOCÊ E NÃO ESTÁ NO JORNAL QUE VOCÊ COSTUMA LER, E NEM DÁ NA GLOBO. E PRINCIPALMENTE UM CHUTE NOS FUNDILHOS DE NOSSOS POLÍTICOS SAFADOS, SEMPRE QUE MERECEREM (E ESTÃO SEMPRE MERECENDO)

31 janeiro, 2008



Marcadores:

PLAQUINHA DE HOJE

"AQUI ATÉ A TRISTEZA PULA DE ALEGRIA!"

Marcadores:

NOVAS E VELHAS

Dois compadre trabalhavam juntos há muito tempo, eles eram construtores de prédios. Um dia estavam eles no alto de um prédio, quando de repente um caiu e morreu.
Então o outro compadre pensou: Serei eu que terei que dar a notícia para a comadre.
Ele foi, e chegando lá disse:
- Comadre, preciso lhe informar que aconteceu uma desgraça.
- Mas o que foi compadre?
- É que o compadre morreu.
- Mas foi compadre?
E ele disse:
- Foi!!!
Mas a comadre estava sem calcinha e um vestido longo, e quando ela pega na barra do vestido para enchugar as lágrimas, ela mostra aquela precheca bem grande para o compadre. E diz chorando pelo seu marido ao compadre:
- É compadre o senhor já viu uma desgraça deste tamanho!
E ele respondendo disse para a comadre:
- Não, maior que essa só a da vaca, né?
****
Uma mulher muito preocupada com sua saúde , vai ao médico. Chegando lá ela diz:
-Doutor acho que estou doente. Você pode me examinar?
-Cláro! O doutor examinando a mulher diz:
- Já sei o que a senhorita tem, tire a roupa e feche os olhos e fale aonde eu pegar em você certo?
-Certo.
Ele pega em seus peitos
- Que que eu peguei-diz ele;
- Meus peitos.
Pega na bunda e pergunta:
-O quê que eu peguei?
-Minha bunda.
Daí ele não resiste e come ela e diz:
- E agora o que que eu peguei?
E ela responde:
- Acho que no mínimo uma gonorreia!
****
Era uma vez um casal jovem com algumas dificuldades financeiras, que para extravassar do cotidiano trepavam como loucos quase a noite inteira... Um belo dia, a mulher cansada e esfolada por não ter uma via de entretenimento, diz ao marido que só treparia se ele lhe desse uma TV 33 polegadas colorida e um DVD , caso contrário, nada de foda...
Passaram-se alguns dias e o cara já na maior seca, lhe trás a bela TV e o DVD.
Então foi a maior felicidade, e como de praxe foda muita foda: era na xoxota, na boca, e muitas, muitas no cu. No outro dia, aparece a vizinha do casal, e vendo a TV logo comenta entusiasmada:
- Poxa isso deve ter custado os olhos da cara, não é verdade?
- Não, custou outro olho - diz a bela jovensinha.
****
Dois cumpadi, muito amigos, combinaram que o primeiro que morresse deveria entrar em contato com o outro, para contar como é o céu. Um belo dia, João "bateu as botas". Então José ficou aguardando sua chegada. Depois de muito tempo, João apareceu:
- Zé!!! Tá bão, zé? eu, o João!
- João?! Você sumiu! E aí? Como está?
- Ah, Zé! Minha vida tá assim: De manhã bem cedo dou uma trepada, antes do almoço, outra. De sobremesa, mais foda, no meio da tarde como mesmo, pra caramba e de noite, então, fudeção de novo.
- Nó! Eu num sabia que no céu tinha tanta muié bonita!?
- Que céu, ! Eu reencarnei. Agora eu sou um toro reprodutor numa fazenda em Uberaba!!!!
****
Um cara tinha muita grana, e não trabalhava...
Isto estava chamando muito a atenção de um policial. Certo dia o policial foi até o apartamento do cara cheio da nota, e perguntou:
- Você não trabalha, não faz nada como você tem tanto dinheiro?
E o outro:
- Eu ganho dinheiro fazendo apostas, e eu nunca perco, você quer fazer uma aposta comigo para você ver?
O policial:
- Claro, que tipo de aposta você quer fazer?
O cara:
- Quer apostar comigo que você tem próstata?
O policial:
- Eu não tenho mesmo, fui operado, então vamos apostar...
O cara colocou ele em frente à janela do prédio e enfiou o dedo no seu cu.
O Policial:
- Viu só como você perdeu...hehehe eu ganhei a aposta.
O cara:
- É assim que eu ganho dinheiro. Olha pela janela, está vendo este prédio em frente? Está vendo aquela multidão que esta olhando para cá?
- Estou sim!
O cara:
- Então eu apostei com todo mundo 500 reais que o primeiro policial que viesse encher o meu saco eu ia colocar ele de quatro e enfiar um dedo no cu dele, e ele ainda ia sair rindo!

Marcadores:

SE É FOTO É FATO

É difícil andar pelas ruas em São Paulo quando chove!


Marcadores:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Gata sobrevive a viagem de avião em mala de dono
Uma gata sobreviveu a uma viagem de 2 horas e meia, de Forth Lauderdale, na Flórida, a Dallas, no Texas, dentro da mala de seu dono, que foi recolhida por outro passageiro por engano. Sem que ninguém visse, Gracie Mae entrou na bagagem de Seth Levy.
A última vez que a mulher de Levy, Kelly, viu o bichinho foi antes de levar o marido para pegar um vôo. O homem que recolheu a mala, em Fort Worth, perto de Dallas, por engano, ligou para Kelly e avisou que uma gata havia pulado da mala quando abriu a bagagem.
¿Eu acidentalmente recolhi a bagagem do seu marido e quando abri, um gato pulou para fora¿, disse Rob Carter a Kelly, segundo jornais locais. A gata pulou da mala e se escondeu debaixo de cama. No dia seguinte, quando pôde se aproximar e ler informações em sua coleira, ele ligou para Kelly.
"Se ela não tivesse uma casa, eu ficaria com ela. Nós íamos batizá-la Mala", disse Carter. Ele enviou Gracie Mae de volta para sua casa em um avião, na noite de domingo.
Redação Terra
****
Homem de 81 anos acorda durante o próprio velório
Um idoso de 81 anos acordou no meio de seu próprio velório, para a surpresa de amigos e familiares que choravam sua morte na pequena cidade chilena de Angol.
Os familiares de Felisberto Carrasco pensavam que o homem estava morto porque o corpo dele estava frio e imóvel. Em vez de chamarem um médico para comprovar a morte, chamaram uma funerária, que o levou vestido com sua melhor roupa para o velório.
"Não podia acreditar. Pensei que estava errado e fechei os olhos. Quando voltei a abri-los, meu tio estava me olhando. Comecei a chorar e corri para buscar alguma coisa para abrir o caixão" relatou Pedro Carrasco ao jornal chileno Últimas Notícias.
Uma vez retirado do caixão, Felisberto disse que não sentia dor alguma e pediu um copo de água. As rádios da cidade tiveram que retificar o anúncio da morte, que já havia sido divulgada.
AFP
****
Voltou de férias e não encontrou a casa
Uma russa que voltava de um descanso no campo teve uma surpresa desagradável a voltar a casa: a sua residência já não existia.
Escreve o Terra Notícias que a casa de Lyudmila Martemyanova foi destruída erradamente por trabalhadores de uma empresa de contrução que receberam instruções para limpar um terreno.
«Não ficou nada, nem uma madeira», disse Lyudmila lutando contra o frio num terreno coberto de neve na cidade de Nizhny Novgorod. Um promotor local, Nikolai Govorkov, disse que a companhia destruiu o prédio errado, em vez de uma propriedade próxima, marcada para demolição.
Lyudmila levou o caso para os tribunais. Recusou indemnização oferecida pela empresa, dizendo que não é suficiente nem para alugar um quarto nos arredores da cidade.
As audiências judiciais começaram na passada quinta-feira. Enquanto isso, Lyudmila vai ficando entre as casas da filha e da irmã.
Portugal Diário
****
Homem cria cavalos dentro de casa para evitar roubo
Um carroceiro morador do bairro Padre Eustáquio, na região noroeste de Belo Horizonte (MG), resolveu criar os cavalos que tem dentro da própria casa para evitar que os animais sejam roubados. Para Carlos Roberto Quinto, 46 anos, eles estão mais protegidos dentro da moradia.
"Preciso deles para trabalhar",diz Quinto. "Se dormirem fora de casa, eles podem ser roubados e eu não posso correr esse risco, afirmou."
Ao todo são quatro cavalos, dois ainda estão sendo domesticados e os outros dois servem para o trabalho. Durante o dia eles ficam em um lote vago na rua onde moram com o carroceiro, mas à noite entram para dormir dentro da casa.
Quinto começou a trabalhar como carroceiro há sete anos. Para a mulher e os dois filhos, que moram no segundo andar, a presença dos cavalos não mudou a rotina. O problema é que a sogra vivia embaixo e o espaço para os animais dormirem foi construído ao lado do quarto dela.
"Não era castigo para a sogra, foi questão de necessidade", afirma. "Ela entendeu e nunca reclamou. Era acostumada com animais porque morou a vida inteira na roça," explica.
Hoje a sogra não mora mais na casa. Carlos Júnior, o filho mais velho de 16 anos, é quem dorme no primeiro andar e também não reclama. "Esses animais são calminhos, não fazem barulho, nem nada", diz.
Segundo Quinto, o único problema são os bichos atraídos pela sujeira e pela ração dos cavalos. "Tem época que dá muita barata, e até ratos costumam aparecer", diz. "Mas sempre colocamos veneno. A mulher também já se acostumou e quando aparece um rato, ela mesma mata."
Redação Terra
****
Amigas descobrem que são irmãs depois de 8 anos
Duas amigas chilenas descobriram que são irmãs biológicas, algo que nunca haviam suspeitado. Elas conviviam há oito anos juntas na região de Laraquete e moram na mesma quadra.
Segundo o jornal chileno Diário Renascer de Arauco, Ivette Fabiola Hernández Sáez, 25 anos, descobriu da noite para o dia que sua melhor amiga, Elcira Sofía Araneda Sáez, eram filhas da mesma mãe.
Ivette, depois de passar por uma depressão, foi a Laraquete para conhecer suas raízes familiares e ter notícias do paradeiro de sua mãe, a quem deixou de ver quando tinha pouco mais de 1 ano.
"Minha mãe me deixou com meus avós paternos quando eu tinha 1 ano e meio. Quando me mostraram a foto dela, fiquei feliz que ela estava viva. Logo quis saber se tinha irmãos e um policial disse que eu tinha cinco, entre eles a minha melhor amiga", contou Ivette.
Terra Chile

Marcadores:

HISTÓRIA DO LIVRO NO BRASIL

CAPÍTULO VIII
Getúlio trouxe livros?
Além de instituir o salário mínimo, os sindicatos, a legislação trabalhista, Getúlio Vargas, o "pai dos pobres" e o ditador demagogo por excelência, também negociou com industriais e conservadores. A política educacional de Getúlio representou uma ampla reforma do ensino que acabou por incentiver a indústria do livro - imediatamente consolidou o mercado didático e a médio prazo ampliou o público leitor.
A brusca queda nas exportações de café levou a uma desvalorização do nosso dinheiro, o mil-réis. A taxa de câmbio passou então a desfavorecer as importações - inclusive a de livros. O resultado é que o livro produzido no Brasil se tona mais barato do que o importado, fomentando a publicação de traduções e o consequente declínio do livro francês. A situação melhora ainda mais com o advento da Segunda Grande Guerra e o interesse do público pela leitura. São Paulo já era o maior centro industrial da América Latina e um dos maiores parques gráficos do Ocidente. Nesta época, 70% da produção editorial estava no Rio, mas grande parte dela era impressa em São Paulo. O número de editoras em atividade no país cresceu quase 50% entre os anos de 1936 e 1944. Os títulos e exemplares publicados quadruplicaram entre 1930 1950. No meio do século o país produzia 4 mil títulos e cerca de 20 milhões de exemplares.
A proteção do ditador não era gratuita: sentindo que não mais resistiria aos apelos para que realizasse as eleições, Vargas decretou o Estado Novo, regime de exceção que ampliava seus poderes. Toda atividade cultural passou a ser controlada pelo DIP, Departamento de Imprensa. A censura estava presente no rádio, imprensa, música, ensino - nos livros.
Apesar de seu aspecto autoritário, o longo governo de Vargas foi o período em que o nosso símbolos mais apareceram e cresceram. O rádio, o samba, o carnaval e o futebol se tornaram populares e ganharam projeção, tornando-se ícones, símbolos permanentes na nossa memória coletiva e moldando nosso mais profundo nacionalismo. O ditador Vargas, espertamente, se deixou rodear pelos intelectuais mais respeitados da época: Oscar Niemeyer, Lúcio Costa, Drummond, Mário de Andrade, Portinari.
Sem dúvida, todos esses fatores culturais impulsionaram a cultura livresca e, apesar da política, foi nessa atmosfera que os modernistas e intelectuais trabalharam e desenvolveram a mais fina cultura brasileira. A "Casa" José Olympio os acolheu e o sonho de Lobato de disseminar o livro parecia se tornar realidade.
Texto baseado no livro: Momentos do livro no Brasil. comprar

Marcadores:

30 janeiro, 2008



Marcadores:

PLAQUINHA DE HOJE

"OS PROBLEMAS DA VIDA SÃO COMO UM TARADO
BEM DOTADO: É MELHOR ENFRENTAR, PORQUE
SE VOCÊ VIRAR AS COSTAS, VAI SER BEM PIOR!"

Marcadores:

NOVAS E VELHAS

A filha algo inexperiente ia casar e a mãe dava-lhe uns conselhos:
-"Minha filha, quando ele te pedir para te virares, olha que o que ele quer é outra coisa...."
Ela casou, foi para núpcias e...nada...ele não pedia para ela se virar. Ao fim de algumas semanas perguntou à mãe e esta continuou a dizer-lhe para ter cuidado que o que ele queria era outra coisa.
Mais umas semanas passaram e ele não lhe pedia nada, até que ela já intrigada lhe perguntou:
-"Tu nunca me pedes para eu me virar?"
Ao que ele responde
- "Tás doida? Queres engravidar??".
****
Um rico fazendeiro casou-se com uma mulher muito pobre.
Ele ofereceu casa, carro e emprego para todos os familiares da
esposa.
Claro que todos ficaram muito felizes: pai, mãe e irmãos.
Um certo dia a mulher procurou os seus familiares e lhes disse:
- Não agüento mais o meu marido, acho que me vou separar dele.
O pai falou:
- Ele é um homem bom, minha filha, ele te ama e... te respeita.
A mulher retrucou:
- O meu marido só quer fazer sexo anal, eu não agüento mais.
Não posso baixar-me para pegar nada que lá vem ele. Quando me casei o meu cu parecia uma moeda de dez centavos e agora parece uma moeda de um Real.
O pai respondeu:
- Ó, Filha... e tu vais separar dele só por causa de 90 centavos?
****
Uma senhora entra em uma concessionária Mercedes. Ela olha ao redor, então acha o carro perfeito e começa a examiná-lo. Ao inclinar-se para sentir revestimento de couro, deixa escapar um sonoro peido.
Muito envergonhada, ela nervosamente dá uma olhada para ver se alguém notou o pequeno acidente, esperando que nenhum vendedor aparecesse naquele momento.
Porém, ao virar-se, dá de cara com um vendedor que já estava atrás dela.
- Bom dia, senhora. Como posso ajudá-la hoje?
Muito sem graça, ela pergunta:
- Por favor, qual o preço deste adorável veículo?
O vendedor responde:
- A senhora me desculpe a sinceridade, mas se a senhora peidou somente ao vê-lo, vai se cagar toda quando souber o preço...
****
Um homem chega a casa depois de ter cumprido o serviço militar e vê que tem um filho , mas este é preto e diz à mulher:
- Como é que eu sou branco e tu és branca e temos um filho preto??
- Ó homem!! É que quando eu tive o bébé não tinha leite para o amamentar e recorri a uma preta que o amamentou, por isso o nosso filho ficou preto!
Ele muito desconfiado e cheio de dúvidas foi consultar a mãe que vivia no Norte e mal o viu disse-lhe:
- Ó mãe, é possivel eu sendo branco e a minha mulher sendo branca ter-mos um filho preto??
- Então não é?? Olha por exemplo para ti, eu criei-te desde bébé com leite de vaca e olha para os CORNOS que te estão a crescer na testa!!!
****
Ela estava em sua primeira viagem aos EUA. Tudo era novidade. Hospedou-se num tremendo cinco estrelas, o Plaza Hilton!
Ao chegar em sua suíte, foi fazer xixi. Estava apertada. Sentou naquele luxuoso banheiro e, ao terminar, notou que faltava papel higiênico.
Naquele instante, ficou muito puta e, de dentro do banheiro mesmo, interfonou para a recepcionista bilíngüe:
- Minha filha... que absurdo! Num hotel desta categoria é imperdoável! Vim ao banheiro e... o que observei? Não tem papel higiênico!
- Desculpe, senhora, não usamos mais esse tipo de material em nossos hotéis. Perdoe a falha de informação, mas, veja o painel a seu lado. Aperte o primeiro botão à sua esquerda.
Curiosa, ela seguiu as instruções. Imediatamente um jatinho delicioso de água morna foi esguichado em sua perereca, com as devidas reações!
- Senhora, agora aperte o segundo botão, ao lado do primeiro.
Imediatamente, um ventinho quente rapidamente secou sua perseguida!
- Que maravilha, falou ela.
- Espere senhora. Por favor, agora aperte o terceiro botão.
Ela apertou o terceiro botão e sentiu uma borrifada de um delicioso perfume francês entre suas pernas!
Maravilhada com aquela tecnologia, ela não se conteve e exclamou:
- C a a a a r a a a a a l h o!
A solícita recepcionista bilingüe imediatamente respondeu:
- É no botão vermelho, senhora. Queira, por gentileza, especificar o comprimento e a espessura!

Marcadores:

SE É FOTO É FATO

Essa percebe-se a cor de seus cabelos!


Marcadores:

PETROBRAS - A FARSA DA DESCOBERTA

Caro Itamar Franco,
Tenho que tirar o chapéu para a capacidade do Presidente Lula em criar novidades sobre as coisas antigas. Quando eu era o Ministro de Minas e Energia em seu Governo, a Petrobras já sabia da existência destas reservas que iam de Santos a Santa Catarina. O problema é que estão a mais de 2.500m de profundidade e, hoje, foi comprovado que se encontram a mais 3.200m.
Qual era problema? Em 1993, não havia (nem hoje há), tecnologia para se chegar a essa profundidade. Apenas no ano passado conseguimos chegar a 2.000m, a uma pressão dágua bárbara.
Comentei contigo que tínhamos reservas, mas não tecnologia para chegar lá, mas o CEMPES estava trabalhando para conseguir perfurar a essa profundidade.Segundo os geólogos da Petrobras nas priscas eras os continentes da América do Sul e da África se separaram. Nesta separação a costa ocidental da África (Nigéria, Angola, Guiné etc.) ficou com o petróleo mais perto da superfície e nós em águas profundas. Contudo, um dia chegaríamos a retirar petróleo destas nossa águas e o País seria independente.
Pois bem, ontem a Dilma anunciou essa "grande descoberta", prevista para produzir petróleo daqui a 8 anos! Essa profundidade, que nunca foi alcançada por ninguém, apresenta enormes desafios de engenharia para resolver a pressão dágua, a resistência de materiais, sondas adequadas etc. A engenharia da Petrobras tem trabalhado nestes problemas, mas não encontrou ainda todas as soluções. Contudo acho que estão prevendo que em 2015 terão desenvolvido e dominado a tecnologia para essta profundidade. Hoje, a Petrobrás não tem. Estima-se que este petróleo deve ter um API de menos de 30°, talvez 25°. O que é isso? Petróleo muito pesado, parecido com o da Venezuela, mais custoso de refinar, pois rende 20% de combustíveis de cada barril extraído.
O custo médio atual no Brasil, desse petróleo, para a Petrobras deve estar por volta de USD$ 12 a 13,00. O petróleo leve, como o encontrado no Oriente Médio, rende 50% de combustíveis e custa talvez USD 1 a 2,00 o barril. Onde se vê como é um negócio de grandes lucros movido por uma especulação desenfreada na economia globalizada.
Claro que ao preço do barril de petróleo a USD $ 93 a 96,00 vale a pena extrair óleo até das areias de xisto como fazem agora os canadenses.A mídia e o povo com essa "descoberta" estão euforicamente enganados.
Nem se fala mais no problema do gás. O Sauer, que era o Diretor de Gás da Petrobras, nunca gostou de gás por ser um especialista em hidrelétricas...
Em nossa época, tivemos o pudor de não anunciar algo que era impossível de extrair, da mesma forma que nunca falamos dos 2.000 pontos de ouro na superfície que poderiam ser encontrados na Amazônia etc. e tal. Questão de pudor e de seguir a sua orientação de não chutar a torto e a direita para não criar falsas esperanças e especulações nas bolsas de valores. Não creio que os técnicos da Petrobras quisessem divulgar a "descoberta". Devem ter sido pressionados para dar uma noticia que acabasse com a "crise do gás".
E assim vamos, no vai da valsa...
Abraços,
Alexis Stepanenko

Marcadores:

CARTA DE UM MARIDO DEDICADO

Querida,
Está tudo em ordem durante sua ausência.
Estou preparando meu próprio almoço. Está dando tudo certo.
Ontem fiz batata frita. Ficou bom. Era preciso descascar a batata?
Fui buscar uns brioches na padaria e quando voltei o esmalte da frigideira tinha soltado e ela estava toda derretida. Inclusive o cabo. E você que me dizia que o teflon segurava qualquer coisa ...
Quanto tempo precisa pra cozinhar ovos? Já deixei eles fervendo lá duas horas, mas continuam duros que nem pedra. Bom vou aguardar um pouco mais...
Semana passada tive um contratempo cozinhando as ervilhas. Decidi esquentar a lata no microondas e ele explodiu. A lata decolou feito um foguete, atravessou o teto e acertou a filha do seu Freitas, nosso vizinho de cima.
Ela foi parar no pronto-socorro. Ainda bem que eles tinham plano de saúde.
Já aconteceu contigo de a louça suja criar mofo? Como é possível isso acontecer em tão pouco tempo? Aliás, atrás da pia tem de tudo que é bicho, daqui a pouco vai dar pra fazer um documentário e vender pro Nacional Geografic.
Durante o último almoço eu emporcalhei o tapete persa com molho de tomate. Você sempre me dizia que mancha de molho de tomate não sai.
Bobinha! Com um pouco de querosene não tive problema algum. Saiu tudinho, inclusive a cor do tapete.
A geladeira estava criando muito gelo, então tive que fazer um defrost nela. O gelo sai fácil se você raspa ele com uma espátula de pedreiro!
Ficou ótimo, foi fácil e rápido, agora a geladeira não sei porque está aquecendo. De toda forma, a carne ficou bem passada.
No mais, na última quinta-feira quando sai para o trabalho esqueci de trancar a porta. Alguém deve ter invadido nosso apartamento porque estão faltando alguns objetos de valor, inclusive aquele colar de marfim que seu bisavô trouxe da África. Mas como você sempre diz, o dinheiro não traz felicidade, e tudo que é material é efêmero. O seu guarda-roupa também está vazio, mas acho que não devem ter levado muita coisa, afinal você sempre diz que nunca tem nada pra vestir.
Beijos mil, com muito carinho, do seu querido.

PS: Sua mãe deu uma passada aqui pra ver como estavam as coisas. sofreu um infarto. O velório foi ontem à tarde, mas preferi não te contar pra não te aborrecer à toa.
Volte logo, estou com saudades...
Recebido por e-mail

Marcadores:

CURADOR DO LOUVRE PEDE "INTERVENÇÃO URGENTE" NO MASP

Representantes de museus e especialistas em arte europeus se dizem preocupados com a situação do Masp e pedem uma ação urgente do poder público para resolver a crise.
Curador-chefe no departamento de Artes Gráficas do Museu Louvre, Régis-Michel é enfático em sua opinião.
"A situação é catastrófica porque pode prejudicar a reputação das instituições culturais em São Paulo que são, com freqüência, dinâmicas e prestigiosas", disse Michel em entrevista por e-mail à BBC Brasil.
"Está claro que apenas uma intervenção forte, determinada e urgente do poder público tem a possibilidade de salvar o museu, e há autoridades experientes nas administrações da cidade e do Estado de São Paulo", defende o curador.
O nome de Régis-Michel está entre outros mais de 3 mil incluídos em uma petição reivindicando uma intervenção pública no Museu de Arte de São Paulo, que é uma instituição privada.
A petição é parte da campanha SOS Masp, de iniciativa do professor de História da Arte da Unicamp e ex-curador-chefe do museu Luiz Marques.
O documento propõe um modelo de gestão com responsabilidades compartilhadas entre o Estado e uma organização social autônoma.
Segurança
Para Régis-Michel, o roubo dos quadros de Picasso e Portinari (já recuperados) em dezembro passado é sintoma de problemas mais amplos.
"Nenhum museu está seguro contra roubo, como vimos, por exemplo, na Áustria e na Noruega, onde obras importantes foram roubadas da forma mais incrível e felizmente recuperadas", disse o curador.
"No caso do Masp, parece que esses roubos são o sintoma mortal de uma decomposição geral que ocorreu em todos os aspectos de sua museografia e que têm óbvias e graves conseqüências para a conservação de suas coleções."
"Apenas isso já justifica a intervenção direta do poder público em nome do respeito básico pelo patrimônio nacional", avalia Michel.
Parceria
O ex-secretário da Cultura de Florença e ex-diretor do Instituto Italiano de Cultura de São Paulo, o professor Guido Clemente, e o diretor do Musée Picasso de Antibes, Jean-Louis Andral, também assinaram a petição.
Clemente diz que uma parceria público-privada seria a melhor solução para o Masp.
"Assinei (a petição) porque conheço o Brasil e o Masp é uma coisa maravilhosa, tem o maior acervo da América do Sul", disse Clemente, em entrevista à BBC Brasil. "A fórmula público-privada é o melhor modelo, a exemplo de experiências nos Estados Unidos."
Clemente afirma que ele próprio usou esse tipo de fórmula quando foi secretário da Cultura em Florença. Segundo o arranjo, o poder público cedia o prédio e um conselho privado administrava autonomamente o museu. "Mas a prefeitura manteve o controle."
Jean Louis Andral – ex-curador do Musée d'Art Moderne, em Paris, e hoje diretor do Musée Picasso, em Antibes, na França – mencionou à BBC Brasil uma outra preocupação de instituições internacionais: a impossibilidade de fazer intercâmbios e parcerias com o Masp na conjuntura atual.
Andral diz que nos anos 90 fez intercâmbios desse tipo, mas avalia que essas parcerias não seriam possíveis hoje. "Você tem de ter as condições para esse tipo de parceria, e eu realmente não sei se isso seria possível hoje."
O diretor do Musée Picasso afirma que apóia a campanha SOS Masp porque está preocupado. "Esta coleção pertence a todo cidadão brasileiro e deve ser protegida."
Resposta
A BBC Brasil procurou a direção do Masp para uma entrevista, mas não obteve resposta até o momento da publicação desta reportagem.
A direção do Masp, no entanto, publicou nota paga em jornais no último fim de semana em que diz ter "interesse na efetiva participação dos três níveis de governo em seu Conselho, e, ainda, de entidades e empresas privadas, desde que vinculados ao aporte regular de recursos financeiros".
Em entrevista à BBC Brasil, Luiz Marques, que está à frente da campanha SOS Masp, disse que a proposta do Masp "não é razoável".
"A proposta do Masp condiciona a participação das três instâncias do Estado a um aporte de recursos, escamoteando o fato de que essa participação seria apenas de caráter decorativo, isto é, sem nenhum poder regimental de influir na gestão do Museu."
Marques argumenta que isso é apenas "socializar o prejuízo de R$ 15 milhões que constitui o passivo atual do Masp".
Mônica Vasconcelos
Da BBC Brasil em Londres

Marcadores:

AUSTRALIANA MUDA DE GRUPO SANGUÍNEO APÓS TRANSPLANTE

Uma menina australiana mudou espontaneamente de grupo sanguíneo e adotou o sistema imunológico de seu doador após ter sido submetido a um transplante de fígado, um caso sem precedentes conhecidos, ressaltaram nesta quinta-feira fontes médicas.
Demi-Lee Brennan, acometida por uma grave doença, tinha nove anos quando fez o transplante, afirmou à AFP a equipe médica do hospital infantil de Sydney. Nove meses depois os médicos descobriram que havia mudado de grupo sanguíneo e de sistema imunológico para adotar os do doador, depois que as células-tronco do novo fígado migraram para sua medula óssea.
Agora vive com um fígado saudável aos 15 anos, disse Michael Stormon, um dos médicos responsáveis pelo seu tratamento, que tentou em vão encontrar casos similares no mundo. "É sumamente insólito, de fato não sabemos de nenhum outro caso em que isto tenha ocorrido", declarou Stormon à AFP no hospital infantil de Westmead.
"Na verdade, foi submetida a um transplante de médula óssea. A maior parte de seu sistema imunológico também foi substituído pelo do doador", acrescentou.
A mãe de Brennan, Kerrie Mills, classificou o fato de "milagre" e a própria paciente disse em uma entrevista coletiva à imprensa que os médicos a trouxeram de volta à vida. "Por mais que agradeça nunca será o suficiente. É como se fosse minha segunda chance", afirmou.
A equipe médica que tratou Brennan está muito interessada em analisar se é possível tirar proveito deste caso, levando em conta que a rejeição de órgãos do doador por parte do sistema imunológico do receptor é uma das principais barreiras para os transplantes.
Stormon considera que a menina podo ter sido beneficiada por "uma seqüência de acontecimentos fortuitos". É possível, disse, que uma infecção pós-transplante tenha permitido que as células-tronco hepáticas de seu doador tenham se proliferado em sua medula óssea, onde se desenvolveram as células sanguíneas.
A dificuldade está agora em estabelecer se é possível reproduzir este resultado em outros pacientes. "Nosso desafio agora é tentar entender como ocorreu", afirmou Stormon. "O Santo Graal da medicina do transplante é a imunotolerância. Ela é um exemplo de que pode ocorrer", concluiu.
Último Segundo

Marcadores:

SAIBA COMO FOI A CHEGADA DE DOM JOÃO VI

No dia 22 de janeiro de 1808, chegava a Salvador a família real portuguesa, em fuga das tropas do exército francês, comandadas por Napoleão Bonaparte, que expandia seu domínio sobre a Península Ibérica. Politicamente, o evento significava a transferência do governo de Portugal e de suas colônias para o território brasileiro.
O Estado português estava, então, sob a regência do príncipe dom
João de Bragança, uma vez que a rainha Maria 1ª., sua mãe, encontrava-se afastada do trono desde 1792, devido a problemas de saúde mental.O papel do príncipe regente - que seria coroado rei de Portugal, dom João 6º, em 1816 - foi fundamental para a transformação da vida no Brasil da época, a partir do momento em que ocorreu o desembarque na Bahia. Foram apenas 34 dias em Salvador. O breve tempo, porém, não impediu dom João de tomar decisões fundamentais para destravar a economia brasileira e promover o crescimento da cidade que, até 1763, foi a primeira capital do Brasil.
Abertura dos portos
Menos de uma semana após chegar à Bahia, o príncipe regente provocou uma verdadeira revolução na economia brasileira, ao decretar a abertura dos portos do país às nações amigas de Portugal. Era o fim do monopólio comercial português com o Brasil. A medida permitiu que navios mercantes estrangeiros atracassem livremente nos portos brasileiros. O país passou a se beneficiar do comércio direto com a Inglaterra. Terminava o Pacto Colonial que, entre outras imposições, obrigava que todos os produtos das colônias passassem, primeiro, pelas alfândegas de Portugal. A decisão tem caráter histórico também por ser a primeira
Carta Régia promulgada em território brasileiro, a 28 de janeiro de 1808.
Medicina e indústria
Em Salvador, o príncipe regente também fundou a Escola de Cirurgia da Bahia, embrião para a criação da primeira faculdade de medicina do Brasil. Erguida ao lado do Colégio dos Jesuítas (atual Catedral Basílica de Salvador), no Terreiro de Jesus, a Escola de Cirurgia - mais tarde Faculdade de Medicina - funcionou por mais um século no mesmo local, até ser incorporada pela UFBa (Universidade Federal da Bahia). Dois séculos depois, a obra deixada por dom João não perdeu o seu charme - suas salas centenárias abrigam grande parte do acervo da história da medicina do Brasil. Antes de seguir para o Rio de Janeiro - o que aconteceu no dia 24 de fevereiro de 1808 -, dom João ainda autorizou a criação de indústrias de vidro, pólvora, tabaco e colheita de algodão. Naquele começo de século 19, o setor industrial brasileiro não passava de uma miragem por três motivos básicos: a mentalidade escravocrata dos "empresários", a falta de capital para investimento na expansão dos negócios e a concorrência inglesa. Dom João tomaria outras decisões muito importantes para o desenvolvimento do Brasil ao chegar ao Rio de Janeiro, para onde transferiu a sede do governo português. Na verdade, a presença da corte portuguesa no país acelerou o processo que resultou em nossa
Independência, proclamada pelo herdeiro de dom João, dom Pedro. Isso, porém, já é o começo de uma outra história.
Pedagogia e Comunicação
Manuela Martinez

Marcadores:

29 janeiro, 2008




Marcadores:

PLAQUINHA DE HOJE

"NO MAR BRINCANDO ESTAVA MARIETA,
VEIO UMA ONDA E MOLHOU SUA CANELA!
NÃO RIMOU PORQUE A MARÉ ESTAVA BAIXA."

Marcadores:

NOVAS E VELHAS

Quando bateram à porta, a D. Antónia foi ver quem era, e qual não foi o seu espanto, quando surgiu um homem a fazer-lhe a seguinte proposta:
- Se me mostrar os seios, dou-lhe quarenta contos.
A mulher ficou chocada, mas como estava no fim do mês e o dinheiro já era pouco, diz-lhe:
- Está bem, aceito.
O homem dá-lhe os quarenta contos e faz-lhe outra proposta:
- Agora, se me mostrar o sexo dou-lhe oitenta contos.
Aqui a mulher ficou à toa, mas como era só mostrar, acaba por concordar.
Mais tarde, quando o marido regressa a casa pergunta:
- Querida, veio cá a casa, esta tarde, um sujeito lá da empresa entregar o meu ordenado?
****
Uma engenheira de informática estava a ajudar um colega da empresa a configurar o computador e perguntou-lhe que password ele queria utilizar.O homem, tentando atrapalhá-la, disse : "Pênis".Ela, sem dizer uma palavra sem se rir ou dar parte de fraca, introduziu a password.Mas não conseguiu resistir e quase que morria de riso quando o computador deu a resposta:
"PASSWORD REJEITADA: NÃO TEM TAMANHO SUFICIENTE"
****
Um sujeito pára o carro junto a um café na província, entra e repara num cartaz que dizia: "Temos sandes de tudo!" O sujeito pergunta ao empregado:
- Olhe lá... Tem mesmo sandes de tudo?
- De tudo! - Pois, pois...
E se eu pedir algo que não têm dizem-me que está esgotado, não é?
- Olhe... Já vi que não acredita, mas isto aqui funciona assim... Você pede, e se o dono, que é o meu pai, não fizer a sua sandes como você pediu, ele dá-lhe 50 euros!
- Ui... Está a falar a sério?
- Estou! Ora peça lá!
- Ah é? Então olhe, quero uma sandes de rabo de cavalo com mostarda do Nilo e morangos da Amazónia maduros em pão de centeio barrado com manteiga de cabra!
O moço vai até à cozinha, fala com o pai e ouve-se os dois a discutir e o pai a gritar ao filho que não tinha nada que fazer aquela proposta a toda a gente que aparecia.
O dono do estabelecimento sai então da cozinha, visivelmente zangado, dirige-se à caixa, abre-a, tira uma nota de 50 euros, entrega-a ao homem e diz:
- Lamento mas não podemos satisfazer o seu pedido...
O homem pega na nota, sorri e diz, conforme a mete ao bolso:
- É tramado, não é?
- Pode crer... Em 20 anos que aqui estou, é a primeira vez que me pedem pão de centeio!
****
São Pedro recebe três homens à porta do Céu. Pergunta ele ao primeiro:
- De que religião és?
- Sou budista...
- Segue sempre e entra na porta número 8. Não faças barulho ao passar na porta 5.
A seguir pergunta ao segundo:
- De que religião és?
- Sou muçulmano...
- Porta número 10. Não faças barulho ao passar na porta 5.
O homem entra e ele pergunta ao terceiro:
- E tu, de que religião és?
- Sou hindu...
- Porta número 7. Não faças barulho ao passar na 5.
- Está bem, mas... Eu reparei que também disse isso aos outros... Há algum problema com a porta número cinco?
- Ah, não! É só que estão lá os católicos, e eles julgam que são os únicos aqui...
****
Numa estrada, alguns metros antes duma curva, dois frades seguravam um cartaz que dizia
"O Fim Está Próximo! Arrepende-te e Volta Para Trás!"
Nisto, passa um carro e eles mostram-lhe o cartaz.
O condutor do automóvel dá uma gargalhada, insulta-os e segue em frente.
Instantes depois ouve-se um grande estrondo para lá da curva.
Diz um dos frades para o outro:
- Olha lá... Éra melhor mudarmos o cartaz e escrever mesmo
"A Ponte Caiu", não?

Marcadores:

SE É FOTO É FATO

Sinceridade é tudo !



Marcadores:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Fotógrafo britânico cria cenários com alimentos
O fotógrafo britânico Carl Warner criou uma série de fotografias utilizando apenas alimentos para formar cenários.
As chamadas "foodscapes" (união das palavras food - alimentos - e landscape - paisagem) mostram cavernas submarinas, florestas, praias ao pôr do sol e até cachoeiras, usando frutas, legumes, queijos, frios e massas, entre outros.
O fotógrafo conta que já é conhecido na vizinhança de sua casa, em Kent, na Inglaterra, por passar horas na quitanda procurando o melhor brócolis ou a melhor pimenta para "compor" seus cenários.
Para ganhar em profundidade, as fotos são tiradas sobre mesas de 1,2 metro por 2,4 metros. Além disso, elas são registradas em "camadas", para evitar que os alimentos murchem antes do fim da foto.
Warner diz que as fotos podem ser usadas para promover uma alimentação mais saudável, mas ele confessa que, até agora, ainda não conseguiu convencer os quatro filhos a comer mais verduras.
"Pelo menos não posso dizer que eles brincam mais com a comida do que eu", afirma o fotógrafo.
As fotos deverão ser usadas por uma cadeia de supermercados britânica em uma campanha publicitária, e Warner também pensa em reuni-las em um livro para promover a alimentação saudável entre as crianças.
BBC Brasil
****
Adolescente engana bar e dá calote de R$ 6 mil
Adolescente de 16 anos foi preso após calote em bar de mais de R$ 6 mil em Tóquio, de acordo com a edição desta terça-feira do jornal britânico Metro. Fazendo-se passar por playboy rico, o garoto flertou com as garçonetes e ofereceu rodadas de bebida.
Segundo o jornal britânico, o rapaz embarcou em uma sessão de seis horas de gastos extravagantes antes de ser preso ao tentar sair sem pagar a conta. Ele entrou em um bar em Niiza City, perto da capital, Tóquio, e pediu duas garrafas de champanha Dom Perignon, além de 60 copos de uísque, cerveja e coquetéis, informou o artigo do Metro. O rapaz também cantou karaokê com várias garçonetes.
Na hora de pagar a conta, que havia passado de R$ 6 mil, o adolescente disse aos funcionários do bar que não tinha dinheiro. Eles chamaram a polícia, e o rapaz, cujo nome não foi divulgado por se tratar de um menor, foi preso por suspeita de fraude, disse o Metro.
"Os funcionários da casa noturna ficaram chocados ao tomar conhecimento da idade do cliente porque ele parecia maduro e experiente quando pediu a bebida e conversou com as garçonetes", de acordo com o jornal.
BBC Brasil
****
Idoso dirige 120 km na contramão sem perceber
Um senhor de 71 anos de idade dirigiu por 120 km na contramão em uma rodovia no norte da Itália, segundo a agência Ansa.
A polícia conseguiu parar o idoso apenas na segunda tentativa. O homem parecia desorientado ao ser abordado.
Dois policiais tiveram ferimentos leves na primeira colisão resultante da tentativa de deter o motorista, que continuou seu caminho para se envolver em outro acidente alguns quilômetros depois, sem deixar ninguém ferido dessa vez.
De acordo com a polícia, o homem, que estava retornando para Modena após deixar Bolonha, parecia não saber que estava o tempo todo em uma rodovia.
Redação Terra
****
Restaurante expulsa «comilão»
Um homem de 1,90 de altura, e 98 quilos, alega que um restaurante cobrou mais do que deveria pelas suas idas ao buffet para se servir de comida e que, de seguida, ordenou a sua expulsão.
Um porta-voz do restaurante nega a acusação de Ricky Labit, que garante ter sido expulso, juntamente com um familiar seu, alegadamente por serem «comilões».
Ricky diz que frequentou o Manchuria Restaurant, em Houma, nos Estados Unidos, durante oito meses, fazendo três refeições por semana neste restaurante.
Na sua última visita ao local, acompanhado por um familiar, uma empregada deu-lhe uma conta de 46 dólares, quase o dobro do preço do buffet para dois adultos.
«Ela disse que nós éramos gordos e comíamos demais», afirmou Labit. «Fiquei espantado. Nunca pensei que alguém fosse capaz de ter esta atitude. Eu não sou gordo, peso apenas 125 quilos», disse Borrelli, familiar de Labit, acrescentando que a empregada fez ainda um reparo em relação à sua barriga. «Disse-me que parecia que eu estava grávido».
Segundo o restaurante, os clientes deveriam pagar um extra porque estavam a comer exclusivamente os pratos mais caros do buffet, incluindo marisco. «Recebemos muitas pessoas obesas aqui e não discriminamos ninguém».
Labit negou que tivesse sido informado de que pagaria mais do que o preço padrão estipulado para adultos e, após acalorada discussão, a polícia foi chamada ao local.
O boletim da polícia declara que «o incidente foi resolvido quando a gerência indicou que a conta estava errada». Mas Labit foi avisado de que não era bem-vindo neste buffet.
Depois deste incidente, o restaurante decidiu pendurar o cartaz com a seguinte frase: «Comida é para comer, não é um brinquedo para o seu filho»... «ou 20 por cento a mais na sua conta».
Portugal Diário
****
Polícia chamada por causa de vibrador
Uma brigada de minas e armadilhas foi chamada na cidade de Gotemburgo, a segunda maior da Suécia, depois de um pacote suspeito, que tremia bastante, ter sido encontrado numa garagem de um prédio residencial.
Um empregado da limpeza encontrou o pacote e ao pegar-lhe percebeu que este não parava de vibrar de emitir um pequeno som.
Por precaução, chamou a polícia que convocou uma brigada especializada em detonar explosivos. Após esvaziar o prédio e a rua, a equipa constantou que não se tratava de um bomba, mas de um... vibrador.
Ao chegar no local, a brigada já não viu o pacote tremer, uma vez que as pilhas tinham acabam, explicou um porta-voz da polícia sueca ao jornal Globo.
Portugal Diário

Marcadores:

HISTÓRIA DO LIVRO NO BRASIL

CAPÍTULO VII
José Olympio - um pioneiro do mercado editorial brasileiro
Natural de Batatais, José Olympio, de origem humilde, chegou em São Paulo em 1918 para fazer faculdade de Direito e se empregou num armazém de secos e molhados. Como tendo o armazém falido, acabou por conseguir um emprego na Casa Garraux, ponto de encontro de intelectuais e políticos. Logo despontou como excelente funcionário e, de balconista, tornou-se gerente. Foi nesta época que fez muitos amigos influentes. Em 1931 partiu para o negócio de livros por sua própria conta. Comprou, com ajuda de amigos, 10 mil volumes da biblioteca de Alfredo Pujol, e lançou, já com a marca Editora José Oympio, seu primeiro título: Conhece-te a ti pela psicanálise, de Joseph Ralph. Tamanho foi o sucesso que o livro ficou por mais vinte anos no catálogo. Já aí demonstrava seu "faro" de editor.
A instabilidade político-social, propiciada pela Revolução de 1932, fez a editora interromper momentaneamente suas atividades. Insatisfeito com a estagnação do mercado editorial de São Paulo transferiu-se para o Rio de Janeiro. Foi então que um outro sucesso editorial, Os párias, de Humberto de Campos, consolidou sua posição ainda mais.
J. Olympio inaugurou uma política inédita no mercado editorial de então: o pagamento adiantado dos direitos autorais. Com isso ganhava simpatia dos autores e fez da sua Casa um ponto de encontro de intelectuais, professores, jornalistas, que se tornaram seus habitués.
Editou sucessos como Raízes do Brasil, de Sérigo Buarque de Holanda, e Vidas Secas de Graciliano Ramos, além de Rachel de Queiroz, Gilberto Freyre e Guimarães Rosa. Foi, por isso, responsável direto pelo surgimento e popularização desses grandes nomes da cultura brasileira.
Os tempos começaram a mudar para o pioneiro J. Olympio e sua editora; a Segunda Guerra fez sua linha editorial orientar-se para as traduções de clássicos da literatura mundial, como Balzac, Dostoievski, Jack London, Tolstoi. Outro fato, o surgimento da Livraria Editora Martins, cujas convicções políticas antigetulistas atrairam rapidamente os intelectuais e conquistaram o público leitor, causou um certo vazio na Casa. Assim foi, que de 1960 em diante, a velha Casa se voltou para o mercado de livros didáticos e logo teve filiais em sete capitais. Em 1962 já figurava entre as quinhentas maiores empresas do país, sendo o primeiro editor a ter ações na bolsa.
Originalidade na política de direitos autoriais, lançamento e popularização dos grandes nomes da literatura, preocupação com a estética, inovação no método da crítica nas "orelhas" dos livros e adoção do método domiciliar de vendas. José Olympio simboliza, por isso, um marco no mercado editorial brasileiro.
Texto baseado no livro: Momentos do livro no Brasil. comprar

Marcadores:

28 janeiro, 2008




Marcadores:

PLAQUINHA DE HOJE

"O BOM FILHO DA PUTA,
À CASA DA MÃE JOANA VOLTA!"

Marcadores:

NOVAS E VELHAS

O enterro vai chegando ao cemitério. Dentro do caixão, está dona Maria. Seu José, o marido, está ao lado segurando a alça. Quanta tristeza! Quando vão entrando no cemitério, um dos homens que seguram as alças da frente tropeça na escadinha e leva um tombo. O caixão cai, a tampa se abre, as pessoas se aproximam para ajudar. É uma situação bem desagradável. Estão tentando recolocar a tampa, quando vêem dona Maria abrir os olhos. Ela se contorce, dá um bocejo, se levanta e as pessoas tomam o maior susto.
Pois é: dona Maria tá vivinha da silva. Um pouco tonta da queda, meio assustada mas vai andando pra casa abraçada com seu José.
Quatro anos depois.
Dona Maria morre pela segunda vez, mas agora é de verdade. Tá mortinha da silva. Fazem todos os exames e testes. Dessa vez não tem erro: tá morta.
E lá se vai o segundo enterro de dona Maria se aproximando do cemitério. Seu José segura uma das alças. Quando vão entrando no cemitério, seu José grita:
— Ei! Vocês aí na frente: cuidado com essa escadinha!
****
— Por que você não quer ir para a escola hoje, meu filho?
— Lá na escola, ninguém gosta de mim, mamãe. Os professores me odeiam, os estudantes me detestam e não querem conversa comigo, a vice-diretora quer me expulsar de lá, os funcionários nem sequer falam comigo. Ontem mesmo, o porteiro não queria me deixar entrar.
— Você precisa superar essas adversidades, meu filho. Você é inteligente, é um líder natural, ainda tem muito a aprender. Além do mais, você já tem quarenta e oito anos e é o dono da escola.
****
Adão e Eva tinham tudo para ser uma casal feliz.
Adão não tinha sogra.
Eva não podia ficar com ciúme das amigas.
Adão não podia ficar com ciúme dos amigos.
Eva não podia dizer: "Se eu tivesse me casado com outro, isso não ia acontecer."
Adão não podia dizer: "Se fosse outra, ela deixava."
****
Um Velho foi ao médico para marcar uma consulta para a sua mulher, a atendente lhe pergunta:
-De que se queixa sua esposa?
-De surdez. Não ouve nada.
-Então o senhor vai fazer o seguinte: Antes de trazê-la, fará um teste, para facilitar o diagnostico do médico.Sem que ela esteja olhando, o senhor, a uma certa distância, falará em tom normal, até que perceba a que distância ela consegue ouvi-lo. Então quando vier dirá ao médico a que distância estava quando o ouviu.Certo?
-Nesse dia, à noite, quando a mulher estava preparando o jantar, o velhote decidiu fazer o teste. Mediu a distância que estava em relação à mulher. E pensou: 'Estou a 15 metros de distância. Vai ser agora!
-Maria...... o que temos para jantar?
Nada..... silêncio.
Aproxima-se 5 metros.
-Maria...... o que temos para jantar?
Nada......silêncio.
Fica à distância de 3 metros:
-Maria ...... o que temos para jantar?
Silêncio.
Por fim, encosta-se às costas da mulher e volta a perguntar:
-Maria! O que temos para jantar?
-Frango, porra! É a quarta vez que eu respondo ...
****
Uma moça da roça foi convidada para uma festa onde teria que usar vestido, coisa que ela não usava, pois andava só de calças compridas e sem a calcinha.
Não havia loja de roupas íntimas por perto, então ela foi até o armazém e comprou um saco vazio, correu para a máquina de costura e confeccionou uma linda calcinha.
No dia da festa, como estava acostumada a usar calças compridas, sentou-se num dos bancos, bem à vontade, de pernas abertas.
Em sua frente estava um caipira que não tirava os olhos de cima dela. Passado algum tempo, a menina se irritou e perguntou:
O que foi caipira, nunca viu uma calcinha!?
O caipira tomou um fôlego e respondeu:
- Óia moça, vê carcinha eu já vi, mas escrito "ração pra pinto", é a primeia veiz.

Marcadores:

SE É FOTO É FATO

Out-Door em Joinvile - SC


Marcadores:

UNIVERSIDADE APRESENTA PROTÓTIPO DE LENTES DE CONTATO COM CIRCUITOS

São Paulo - Universidade de Washington imprime circuitos e diodos de luz em lentes e abre caminho para reprodução multimídia direto na retina.
A Universidade de Washington anunciou nesta quinta-feira (17/01) o protótipo de lentes de contatos com circuitos e sensores luminosos embutidos, o que abre campo, em longo prazo, para a reprodução de vídeos e conteúdo multimídia direto na retina do usuário.
Engenheiros da universidade usaram técnicas de fabricação em escala microscópica para imprimir os circuitos e as luzes nas lentes. Mesmo que ainda não funcionem completamente, os componentes encaixados nas frágeis lentes indicam a possibilidade de usos práticos da tecnologia.
Segundo a universidade, a nova tecnologia permitiria que pilotos vissem a velocidade do veículo projetada no pára-brisas, jogadores entrassem em mundos virtuais sem qualquer restrição de conteúdo ou usuários navegassem na internet por uma tela virtual que só eles conseguem ver.A comercialização das lentes seria também um novo passo no conceito de realidade expandida, atualmente disponível apenas em computadores vestíveis que oferecem um pequeno monitor acoplado ao capacete que cobre completamente um olho do usuário.
O protótipo contém um circuito eletrônico assim como diodos de emissão de luz vermelho. As lentes já foram testadas em coelhos por até 20 minutos e os animais não mostraram qualquer efeitos negativo, afirmam os pesquisadores.
Teoricamente, a instalação e remoção do olho biônico seria tão simples como colocar ou tirar uma lente de contato, e, uma vez instalada, o usuário praticamente esqueceria que o gadget está ali, afirma Babak Parviz, professor assistente de engenharia elétrica da Universidade de Washington.
IDG Now

Marcadores:

MEDICINA NA VOZ DO POVO

Carlos Barreira da Costa, médico Otorrinolaringologista da mui nobre e sempre leal Invicta cidade do Porto, decidiu compilar no seu livro "A Medicina na Voz do Povo", com o inestimável contributo de muitos colegas de profissão, trinta anos de histórias, crenças e dizeres ouvidos durante o exercício desta peculiar forma de apostolado que é a prática da medicina.
E dele não resisti a extrair verdadeiras jóias deste tão pouco conhecido léxico que decidi compartilhar convosco.
O diálogo com um paciente com patologia da boca, olhos, ouvidos, nariz e garganta é sempre um desafio para o clínico:
"A minha expectoração é limpa, assim branquinha, parece com sua licença espermatozóides". "Quando me assoo dou um traque pelo ouvido, e enquanto não puxar pelo corpo, suar, ou o caralho, o nariz não se destapa".
"Não sei se isto que tenho no ouvido é cera ou caruncho".
"Isto deu-me depois de ter metido a cabeça no frigorífico".
"Um mês depois fui ao Hospital e disseram-me que tinha bolhas de ar no ouvido".
"Ouço mal, vejo mal, tenho a mente descaída".
"Fui ao Ftalmologista, meteu-me uns parafusinhos nos olhos a ver se as lágrimas saíam".
"Tenho a língua cheia de Áfricas".
"Gostava que as papilas gustativas se manifestassem a meu favor".
"O dente arrecolhia pus e na altura em que arrecolhia às imidulas infeccionava-as".
"A garganta traqueia-me, dá-me aqueles estalinhos e depois fica melhor".
As perturbações da fala impacientam o doente:
"Na voz sinto aquilo tudo embuzinado".
"Não tenho dores, a voz é que está muito fosforenta".
"Tenho humidade gordurosa nas cordas vocais".
"O meu pai morreu de tísica na laringe".
Os "problemas da cabeça" são muito frequentes:
"Há dias fiz um exame ao capacete no Hospital de S. João".
"Andei num Neurologista que disse que parti o penedo, o rochedo ou lá o que é...".
"Fui a um desses médicos que não consultam a gente, só falam pra nós".
"Vem-me muitos palpites ruins, assim de baixo para cima...".
"A minha cabecinha começa assim a ferver e fico com ela húmida, assim aos tombos, a trabalhar".
"Ou caiu da burra ou foi um ataque cardeal".
Os aparelhos genital e urinário são objecto de queixas sui generis:
"Venho aqui mostrar a parreca".
"A minha pardalona está a mudar de cor".
"Às vezes prega-se-me umas comichões nas barbatanas".
"Tenho esta comichão na perseguida porque o meu marido tem uma infecção na ponta da natureza".
"Fazem aqui o Papa Micau (Papanicolau)?"
"Quantos filhos teve?" - pergunta o médico.
"Para a retrete foram quatro, senhor doutor, e à pia baptismal levei três".
"Apareceu-me uma ferida, não sei se de infecção se de uma foda mal dada".
"Tenho de ser operado ao stick. Já fui operado aos estículos".
"Quando estou de pau feito... a puta verga".
"O Médico mandou-me lavar a montadeira logo de manhã".
As dores da coluna e do aparelho muscular e esquelético são difíceis de suportar:
"Metade das minhas doenças é desfalsificação dos ossos e intendência para a tensão alta".
"O pouco cálcio que tenho acumula-se na fractura".
"Já tenho os ossos desclassificados".
"Além das itroses tenho classificação ossal".
"O meu reumatismo é climático".
"É uma dor insepulcrável".
"Tenho artroses remodeladas e de densidade forte".
"Estou desconfiado que tenho uma hérnia de escala".
O português bebe e fuma muito e desculpa-se com frequência:
"Tomo um vinho que não me assobe à cabeça".
"Eu abuso um pouco da água do Luso".
"Não era ébrio nato mas abusava um pouco do álcool".
"Fujo dos antibióticos por causa do estômago. Prefiro remédios caseiros, a aguardente queimada faz-me muito bem".
"Eu sou um fumador invertebrado".
O aparelho digestivo origina sempre muitas queixas:
"Fui operado ao panquecas".
"Tive três úlceras: uma macho, uma fêmea e uma de gastrina".
"Ando com o fígado elevado. Já o tive a 40, mas agora está mais baixo".
"Eu era muito encharcado a essa coisa da azia".
"Senhor Doutor a minha mulher tem umas almorródias que com a sua licença nem dá um peido". "Tenho pedra na basílica".
"O meu marido está internado porque sangra pela via da frente e pinga pela via de trás". "Fizeram-me um exame que era uma televisão a trabalhar e eu a comer papa".
"Fiz uma mamografia ao intestino".
"O meu filho foi operado ao pence (apêndice) mas não lhe puseram os trenos (drenos), encheu o pipo e teve que pôr o soma (sonda)".
Os medicamentos e os seus efeitos prestam-se às maiores confusões:
"Ando a tomar o Esperma Canulado"- Espasmo Canulase"
"Tenho cataratas na vista e ando a tomar o Simião" - Sermion
"Andei a tomar umas injecções de Esferovite" - Parenterovit
"Era um antibiótico perlim pim pim mas não me fez nada" - Piprilim
"Agora estou melhor, tomo o Bate Certo" - Betaserc
"Tomo o Sigerom e o Chico Bem" - Stugeron e Gincoben
"Ando a tomar o Castro Leão" - Castilium
"Tomei Sexovir" - Isovir
"Tomo uma cábulas à noite".
"Tomei uns comprimidos "jaunes", assim amarelados".
"Tomo uns comprimidos a modos de umas aboborinhas".
"Receitou-me uns comprimidos que me põem um pouco tonha".
"Estava a ficar com os abéticos no sangue".
"Diz lá no papel que o medicamento podia dar muitas complicações e alienações".
"Quando acordo mais descaída tomo comprimidos de alta potência e fico logo melhor".
"Ó Sra. Enfermeira, ele tem o cu como um véu. O líquido entra e nem actua".
"Na minha opinião sinto-me com melhores sintomas".
O que os doentes pensam do médico:
"Também desculpe, aquela médica não tinha modinhos nenhuns".
"Especialista, médico, mas entendido!".
"Não sou muito afluente de vir aos médicos".
"Quando eu estou mal, os senhores são Deus, mas se me vejo de saúde acho-vos uns estapores". "Gosto do Senhor Doutor! Diz logo o que tem a dizer, não anda a engasular ninguém".
"Não há melhor doente que eu! Faço tudo o que me mandam, com aquela coisa de não morrer".
Em relação ao doente o humor deve sempre prevalecer sobre a sisudez e o distanciamento.Senão atentem neste "clássico":
"Ó Senhor Doutor, e eu posso tomar estes comprimidos com a menstruação? Ao que o médico retorque:
"Claro que pode. Mas se os tomar com água é capaz de não ser pior ideia. Pelo menos sabe melhor."
Recebido por e-mail

Comentário do Silvio: Deu para perceber que isto aí de cima se passa em Portugal? Mas a situação aqui no Brasil não é muito diferente, fica aqui a idéia para que algum doutor brasileiro escreva também um livro sobre este assunto. E assunto não lhe faltará!

Marcadores:

BIBLIOTECA DO CONGRESSO AMERICANO PÕE FOTOS NO FLICKR

Até o Congresso norte-americano se rendeu à modernidade. Uma parceria com o Flickr colocou na Internet 3000 fotos de duas coleções da Biblioteca do Congresso dos EUA. Uma delas tem imagens do período da Grande Depressão, entre as décadas de 30 e 40. Na foto ao lado, uma moça trabalha numa fábrica de aviação durante a II Guerra. Com os homens no campo de batalha na Europa, as americanas tiveram que encarar trabalho pesado nas fábricas. A intenção é "aproximar o público das obras disponíveis na Biblioteca", segundo o Congresso americano. Uma proposta similar poderia acontecer com a Biblioteca Nacional (RJ), ou no Museu Paulista (SP). A tecnologia ajudaria bastante nessa tarefa de difundir a história e a cultura nacionais.
Charles Nisz

Marcadores:

ESTADO DE SÃO PAULO ACABA COM EXIGÊNCIA DE RECONHECIMENTO DE FIRMAS

O governo do Estado de São Paulo deve assinar hoje(dia 23) decreto que elimina qualquer exigência de reconhecimento de firma ou autenticação de documentos para registros ou pedidos que envolvam órgãos públicos estaduais. O objetivo é diminuir o custo dessas operações e a burocracia no serviço público. A medida terá maior impacto em áreas como a Junta Comercial do Estado de São Paulo (onde são constituídas novas empresas ou fechadas e alteradas as já existentes), a Secretaria da Fazenda e a Cetesb, responsável pela concessão de licenças ambientais no Estado. A partir de agora, as cópias simples de documentos e assinaturas sem o reconhecimento em cartório terão de ser aceitas pelos servidores em todos os órgãos públicos e entidades da administração direta, autárquica e em fundações do Estado. Nos cartórios de São Paulo, onde são realizados cerca de 12 milhões de atos desse tipo todos os meses, o preço de uma firma reconhecida varia de R$ 2,75 a R$ 7,15, dependendo do documento, e a autenticação custa R$ 1,85. O decreto só não valerá nos casos em que houver a preponderância ou a sobreposição de uma lei que exija a autenticação ou a firma reconhecida.
Documentos emitidos pelo Detran, por exemplo, continuam sujeitos às normas do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito). Ficam de fora também documentos que estejam sob a alçada do Poder Judiciário, como contratos de aluguel ou registro de imóveis. A medida foi gestada no âmbito do Programa Estadual de Desburocratização e coordenada por Guilherme Afif Domingos, titular da Sert (Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho) do Estado.
A secretaria está firmando ainda convênio com o Instituto Hélio Beltrão, dedicado a encontrar caminhos para a redução da burocracia no país, com o objetivo de adotar outras ações nesse sentido.
Segundo relatório do Banco Mundial, o Brasil ocupa a 119ª posição entre 155 países na facilidade para realizar negócios. Embora o tempo de abertura de empresas varie de caso a caso, a meta estadual é restringir a 15 dias o prazo para a criação de uma nova firma, envolvendo todos os órgãos estaduais, municipais e federais.
Sem amparo legal
Pesquisa encomendada pelo Programa Estadual de Desburocratização em vários órgãos públicos estaduais constatou que as exigências hoje vigentes para reconhecimento de firmas e autenticação de documentos foram sendo geradas sem nenhum controle ao longo dos últimos anos. Na prática, cada órgão acabou criando sua própria regra, sem amparo legal que determinasse as exigências. Em pelo menos 15 atos entre os mais praticados em repartições estaduais a exigência ocorre e agora será eliminada. "A medida vale para todas as repartições. O ônus da prova de que a autenticação ou o reconhecimento da firma é necessário caberá agora ao servidor do outro lado do balcão", diz Afif Domingos.
Segundo o decreto, "eventual exigência do servidor (de autenticação ou reconhecimento de firma) terá de ser feita por escrito, indicando o dispositivo legal em que ela está prevista". Em meados do ano passado, o Estado do Rio adotou medida semelhante. Lá, no entanto, a não-exigência de cópia autenticada foi substituída pela necessidade de uma "carimbagem" que o próprio servidor público faz ao confrontar documento original e cópia no momento da entrega dos papéis. A assinatura do decreto pelo governador José Serra (PSDB) será hoje ao final de seminário organizado no Palácio dos Bandeirantes com representantes de entidades comerciais e industriais do Estado para discutir outras medidas destinadas à diminuição da burocracia.
http://www1.folha.uol.com.br/fsp/dinheiro/fi2301200832.htm
FERNANDO CANZIAN

Marcadores:

A EVOLUÇÃO DO ENSINO DA MATEMÁTICA NO BRASIL

Semana passada comprei um produto que custou R$ 5,58. Dei à balconista R$ 10,00 e peguei na minha carteira 58 centavos, para evitar receber ainda mais moedas. A balconista pegou o dinheiro e ficou olhando para a máquina registradora, aparentemente sem saber o que fazer.
Tentei explicar que ela tinha que me dar R$ 5,00 de troco, mas ela não se convenceu e chamou o gerente para ajudá-la. Ficou com lágrimas nos olhos enquanto o gerente tentava explicar e ela aparentemente continuava sem entender.
Por que estou contando isso?
Porque me dei conta da evolução do ensino de matemática desde 1950, que foi assim:

1. Ensino de matemática em 1950:
Um cortador de lenha vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo de produção desse carro de lenha é igual a 4/5 do preço de venda .
Qual é o lucro?

2. Ensino de matemática em 1970:
Um cortador de lenha vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo de produção desse carro de lenha é igual a 4/5 do preço de venda ou R$ 80,00. Qual é o lucro?

3. Ensino de matemática em 1980:
Um cortador de lenha vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo de produção desse carro de lenha é R$ 80,00. Qual é o lucro?

4. Ensino de matemática em 1990:
Um cortador de lenha vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo de produção desse carro de lenha é R$ 80,00. Escolha a resposta certa, que indica o lucro:
( )R$ 20,00 ( )R$40,00 ( )R$60,00 ( )R$80,00 ( )R$100,00

5. Ensino de matemática em 2000:
Um cortador de lenha vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo de produção desse carro de lenha é R$ 80,00. O lucro é de R$ 20,00.
Está certo?
( )SIM ( ) NÃO

6. Ensino de matemática em 2008:
Um cortador de lenha vende um carro de lenha por R$100,00. O lucro é de R$20,00. Se você souber ler, coloque um X ao lado do R$20,00.
( )R$20,00 ( )R$40,00 ( )R$60,00 ( )R$80,00 ( )R$100,00.

Pergunta que não quer calar: Será que o Lula acertaria a resposta????
Recebido por e-mail

Marcadores:

24 janeiro, 2008

EM FINS DE 1553 CHEGA A SANTOS UM GRUPO DE JESUÍTAS, ENTRE OS QUAIS JOSÉ DE ANCHIETA QUE CONTAVA ENTÃO 19 ANOS DE IDADE.
LOGO APÓS O DIA DE REIS DE 1554 O GRUPO DIRIGE-SE A SANTO ANDRÉ LEVANDO NESSA VIAGEM 18 DIAS. POR VOLTA DO DIA 15 TOMAM A DIREÇÃO DE PIRATININGA PROCURANDO UM LOCAL PARA SER ERGUIDO UM COLÉGIO. A COLINA INHAPUAMBUÇU SOBRE OS VALES DO ANHANGABAU E DO TAMANDUATEÍ FOI A ESCOLHIDA E ALI CONSTROEM UM BARRACÃO PARA INICIALMENTE SER UTILIZADO COMO ESCOLA DE CATEQUESE.
NA MANHÃ DE 25 DE JANEIRO DE 1554, O PADRE MANOEL DE PAIVA CELEBRA ASSISTIDO POR JOSÉ DE ANCHIETA A PRIMEIRA MISSA NO LOCAL DANDO INÍCIO ÀS ATIVIDADES DO REAL COLÉGIO DE PIRATININGA.
A DATA PASSOU A SER CONSIDERADA COMO A DA FUNDAÇÃO DESTA CIDADE.
AMANHÃ FAZEM 454 ANOS DO OCORRIDO E EM SÃO PAULO É FERIADO E EU VOU DESCANSAR.
VOLTO NA PRÓXIMA SEGUNDA FEIRA BEM CEDO.

Marcadores:



Marcadores:

PLAQUINHA DE HOJE

"NA HORA DO AMOR, PERCORRA O CORPO DE SUA
AMADA DE NORTE A SUL, COM PARADAS
ESTRATÉGICAS A NORDESTE E A NOROESTE, NÃO
SE ESQUECENDO DO CENTRO-SUL...

Marcadores: