ENTRESSEIO

s.m. 1-vão, cavidade, depressão. 2-espaço ou intervalo entre duas elevações. HUMOR, CURIOSIDADES, UTILIDADES, INUTILIDADES, NOTÍCIAS SOBRE CONSERVAÇÃO E RESTAURO DE BENS CULTURAIS, AQUELA NOTÍCIA QUE INTERESSA A VOCÊ E NÃO ESTÁ NO JORNAL QUE VOCÊ COSTUMA LER, E NEM DÁ NA GLOBO. E PRINCIPALMENTE UM CHUTE NOS FUNDILHOS DE NOSSOS POLÍTICOS SAFADOS, SEMPRE QUE MERECEREM (E ESTÃO SEMPRE MERECENDO)

29 agosto, 2008

COMES & BEBES

Para o pudim
Ingredientes
400 ml de leite de coco 3 xícaras (chá) de leite 5 colheres (sopa) de açúcar 5 colheres (sopa) de maisena óleo de canola para untar
Modo de Preparo
1. Numa panela grande, junte todos os ingredientes e misture muito bem com uma colher até dissolver a maisena. 2. Leve a panela ao fogo médio, mexendo sempre. Quando a mistura ferver, deixe cozinhar por mais 5 minutos, sem parar de mexer. Desligue o fogo. 3. Unte uma fôrma de pudim com óleo. Em seguida, transfira o creme da panela para a fôrma. Deixe esfriar. 4. Enquanto o manjar esfria, comece a preparar a calda. 5. Quando o manjar estiver completamente frio, leve à geladeira e deixe gelar por 2 horas.
Para a calda
Ingredientes
150 g de ameixas-pretas 1/2 xícara (chá) de água 1 xícara (chá) de açúcar
Modo de Preparo
1. Numa panela pequena, junte as ameixas, a água e o açúcar e leve ao fogo baixo. 2. Deixe cozinhar por 10 minutos ou até que a calda fique em ponto de fio. 3. Desligue o fogo e deixe a calda esfriar.
Montagem
1. Retire o manjar da geladeira. Para desenformar o manjar, passe uma faquinha de ponta arredondada nas laterais da fôrma. Em seguida, coloque um prato sobre a fôrma e vire de uma vez. 2. Com a ajuda de uma colher, decore com as ameixas e distribua a calda sobre o manjar. Sirva gelado.
Recebido por e-mail
E CHEGAMOS AO FIM DE MAIS UMA SEMANA, JÁ PASSAMOS DO MEIO DO ANO, LOGO TEREMOS AÍ AS FESTAS NATALINAS, O PAI NATAL O AMIGO SECRETO, A CIDADE ENFEITADA... BEM DEIXA PRA LÁ... AINDA ESTÁ LONGE! O QUE NÃO ESTÁ LONGE É ESTE FIM DE SEMANA, FEITO PARA QUE POSSAMOS REPOR AS ENERGIAS E INICIAR UMA NOVA SEMANA BEM DISPOSTOS E CONTENTES!
ATÉ A PRÓXIMA SEGUNDA-FEIRA!

Marcadores:

PLAQUINHA DE HOJE

Série: Crítica
"HOMEM TEM QUE SER TRATADO IGUAL A CABELO!
EM UM DIA A GENTE PRENDE,
NO OUTRO SOLTA, EM UM DIA A GENTE ALISA,
NO OUTRO ENROLA,
DÁ UMA CORTADA QUANDO PRECISA,
NUMA SEMANA A GENTE AMACIA,
NA OUTRA É SÓ JOGAR DE LADO
E ELE FICA ÓTIMO!
FALA A VERDADE...
CABELO DÁ TRABALHO...
MAS A MULHER CONSEGUE VIVER CARECA?"

Marcadores:

ATUALIDADES

Fiesp: atividade industrial em SP cresceu 2,8% em julho
O Indicador de Nível de Atividade (INA) da indústria paulista subiu 2,8% em julho ante junho, sem ajuste sazonal, segundo dados divulgados hoje pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). O resultado com ajuste foi de alta de 1,4%. Em relação a julho de 2007, o INA aumentou 9,4%. Com o resultado, o INA acumula alta de 8,9% no ano até o mês passado.Além disso, a Fiesp revisou o resultado do INA referente a junho. Na divulgação anterior, a entidade informou que o indicador tinha subido 3,1% em junho ante maio, com ajuste sazonal. Agora, a entidade revisou o resultado para uma alta de 3,4%.NuciO Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) da indústria paulista subiu para 84,2% em julho, ante 84,1% em junho, sem ajuste, informou a Fiesp. Com ajuste, o Nuci avançou de 83,7% em junho para 84% em julho.
Agência Estado
Israel prepara exibição online dos Manuscritos do Mar Morto
Usando fotografia digital, cientistas também estão desvendando
setores antes ilegíveis dos pergaminhos

JERUSALÉM - Em um laboratório lotado e pintado de cinza, frio como uma caverna, meia dúzia de especialistas embarcaram, nesta semana, em um ato histórico: fotografar digitalmente cada um dos milhares de fragmentos dos
Manuscritos do Mar Morto com o objetivo de tornar o arquivo completo - um dos documentos mais examinados do mundo. Equipados com poderosas câmeras que produzem imagens de grande resolução e lâmpadas que não emitem nem calor nem raios ultravioleta, os cientistas e técnicos estão desvendando setores antes ilegíveis, descobertas que podem ter um impacto significativo.
Os manuscritos de dois mil anos, encontrados na década de 1940 nas cavernas próximas ao Mar Morto em Jerusalém, contêm as cópias mais antigas já encontradas de todos os livros da Torá (exceto do Livro de Esther), assim como textos apócrifos e descrições de rituais dos judeus na época de Jesus Cristo. Os textos, a maior parte em peles mas alguns, em papiros, datam do terceiro século antes de Cristo ao primeiro século depois de Cristo.
Apenas uma pequena parte dos manuscritos existe em pedaços grandes, diversos deles em exibição permanente no Museus de Israel. A maior parte deles foi encontrada em 15 mil pedaços que totalizam 900 documentos, gerando diversas discussões sobre como ordenar as partes de maneira correta, assim como sobre a origem e significado do que está escrito neles.
A história contemporânea dos manuscritos também é tortuosa, porque eles estão entre as fontes mais importantes de informação sobre os judeus e o início da cristandade. Após sua descoberta inicial eles foram mantidos em um pequeno círculo de acadêmicos. Nos últimos 20 anos o acesso aos documentos aumentou significativamente, e em 2001 eles foram publicados na íntegra. Mas o debate ao seu redor apenas aumentou.
Acadêmicos pedem continuamente à Autoridade Israelense de Antiguidades, mantenedora dos manuscritos, acesso aos documentos, e museus de todo o mundo querem usá-los em suas exposições. No próximo mês, o Museu Judaico de Nova York vai iniciar uma exposição com seis dos manuscritos.
Os detentores dos manuscritos, pessoas como Pnina Shor, chefe do departamento de conservação de antiguidades, estão satisfeitos com tamanho interesse, mas argumentam que cada vez que os manuscritos são expostos à luz, umidade ou calor, eles se deterioram. Ela diz que mesmo sem essa exposição eles estão se deteriorando porque a tinta usada em alguns dos manuscritos, assim como as fitas adesivas usadas por acadêmicos na década de 1950, estão grudando os pedaços.
A coleção inteira foi fotografada apenas uma vez até agora - em 1950, usando infravermelho - e essas fotografias estão guardadas em uma sala de temperatura controlada porque mostram coisa que já se perderam dos manuscritos. Essas fotos também serão digitalizadas.
Esse processo levará de um a dois anos - ainda mais até chegar na web - e está sendo liderado por Greg Bearman, cientista aposentado do Jet Propulsion Laboratory da Nasa.
Ethan Bronner
The New York Times

Marcadores:

NATUREZA

Campos do Jordão-SP - Parque Estadual reserva a natureza intocada

Ar puro, poluição zero e um contato direto com a natureza. O passeio pelo Horto Florestal de Campos do Jordão propicia estas sensações. Um verdadeiro encontro com o meio ambiente natural em uma região que não teve a intervenção das mãos humanas.
Oficialmente chamado de Parque Estadual, a reserva possui 8.341 hectares de área preservada, ocupando um terço do território de Campos do Jordão e possibilita uma proximidade do homem com sua origem natural.
Depois de alguns minutos na estrada que sai de Vila Capivari, a paisagem já revela a beleza e as características da serra da Mantiqueira, com suas montanhas arredondas e revestidas por enormes araucárias.
Ao cruzar o portal de entrada do Parque são avistados lagos e bosques, que de imediato trazem a sensação de tranqüilidade, bem estar e paz interior.
O Parque oferece uma estrutura para se passar o dia todo. Fazem parte Horto: um restaurante; lojas de artesanato e souvenirs; passeio de trenzinho; parquinho para crianças; orquidários e estufas para criação e venda de mudas; sala de vídeo com filmes ambientais; arvorismo; sala de exposições; biblioteca; e etc. Tudo montado com um paisagismo rústico e de muito bom gosto, que combina com a atmosfera do local.
Trilhas são várias: Cachoeira, Rio Sapucaí, Monteiro Lobato, Trilha dos Campos, Celestina e Quatro Pontes. Algumas delas requerem algum preparo físico outras nem tanto. Uma das mais procuradas é a Trilha da Cachoeira. Como o nome já diz esta trilha leva, em poucos minutos de caminhada pela mata, a uma corredeira e uma linda cachoeira de água transparente.
Criado em 1941, o Parque Estadual de Campos do Jordão abriga diversos animais da fauna silvestre, como a onça parda (suçuarana), papagaio-de-peito-roxo entre outras espécies ameaçadas de extinção.
Diversas atividades de pesquisa da flora e da fauna são desenvolvidas no Horto que é administrado pela Fundação Florestal da Secretaria do Meio Ambiente. O local abriga também uma sofisticada criação de trutas que abastece boa parte dos restaurantes de Campos, e pode ser experimentada no restaurante do Parque.
Uma das principais atrações é a antiga serraria, que desde a década de 20 funciona com equipamentos movidos por roda d'água. Para os mais corajosos existe também uma ducha com água pura e gelada, que sai das nascentes em uma temperatura média de 11ºC.Ali mesmo existe ainda um projeto socio-ambiental chamado Meninos ecológicos, que começou em 1998, envolvendo o Instituto Ambiental e a Prefeitura Municipal, com o patrocínio da Elektro. O projeto trabalha o reflorestamento na área, com auxílio de menores aprendizes, que ganham uma formação profissional. São mais de cem mil visitantes anuais que encontram ali no Horto diversas opções de diversão e entretenimento, tudo junto a natureza exuberante de Campos do Jordão.
Entrada:Crianças acima de sete anos e adultos até 65 anos R$ 3,00Carros de Passeio R$ 4,00ônibus R$ 5,00
Mais informações(12) 3663-3762(12) 3663-1977
Net.campos.com

Marcadores:

EXPOSIÇÕES

Sistema de Execução Penal abre inscrição para exposição
O Centro de Excelência do Sistema de Execução Penal (Cesepe) abriu inscrições para servidores artistas da Superintendência do Sistema de Execução Penal que queiram expor seus trabalhos de pintura, escultura e artesanato, entre outros, na 3ª Semana Cultural. O evento será realizado nos dias 15, 16 e 17 de outubro, na sede do Cesepe, à Rua 94-A, nº 12, Setor Sul, das 8h30 às 18 horas. Além das exposições, a Semana Cultural contará com palestras instrutivas de abordagens interdisciplinar e sociológica das questões penitenciárias. Devido ao espaço físico reduzido, serão escolhidos quatro tipos variados de artes e artesanatos. Informações pelo telefone 3201-8199 e 3201-8131.
Goiás Agora
Memorial Brasil-Itália sedia exposição de quadros
Vai até o dia 6 de setembro, de segunda a quinta, das 12h às 18h, a exposição de quadros dos alunos da professora Rita Mazzante. O evento ocorre no Memorial Brasil-Itália, Portal de Vinhedo.
Segundo Rita, são 25 trabalhos nas mais variadas modalidades, todos em telas. Os alunos desenvolveram os quadros durante as aulas do ateliê de Rita.
Jornal de Vinhedo.com.br
Exposição Coletiva Imagem e Imaginação na Galeria Álvaro Santos
Em homenagem ao Aniversário da Galeria de Artes Álvaro Santos, que no dia 26 de setembro completará quarenta e três anos, será apresentada ao público, de 2 a 30 de setembro, a terceira edição da Exposição Coletiva intitulada Imagem e Imaginação.Os artistas interessados deverão participar com uma obra que, sendo a mesma bidimensional, nenhuma das dimensões deverá ultrapassar o limite máximo de 100 cm; se for tridimensional, o limite máximo será de 100 cm para largura e profundidade e de 250 cm para a altura. O trabalho deverá ser entregue na Galeria de Arte Álvaro Santos, até o dia 27 de agosto, e a participação do artista deverá ser confirmada até o dia 12 de agosto do ano em curso, através do telefone 3179-1308.A direção da Galeria continua recebendo as propostas de solicitação de pauta para o ano de 2009. Os artistas interessados devem entregar a solicitação acompanhada de currículum vitae e no mínimo, três fotografias dos trabalhos que pretende expor, além de preencher um formulário específico, disponibilizado na Galeria.
Informe Sergipe
Exposição apresenta obras de críticos ao nazismo na Alemanha
Museu Ludwig de Colônia expõe obras de John Heartfield, considerado pai da fotomontagem, e do dinamarquês Marinus, cuja identidade só foi revelada há poucos anos. Pela primeira vez, a obra de Marinus é vista na Alemanha.
Bildunterschrift:
Großansicht des Bildes mit der Bildunterschrift: Enquanto o trabalho do artista gráfico alemão John Heartfield já é, há muito, conhecido do grande público, a identidade do dinamarquês Jacob Kjeldgaard só foi descoberta nos anos 70, quando se encontrou parte de seu acervo por acaso, num mercado de pulgas parisiense.
Com a exposição sobre fotomontagem política do início do século 20 – Hitler cego, Stalin aleijado – o Museu Ludwig de Colônia presta agora homenagem aos dois artistas críticos do regime de Hitler e mostra, pela primeira vez na Alemanha, na íntegra, a obra ainda existente do dinamarquês Marinus.
Instrumento de agitação de massa
Bildunterschrift: No espírito dadaísta, o pintor George Grosz e o artista gráfico John Heartfield inventaram a técnica de fotomontagem num dia de maio de 1916. Segundo o próprio Grosz, os artistas alemães não imaginavam, na época, as possibilidades que a técnica desenvolvida para escapar da censura ofereceria.
Com o passar do tempo, sua instrumentalização para a agitação de massa foi uma das correntes seguidas pela técnica que até hoje perdura. Neste contexto, o berlinense John Heartfield, aliás, Helmut Herzfeld, foi um dos seus principais representantes. Em protesto contra o nacionalismo germânico, Herzfeld anglicizou seu nome durante a Primeira Guerra.
Durantes as décadas de 1920 e 1930, o trabalho do comunista Heartfield inspirou a obra crítica e satírica de outros artistas gráficos, entre eles, o dinamarquês Jacob Kjeldgaard, que sob o pseudônimo de Marinus desenvolveu mais de 250 fotomontagens para a revista francesa Marianne, entre 1932 e 1940.
Hitler como pintor de paredes, Stalin como Mona Lisa e Franco na corda bamba. Com agudez visionária, Marinus e Heartfield satirizaram os acontecimentos da época, as pretensões bélicas nazistas e a passividade das potências ocidentais perante os fatos que estavam a acontecer.
Confisco, superposição, fragmentação e alegoria
Bildunterschrift: Os dadaístas inventaram a poesia simultânea, estática e puramente fonética. A fotomontagem pode então ser compreendida como a representação pictórica de sua atitude poética. Embora o engajamento político tenha sido declarado culpado pelo fim da fotomontagem como forma de expressão artística, a fotomontagem política continua sendo um dos principais motivos de sua existência. Sua produção é caracterizada pelo confisco, superposição, fragmentação e pela alegoria.
Neste contexto, a fotomontagem que deu título a exposição Hitler cego, Stalin aleijado se aproveita de uma obra do escultor Jean Turcan para ilustrar a parábola do cego e do aleijado: "Se um cego guia outro cego, eles cairão num buraco. Se um aleijado quer ajudar outro aleijado, eles não irão a lugar nenhum. Mas se um cego carrega um aleijado, então eles vão para frente."
Na fotomontagem de 1940, Marinus mostrou um Stalin aleijado carregado por um Hitler cego e comentou, desta forma, o pacto de não-agressão assinado entre os dois ditadores. Em seus trabalhos, o perfeccionista Marinus fez referências constantes a conhecidas obras de arte: a ópera Tristão e Isolda de Richard Wagner, obras de Da Vinci, Breughel, Delacroix, Rodin e a filmes como Ben Hur.
Membro do Partido Comunista Alemão
Bildunterschrift: Para exemplificar a influência que a obra de John Heartfield exerceu sobre a de Marinus, como também as semelhanças e diferenças temáticas dos trabalhos dos dois artistas, a segunda parte da exposição mostra diversas fotomontagens que Heartfield fez para a revista AIZ (Arbeiter Illustrierte Zeitung – Revista ilustrada do trabalhador).
A partir de 1930, Heartfield passou a trabalhar constantemente para a revista. Uma das mais famosas fotomontagens da época é "Milhões me apóiam" que mostra Hitler como marionete dos capitalistas industriais.
Heartfield tornou-se membro do Partido Comunista Alemão desde que este foi fundado, em 31 de dezembro de 1918. Trabalhou para a AIZ e também para a revista de Kurt Tucholsky, Deutschland, Deutschland über alles (Alemanha, Alemanha, acima de tudo).
Devido à perseguição nazista, exilou-se primeiramente na República Tcheca e, em 1938, fugiu para o Reino Unido. Em 1950, voltou à Alemanha, onde passou a viver na então República Democrática Alemã. Morreu em 1968, aos 76 anos de idade, na antiga Berlim Oriental.
Marinus e Heartfield
Bildunterschrift: Principalmente nos trabalhos sobre o mesmo tema, a comparação entre Heartfield e Marinus torna-se interessante. Em Drahtseilakt (Na corda bamba), Heartfield mostra os protagonistas do Terceiro Reich Goebbels e Göring guiados por Hitler balançando na corda bamba, em frente a uma cortina com a suástica – ou seja, uma situação de perigo.
Embora Heartfield tenha feito grande exposição de sua obra em Paris, em 1935, não se pode provar que os dois artistas se conheceram pessoalmente. Sua obra influenciou certamente a de Marinus. Cinco anos mais tarde, por exemplo, Marinus tratou a mesma temática da "corda bamba".
Os mesmos atores estão, no entanto, sobre uma corda quase arrebentada. Após a invasão da Polônia, Marinus retratou a queda do regime nazista como inevitável. No mesmo ano, Hitler ocupou Paris e fechou todas as revistas de orientação de esquerda.
Bildunterschrift: Enquanto o trabalho de Heartfield é mais condensado simbolicamente, apelando para a alegoria e se aproximando da técnica do cartaz, as fotomontagens de Marinus são mais complexas e mais cheias de referências. Outra importante diferença foi o fato de o comunista Heartfield nunca ter criticado ou satirizado Stalin em suas fotomontagens.
Marinus, por seu lado, não poupou ninguém. O fato de sempre ter trabalhado sob pseudônimo o livrou de ser deportado para um campo de concentração. Esquecido e doente, ele morreu na capital francesa em 1964. Aos esforços do historiador dinamarquês Gunner Byskov, que a partir dos anos 90, passou a pesquisar sobre a vida de Marinus, deve-se também a atual exposição.
A mostra Hitler cego, Stalin aleijado – Marinus e Heartfield – Fotomontagem Política dos anos de 1930 estará aberta até 19 de outubro de 2008 no Museu Ludwig em Colônia.
Deutsche Welle, na Alemanha
Art d´hôtel recebe a exposição 'Imaginárias', da artista plástica Lucia Vignoli
Na mostra “Imaginárias”, que entra em cartaz no Art d´hôtel – no Sofitel Rio de Janeiro Copacabana - no dia 3 de setembro, das 10h às 22h, o público poderá conferir cerca de dez obras da artista plástica Lucia Vignoli, que utiliza em suas pinturas a técnica de acrílico sobre tela e, também, colagens com fitas adesivas e desenhos em papel. Em “Imaginárias”, uma linha gráfica – como uma escrita inventada – induz o olhar a um passeio onde surgem referências e fragmentos de cidades e ícones arquitetônicos. “Minha intenção é mostrar ao público as diferentes formas de construção existentes, fazendo uma viagem desde os tempos das civilizações incas e astecas, até as modernas criações que temos hoje, como o monumento Opera House, na Austrália”, explica Lucia.
A artista, que desde a infância já mostrava grande desenvoltura para as artes através de seus desenhos e pinturas, graduou-se em Cenografia pela Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Além disso, fez diversos cursos, como Desenho e Gravura, na Escola de Artes Visuais do Parque Lage e Design Têxtil, no Centro de Tecnologia da Indústria Química e Têxtil do SENAI – Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial. As obras da artista – que já conta com mais de 20 anos de experiência – retratam os principais símbolos arquitetônicos de diversas cidades, dando a impressão, para quem as vê, de que se está dentro de um carro em movimento. “O que fica gravado na lembrança das pessoas são, justamente, as construções e paisagens que mais lhes chamam a atenção pelos lugares em que passam. Minha intenção é mostrar ao público como o homem se constrói e de que forma isso fica marcado em suas memórias”, conclui Vignoli. Lucia, que nasceu no Rio de Janeiro – cidade pela qual tem grande paixão e onde mora até hoje – já participou de várias exposições nos últimos anos. Dentre as individuais, destacam-se as feitas na Minigaleria Caixa Cultural e no Espaço Cultural Furnas, ambas em 2006 e, entre as exposições coletivas, as apresentadas no Casarão da UNEI, em 2006 e no Palácio Gustavo Capanema, em 2005.
Localizado no nível E do Sofitel Rio de Janeiro Copacabana e com acesso direto pela Av. Atlântica, o Art d´hôtel oferece exposições renovadas periodicamente. O objetivo é oferecer ao público – hóspedes ou não – uma oportunidade de conhecer o que há de mais genuíno do Brasil nas artes plásticas, com exposições de pinturas, desenhos e esculturas. O Art d´hôtel funciona todos os dias, e pode ser visitado, gratuitamente, das 10h às 22h.
Serviço:
Exposição “Imaginárias”
Endereço: Art d´hôtel – Sofitel
Rio de Janeiro Copacabana: Av. Atlântica, 4.240 / Nível E Copacabana
Vernissage: 02/09, às 20h
Visitação: de 03/09 a 17/11
Telefone: (21) 2525-1206
Horário: diariamente, das 10h às 22h
Grátis
Informe Sergipe

Marcadores:

CULTURA, PATRIMÔNIO HISTÓRICO E CULTURAL

Natal-RN - Arquivo estadual pode ser interditado
Por considerar precárias as condições de acondicionamento e segurança do acervo do Arquivo Público Estadual, o 41º Promotor de Justiça, João Batista Machado Barbosa, entrou com uma Ação Civil Pública exigindo medidas imediatas para tornar o sistema de conservação dos documentos adequado. O promotor do meio ambiente e patrimônio histórico deu entrada na ação na sexta-feira. A ação conta com um pedido de liminar que pede que sejam instalados equipamentos exigidos pelo Corpo de Bombeiros e que sejam suspensas as pesquisas e visitações de qualquer pessoa até que a situação seja regularizada. ‘‘Fui fazer uma visita in loco em outubro do ano passado e, chegando lá, constatamos uma série de irregularidades’’, contou o promotor, que foi ao local acompanhado por professores e estudantes do curso de História da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). ‘‘No dia que fui lá, tinha um pesquisador manuseando documentos sem nenhum tipo de cuidado: sem luva, em local impróprio.
E continua do mesmo jeito. Tudo de forma improvisada’’, relatou João Batista Machado.
A falta de segurança patrimonial, o manuseio indevido dos documentos por falta de equipamentos como luvas e máscaras, precárias instalações físicas, com presença de goteiras, pouca iluminação e ventilação, descaso com jornais, livros e documentos históricos, ausência de extintores de incêndio e falta de controle no acesso de pessoas são as principais deficiências apontadas pelo promotor.
A pedido do Ministério Público, o Corpo de Bombeiros também fez vistoria no local e constatou irregularidades relacionadas ao risco de incêndio. ‘‘O local abriga documentos de toda a vida vegetativa da administração pública do estado, que servem para a segurança jurídica do estado. Temos também um acervo histórico muito importante, como a coleção completa do jornal ‘A República’, que conta toda a história do estado, arquivos do antigo DOPS, da época da ditadura, etc. Se aquilo pegar fogo, é um prejuízo irreparável para o estado. É uma irresponsabilidade muito grande’’, avalia o promotor.
Segundo ele, as tentativas de negociação se iniciaram ainda no ano passado. No último mês de dezembro, houve uma audiência de conciliação com representantes do Arquivo Público, na qual os mesmos se comprometeram a sanar todos os problemas identificados na vistoria. ‘‘Até agora não foi feito nada. Tentamos conciliação e não houve acordo. É só enrolação’’, declarou Machado.
A Ação Civil Pública requer a realização de um diagnóstico das condições do acervo, higienização e restauração do acervo documental, produção de um plano de classificação de documentos e do quadro de arranjo desse mesmo acervo, elaboração de regras para o armazenamento e acondicionamento dos documentos e digitalização dos mesmos.
Diário de Natal
Bahia - Museu é escolhido para receber verba
Museu de Arte Sacra ocupa prédio onde funcionou o
Convento de Santa Teresa de Ávila

O Museu de Arte Sacra da Universidade Federal da Bahia (MAS/Ufba) vai receber R$ 250 mil do Programa Nacional de Qualificação de Museus, dos ministérios da Cultura (MinC) e do Turismo para estímulo à visitação. De acordo com o Departamento de Museus e Centros Culturais (Demu) do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), órgão do MinC, as instituições foram escolhidas nas cidades candidatas à sede da Copa do Mundo de Futebol de 2014. Segundo o Iphan, a unidade foi escolhida pela importância histórica e por ser modelo para outros museus.
Além do MAS, também serão beneficiados a Casa das Artes do Divino (GO), o Museu da Inconfidência (MG), o Museu Emílio Goeldi (PA), o Museu do Homem do Nordeste (PE), o Museu Nacional de Belas Artes (RJ) e o Museu Oceanográfico (RS). O projeto custa R$ 2 milhões: R$ 250 mil por museu e R$ 250 mil para a administração do projeto.
Segundo o Iphan, a verba deve ser usada para atividades como capacitação de profissionais, divulgação com panfletos e folders, compra de equipamentos e gastos para incentivar a visita de turistas. Antes do lançamento, cada instituição enviou um projeto de gastos para o Iphan. Mas não há previsão da liberação das verbas.
VALORES – O MAS tem uma média anual de 5 mil visitantes e o diretor, Francisco Portugal Guimarães, afirmou ter enviado um projeto orçado em R$ 200 mil. Ele só foi informado da diferença, para mais, pela reportagem. Ele alegou não ter conhecimento sobre o gasto mensal ou anual do MAS, porque toda contabilidade é feita pela Ufba.
A Reitoria da Ufba não possuía informações sobre o assunto e a pró-reitora de Administração (Proplad), Nádia Ribeiro, setor responsável pela administração financeira do museu informou que a universidade mantém várias parcerias com o Ministério da Cultura principalmente no setor de restauração. O setor também é responsável pelos museus de Arqueologia e Etnologia, e Afrobrasileiro.
Apesar da falta de informação, Francisco Portugal Guimarães afirma que o principal gasto será a implantação de uma estrutura multimídia. "Não haverá nenhuma reforma física. Compraremos equipamentos eletrônicos, como projetores data-show e totens virtuais, que são terminais de computador fixos que permitem que o visitante tenha um detalhamento das obras do nosso acervo". Disse não ter o projeto em mãos para fornecer mais dados.
O MUSEU – O antigo Convento de Santa Teresa de Ávila, onde funciona o MAS foi fundado pelos Carmelitas Descalços, em 1697. O imóvel serviu de alojamento para as tropas portuguesas nas lutas pela Independência da Bahia e este foi um dos motivos da extinção da ordem em 1840 e do início da decadência do conjunto.
Em 1837 passou a sediar Seminário Arquiepiscopal que se mudou em 1856, deixando o convento abandonado e em ruínas até princípios de 1959, quando o primeiro reitor da Ufba, Edgard Santos, instalou o MAS, através de um convênio com a Igreja Católica.
Considerado um dos exemplares mais significativos da arquitetura seiscentista brasileira e tombado pelo Iphan, está situado no Sodré, na área do Centro Histórico declarada "Patrimônio da Humanidade" pela Unesco, em 1985.
Margarida Neide / Agência A Tarde
Colaborou Sílvio Ribas


Palestra: Biblioteca: fonte de conhecimento, espaço de lazer
Nos dias 6 e 13 de outubro, Academia Brasileira de Letras promove palestras com o tema: "Biblioteca: fonte de conhecimento, espaço de lazer"
Em parceria com a Estação das Letras, a Biblioteca Rodolfo Garcia, da ABL, realiza os seminários "Universos da Leitura".
De 4/8 a 13/10, dez palestras divididas em dois módulos - "Tendências da Literatura Brasileira Contemporânea" e "Biblioteca: fonte de conhecimento, espaço de lazer" -, trarão especialistas para a Sala José de Alencar.
As inscrições já estão abertas através do site
http://www.estacaodasletras.com.br/ pelo telefone (21) 3237-3947.
Os seminários são patrocinados pela PETROBRAS.
Dez breves Seminários, com três horas de duração cada um, divididos em dois módulos.
O primeiro módulo, com oito seminários, estudará nossa produção literária atual em suas mais diversas manifestações e gêneros.O segundo módulo, com dois seminários, é destinado exclusivamente a bibliotecários ou a estudantes de Biblioteconomia.
Programação:
18/08 - A Crônica entre o jornal e o livroProf. Renato Cordeiro Gomes
25/08 - A prosa de ficção brasileira: tendências do romanceProfa. Beatriz Resende
01/09 - A dramaturgia brasileira contemporânea: novas abordagens e autoresProf. Alcione Araújo
08/09 - A Biografia como gênero e seu papel na produção editorial hojeProf. Carlos Didier
15/09 - Memórias: o gênero que não envelheceProfa. Consuelo Cunha Campos
22/09 - A natureza dos Ensaios: estudo ou criação? Traços caracterizadores da ensaística contemporânea.Prof. Manuel Antônio de Castro
06/10 - A Biblioteca como fonte de pesquisa e produção de conhecimento na era virtualProfa. Nanci Nóbrega
13/10 - As Bibliotecas e as Ações Culturais: sentidos e responsabilidades dos espaços de leituraProfa. Laura Sandroni
ABL inaugura exposição de dedicatórias a Machado de Assis
Dia 31, às 17h30, a Academia Brasileira de Letras inaugurou "Machado Vive! - Dedicatórias". Sob o patrocínio da PETROBRAS, a mostra reúne 68 dedicatórias de romancistas e poetas ao escritor Machado de Assis.Inserida na exposição "Machado Vive!", as dedicatórias compõem o acervo bibliográfico da ABL e ficarão na Biblioteca Rodolfo Garcia.
Depois de passar por um processo de informatização, a Biblioteca Acadêmica Lúcio de Mendonça catalogou 147 obras com dedicatórias a Machado. Aquelas que não estão expostas ao público passam por processo de restauração e conservação.
Data de início: 06/10/2008
Data final: 13/10/2008


Projeto vai restaurar 30 monumentos de São Paulo
Programa Adote uma Obra prevê a recuperação de 30 monumentos na capital paulista, até novembro; ainda há 26 peças à espera de patrocínio para restauro
O Programa Adote uma Obra Artística, iniciativa da Prefeitura Municipal de São Paulo que prevê a recuperação de monumentos da cidade expostos em áreas públicas e que necessitem de restauro, ganhou força recentemente com o apoio do Grupo Votorantim, que adotou 30 obras, entre eles o Monumento às Bandeiras, no Ibirapuera, e quatro esculturas da Praça da Sé. Até agora, o programa, que existe desde 1994, só tinha restaurado cerca de 20 monumentos.
Além do restauro, os monumentos contarão com sinalização ressaltando sua importância histórica, manutenção periódica e segurança. Ações educativas serão realizadas para conscientizar a população sobre a importância da conservação dos espaços públicos do município. Ao promover o acesso da população a essas obras, o projeto está alinhado ao Programa de Democratização Cultural Votorantim, implementado desde 2006.
O programa da Secretaria de Cultura prevê a recuperação e manutenção, com o apoio da iniciativa privada, de esculturas distribuídas pela cidade que careçam de cuidados – após sofrerem pichações ou depredação, por exemplo. Segundo o secretário municipal de Cultura, Carlos Augusto Calil, “este projeto integra sociedade e Prefeitura em benefício da cidade. Trata-se de uma ação de promoção cultural e resignificação da relação das pessoas com os espaços públicos. É um convite à população para que, a partir de novembro, valorize e ajude a manter a paisagem urbana restaurada”.
Para a Votorantim esta é uma oportunidade de celebrar seus 90 anos de atuação, comemorados este ano, e ao mesmo tempo oferecer à cidade de São Paulo um projeto que valorize a sua história. “Ao longo de sua história, o Grupo Votorantim sempre caracterizou sua maneira de fazer negócios baseado em valores como solidez, ética, respeito, empreendedorismo e união. Focamos a construção de um futuro sustentável, mas nos orgulhamos do passado, da nossa história. É isso que nos faz acreditar na importância de investir na preservação de um patrimônio cultural da população”, comenta Carlos Ermírio de Moraes, presidente do Conselho de Administração da Votorantim Participações.
O projeto tem início em agosto e todas as 30 obras deverão estar restauradas até novembro. Durante esse período, os monumentos serão envolvidos por painéis contendo informações históricas sobre a obra, sobre o autor e sobre as ações de restauração. O trabalho de restauro será executado pela Companhia de Restauro, empresa especializada na revitalização de obras históricas. A supervisão dos trabalhos será feita pela arquiteta Valéria de Souza Valeri, coordenadora da Comissão Permanente de Análise de Assuntos Concernentes a Obras e Monumentos Artísticos em Espaços Públicos, subordinada ao Departamento do Patrimônio Histórico da Secretaria Municipal de Cultura.
“O Grupo Votorantim vai presentear São Paulo com a restauração desses 30 monumentos. Além da preservação do patrimônio, esta ação está alinhada ao compromisso de nosso Instituto de promover o acesso à cultura, viabilizando ações educativas que preservem nossa identidade cultural”, ressalta Carlos Ermírio de Moraes.
Entre os monumentos restaurados, estão obras de Victor Brecheret (além do Monumento às Bandeiras, a escultura Depois do Banho, no Largo do Arouche), Bruno Giorgi (estátua de Dante Alighieri e busto de Mário de Andrade), Júlio Guerra, Sergio Camargo e Amílcar de Castro, entre outros artistas. Todas as ações do projeto 30 Homenagens, desenvolvido pela agência Centoeseis, podem ser consultadas no site
http://www.trintahomenagens.com.br/.
Os monumentos adotados pelo Grupo Votorantim
1.Monumento às Bandeiras - Praça Armando Sales de Oliveira – Próx. ao Parque do IbirapueraAutor: Victor Brecheret
2.Abertura - Praça da SéAutor: Amilcar de Castro
3.Espaço Cósmico - Praça da SéAutor: Yutaka Toyota
4.Condor - Praça da SéAutor: Bruno Giorgi
5.Contado a Feria - Praça João MendesAutor: Ricardo Capicchia
6.Anchieta – Praça da SéAutor: Heitor Usai
7.Amor Materno - Largo do AroucheAutor: Charles Louis Eugène Virion
8.Depois do Banho - Largo do AroucheAutor: Victor Brecheret
9.A Menina e o Bezerro - Praça do AroucheAutor: Luiz Chirstophe
10.Índio Caçador – Av. Vieira de Carvalho – Próx. à Praça da RepúblicaAutor: João Batista Ferri
11.Mário de Andrade - Praça D. José Gaspar - ConsolaçãoAutor: Bruno Giorgi
12.Chopin - Praça D. José Gaspar - ConsolaçãoAutor desconhecido
13.Cervantes - Praça D. José Gaspar - ConsolaçãoAutor: Rafael Galvez
14.Dante - Praça D. José Gaspar - ConsolaçãoAutor: Bruno Giorgi
15.Sem título - Praça da SéAutor: Sérgio Camargo
16.Pedro Álvares Cabral - Av. Pedro Álvares Cabral s/n – Parque do IbirapueraAutor: Luiz Morrone
17.Homenagem ao Cafeeiro – Parque do Ibirapuera. Prox. Museu de Arte ContemporâneaAutor: Francisco Zeri
18.Fernando Pessoa – Avenida de Sagres com Av. IV Centenário – Próx. ao Parque do IbirapueraAutora: Maria Irene Villar
19.Fundadores de São Paulo - Rua Padre Manoel da Nóbrega – Prox. Assembléia LegislativaAutor: Luiz Morrone
20.Leão (réplica) – Parque do IbirapueraAutor: Prosper Leocourtier
21.Ubirajara - Largo Ubirajara – MoocaAutor: Francisco Leopoldo e Silva
22.O Índio e o Tamanduá - Praça Marechal Deodoro – Santa CecíliaAutor: Ricardo Cipicchia
23.Dom Gastão Liberal Pinto – Praça Gastão Liberal Pinto – Av. Brigadeiro Luís Antônio c/ Av. Santo AmaroAutor desconhecido
24.Caminho (Arcos da Paulista) – Praça Marechal Cordeiro Farias (esq. Av. Paulista c/ Av. Angélica)Autores: Lilian Amaral e Jorge Bassani
25.Apóstolo São Paulo – Av. Roque Petroni Júnior - MorumbiAutor: Júlio Guerra
26.Homenagem a Faria Lima - Av. Brig. Faria LimaAutor: Luiz Morrone
27.Cruz Patriarcal (Cruz de Lorena) - Praça Nossa Senhora do BrasilAutor desconhecido
28.Mãe Preta - Largo do Paissandu – Bairro Santa IfigêniaAutor: Júlio Guerra
29.Guanabara - Vale do Anhangabaú – Ladeira Falcão FilhoAutor: João Batista Ferri
30.Francisco Miranda - Av. Paulista – Prox. Rua Bela CintraAutor: Lorenzo Gonzáles e Carmelo Tabacco
Sobre o Programa Adote uma obra artística
Criado em 1994, o Programa Adote uma Obra Artística é subordinado ao Departamento do Patrimônio Histórico da Secretaria Municipal de Cultura. O objetivo deste projeto é envolver a sociedade, por meio do apoio da iniciativa privada, a fim de ampliar a conservação física de obras e monumentos artísticos expostos em espaços públicos da cidade de São Paulo.
Ao longo dos 14 anos de existência, o programa realizou mais de 20 restaurações por meio de adoções. Neste momento, alem das 30 obras que serão restauradas e mantidas por 1 ano pela Votorantim, existem outras duas que também estão adotadas: Júlio de Mesquita, pelo Grupo Estado e Ascensão, pela empresária Cristiana Arcangelli.
Apesar de ter sido criado em 1994, o programa só teve a primeira obra adotada no ano 2000. Trata-se da escultura Anhangüera, de Luis Brizzollara, instalada na Avenida Paulista e que foi adotada pela Rádio Bandeirantes. Em 2002, a Comissão Permanente de Análise de Assuntos Concernentes a Obras e Monumentos Artísticos em Espaços Públicos elaborou uma relação de obras prioritárias, que consistiam em peças que necessitavam de investimento em restauro com urgência. Dessa relação que continha 63 itens, a própria Secretaria de Cultura recuperou cerca de metade com investimento orçamentário e também termos de cooperação firmados com a iniciativa privada. Atualmente, a relação conta com 26 peças aguardando adoção e está disponível no site:
http://www.patrimoniohistorico.sp.gov.br/ . A cidade de São Paulo tem, aproximadamente, 400 monumentos artísticos distribuídos pelas cinco regiões da cidade.
As empresas ou pessoas físicas interessadas em adotar alguma obra ou monumento artístico devem, primeiramente, encaminhar ao Departamento do Patrimônio Histórico uma carta de intenção de adoção com a identificação da obra que deseja adotar. O documento está disponível para download no site oficial do Departamento do Patrimônio Histórico. A documentação exigida para formalização da adoção também pode ser consultada na página oficial do departamento na internet.
Divulgação
http://www.aber.org.br/

VIII Encontro Nacional de Acervo Raro
Encontro será realizado na Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro, nos dias 18 e 19 de novembro, e tem como tema "Inventário de Acervo Raro: sua importância para salvaguarda patrimonial”
O VIII Encontro Nacional de Acervo Raro (ENAR), que será realizado na Biblioteca Nacional nos dias 18 e 19 de novembro, das 9h às 17h (e até as 13h no dia 19), terá como tema "Inventário de Acervo Raro: sua importância para salvaguarda patrimonial”. Os trabalhos inscritos revelam experiências e/ou estudos teórico-práticos em Inventário de Acervo Raro.
O ENAR é uma das ações do Plano de Recuperação de Obras Raras (PLANOR), que foi criado em 1983 pelo Ministério da Educação e Cultura.
Outras informações sobre o VIII ENAR : pelo telefone (21) 2220-2588, (21) 3095-3891 ou pelo e-mail
planor@bn.br
Data de início: 18/11/2008
Data final: 19/11/2008
Assessoria de comunicação social FBN

Campo Grande-MT - Jovens arquitetos querem Capital com alma de interior

O sonho da nova geração de arquitetos e urbanistas é de que Campo Grande mantenha pelos próximos anos a qualidade de vida de cidade do interior, sem problema de alagamentos, com menor quantidade de veículos nas ruas, ciclovias, coleta seletiva de lixo, calçadas adaptadas para deficientes e o centro da cidade voltado para atividades culturais.
Para a campo-grandense Victoria Delvizo, de 25 anos, Campo Grande está em um momento crucial. O próximo prefeito deve decidir se a Capital irá crescer de forma equilibrada, mantendo a qualidade de vida de cidade do interior, ou se irá optar por um crescimento desenfreado.
“Campo Grande corre muito o perigo de se tornar um grande centro caótico e problemático como São Paulo, mas pode decidir manter o espírito de cidade do interior. É o momento de pensar no futuro”, diz a profissional formada pela UFMS e com mestrado pela UFRJ em arquitetura.
Segundo ela, a Capital está se tornando a “cidade dos carros”. Durante os dois anos de mestrado, Victoria fez um trabalho sobre a principal avenida de Campo Grande e chegou a conclusão que o pedestre está sendo preterido na Afonso Pena.
“Os carros estão ocupando todo o espaço, inclusive os canteiros centrais. A solução não é parar de fazer rua, é conciliar a construção delas com a de calçadas, canteiros centrais, ciclovias e o incentivo para o uso mais intenso do transporte coletivo”, afirma.
Ao contrário do que ocorre em outras capitais, em Campo Grande quem usa o transporte coletivo é porque não tem ou está impossibilidade de usar outro veículo. “O transporte coletivo deveria ser uma alternativa para todos”, afirma. “É uma questão de cultura. A cultura hoje em Campo Grande é de andar de carro próprio”, acrescenta.
Para os arquitetos Charis Guernieri e José Fernando Peralta, ambos de 26 anos, além do problema cultural, as pessoas deixam de usar o transporte público coletivo pela falta de qualidade. O transporte coletivo é lento, os ônibus vivem lotados e a passagem custa R$ 2,30. “Às vezes, andar de carro sai mais barato”, diz Charis.
A arquiteta natural de Curitiba (PR) imagina uma Campo Grande que valoriza a própria imagem, a cultura e que tenha coleta seletiva de lixo e pontos turísticos. “Tentaram implantar coleta seletiva, com aquelas sacolas plásticas laranjadas. Mas a Prefeitura não tem quem recolha. Isto é uma coisa que todas as grandes cidades do mundo estão fazendo. Aqui deveria ter também”, afirmou.
Para campo-grandense José Fernando também falta valorização do patrimônio histórico. “Campo Grande é uma cidade que recebe muita gente de fora. Então, quem chega, não tem explicita a história da cidade. É preciso dar mais valor nas coisas que a cidade construiu nestes 109 anos”, afirma. Outra preocupação comum a Charis e José Fernando é com relação ao centro da cidade, que no período noturno fica entregue a marginais e a prostitutas. “Se fala muito em crescimento, mas o centro é um lixo.
È preciso tentar dar uma humanizada nessa parte da cidade”, diz o arquiteto.Charis diz que a solução está em transformar o centro da cidade em uma área cultural, revitalizando prédios antigos e melhorando a iluminação do lugar. A idéia é transformar a região central em um lugar agradável para ir, seja durante o dia, seja à noite.
Crescimento –
Campo Grande passa por um momento econômico ímpar, com a vinda de grandes empreendimentos como três shoppings, que estão em construção, e o hipermercado Wal-Mart, inaugurado neste mês. Os novos empreendimentos são: o Pátio Central Shopping, que está sendo construído na Rua Cândido Mariano. o Iguatemi Arvoredo, no Alphaville, na saída para Cuiabá e o Norte Sul, na Avenida Ernesto Geisel. Para os três arquitetos entrevistados pelo Campo Grande News é um momento de crescimento acelerado da cidade. A arquiteta Victoria Delvizo ficou dois anos fora da cidade (2006 e 2007) e se assustou com o desenvolvimento quando voltou. “Os lugares estão mais lotados, a cidade cresceu muito, de forma assustadora”, afirma.
Campo Grande ainda vive um problema histórico e difícil de ser administrado: a grande quantidade de vazios urbanos, que é explicado, ao menos em parte, pela especulação imobiliária. As pessoas compram terrenos sem a intenção de construir, apenas esperando a valorização do local, o que acontece geralmente com a implantação do asfalto, para revender o imóvel.“É um problema.
Faz com que a cidade se espalhe e toda a rede (água, luz, e serviços como coleta de lixo) passe a ter que ter um alcance maior. Isso gera custos”, diz a arquiteta Victoria. “Só o fato de a pessoa ficar esperando já prejudica a valorização do local”
Paulo Fernandes
Campo Grande News

Casarão histórico em SP volta a ser posto para portadores de DST
De 1980 até hoje, foram registrados 67,7 mil casos de aids em São Paulo. Só no ano passado, foram 1 693.
Há uma semana, um prédio histórico na Alameda Cleveland, no bairro dos Campos Elísios, região central de São Paulo, voltou a funcionar como posto de atendimento especial a portadores de HIV e outras doenças sexualmente transmissíveis.
O casarão, de 1.175 metros quadrados, foi construído em 1922 para prestar serviços de assistência médica aos funcionários da Estrada de Ferro Sorocabana. Desde 1996 abrigava um serviço de atendimento a soropositivos mantido pela Secretaria Municipal de Saúde. Tudo ia bem até janeiro de 2004, quando o imóvel foi fechado por causa de problemas estruturais. E assim ficou até o ano passado. De novembro para cá, graças a investimentos de R$ 4 milhões do Hospital Sírio-Libanês, passou por uma restauração total.
O prédio, em estilo neocolonial, é tombado tanto pelo Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo (Conpresp) quanto pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Arqueológico e Turístico do Estado de São Paulo (Condephaat). Por isso, toda a obra foi cercada de cuidados especiais.
Localização
No período em que o casarão ficou fechado, o atendimento dos cerca de 2,7 mil pacientes cadastrados foi deslocado para um endereço nas proximidades, na Rua Albuquerque Lins. "Não era a mesma coisa, pois o local já tinha uma identidade forte com os usuários", diz a psicóloga Maria Cristina Abbate, que desde 2003 coordena o Programa Municipal de DST/Aids.
Por causa da localização geográfica, lá é onde mais se atende moradores de rua, travestis e prostitutas. O trabalho da Prefeitura de São Paulo para atendimento a soropositivos e prevenção da aids existe há 25 anos. Atualmente há 24 postos como o da Alameda Cleveland em funcionamento. "Fazemos diagnósticos, trabalhos de prevenção e distribuímos camisinhas", diz Maria Cristina. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.
Agência Estado
Último Segundo

Campinas - Prédio do Hospital Coração de Jesus é tombado
Após um longo processo, imóvel do antigo hospital, extinto em 1999,
foi transformado em patrimônio cultural.

O histórico edifício do extinto Hospital e Maternidade Coração de Jesus passa a integrar o patrimônio cultural de Campinas após tombamento do Conselho de Defesa do Patrimônio Artístico e Cultural de Campinas (Condepacc). A decisão, de acordo com Daisy Ribeiro, historiadora da Coordenadoria Setorial do Patrimônio Cultural (CSPC), não impedirá reformas para adaptar a construção às normas de higiene e saúde pois o Condepacc tem adotado uma regulamentação especial para hospitais, de forma a garantir que a preservação histórica não inviabilize o funcionamento das unidades de saúde. “Até hoje, não recebemos nenhum projeto de reforma daquele prédio para análise”, afirmou. Construído em 1919, o prédio, atualmente de propriedade da Intermédica, empresa paulista de seguros de saúde, está fechado e à venda. O processo de tombamento foi aberto em 1999, logo após a transferência das unidades de ginecologia, obstetrícia e pediatria para o Hospital Beneficência Portuguesa e a desativação total do Coração de Jesus.
Segundo o Condepacc, o edifício não foi projetado por Ramos de Azevedo, como se pensou durante muito tempo. O hospital, assim como a Beneficência, pertencia à Real Sociedade Portuguesa de Beneficência, entidade criada em 1873 para os portugueses residentes em Campinas. No local, há azulejos portugueses em algumas áreas, semelhantes aos existentes no Palácio dos Azulejos. Além disso, ainda permanecem peças originais no imóvel, como as portas de madeira trabalhada, os pisos com desenhos em mosaico, as escadas com corrimão em madeira e as ornamentações em gesso do teto da sala principal. Leia a matéria completa na edição impressa desta terça-feira do Correio Popular
Maria Teresa Costa
Correio Popular

Marcadores: ,

NOSSA PORCA CLASSE POLÍTICA

Políticos são como fraldas, temos sempre que que troca-los pelo mesmo motivo
Esta é a lista atualizada dos criminosos, há todo tipo de crime, até aborto. Ladrão há aos montes. Veja se seu candidato, aquele que te deu uma cesta básica e que nesta época te dá tapinhas nas costas e te chama de amigo e até te estende a mão para te comprimentar, não está aqui nesta relação:
LÚCIA VÂNIA Senadora PSDB-GO Peculato
LUIZ ANTÔNIO FLEURY Deputado PTB-SP Improbidade Administrativa
LUPÉRCIO RAMOS Deputado PMDB-AM Crime de Aborto
MÃO SANTA Senador PMDB-PI Improbidade Administrativa
MARCELINO FRAGA Deputado PMDB-ES Crime Eleitoral, Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
MARCELO CRIVELA Senador PRB-RJ Crime Contra o Sistema Financeiro e Falsidade Ideológica
MARCELO TEIXEIRA Deputado PSDB-CE Sonegação Fiscal
MÁRCIO REINALDO MOREIRA Deputado PP-MG Crime Ambiental
MARCOS ABRAMO Deputado PP-SP Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
MÁRIO NEGROMONTE Deputado PP-BA Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
MAURÍCIO RABELO Deputado PL-TO Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
NÉLIO DIAS Deputado PP-RN Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
NELSON BORNIER Deputado PMDB-RJ Improbidade Administrativa
NEUTON LIMA Deputado PTB-SP Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
NEY SUASSUNA Senador PMDB-PB Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
NILTON CAPIXABA Deputado PTB-RO Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
OSMÂNIO PEREIRA Deputado PTB-MG Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
OSVALDO REIS Deputado PMDB-TO Apropriação Indébita
PASTOR AMARILDO Deputado PSC-TO Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
PAULO AFONSO Deputado PMDB-SC Peculato, Crime Contra o Sistema Financeiro e Improbidade Administrativa
PAULO BALTAZAR Deputado PSB-RJ Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
PAULO FEIJÓ Deputado PSDB-RJ Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
PAULO JOSÉ GOUVEIA Deputado PL-RS Porte Ilegal de Arma
PAULO LIMA Deputado PMDB-SP Extorsão e Sonegação Fiscal
PAULO MAGALHÃES Deputado PFL-BA Lesão Corporal
PEDRO HENRY Deputado PP-MT Formação de Quadrilha, Lavagem de Dinheiro e Corrupção Passiva, Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
PROFESSOR IRAPUAN Deputado PP-SP Crime Eleitoral
PROFESSOR LUIZINHO Deputado PT-SP Lavagem de Dinheiro
RAIMUNDO SANTOS Deputado PL-PA Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
REGINALDO GERMANO Deputado PP-BA Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
REINALDO BETÃO Deputado PL-RJ Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
REINALDO GRIPP Deputado PL-RJ Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
REMI TRINTA Deputado PL-MA Estelionato e Crime Ambiental
RIBAMAR ALVES Deputado PSB-MA Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
RICARDO BARROS Deputado PP-PR Sonegação Fiscal
RICARTE DE FREITAS Deputado PTB-MT Improbidade Administrativa e Formação de Quadrilha, Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
RODOLFO TOURINHO Senador PFL-BA Gestão Fraudulenta de Instituição Financeira
ROMERO JUCÁ Senador PMDB-RR Improbidade Administrativa
ROMEU QUEIROZ Deputado PTB-MG Corrupção Ativa, Corrupção Passiva e Lavagem de Dinheiro
RONALDO DIMAS Deputado PSDB-TO Crime Eleitoral
SANDRO MABEL Deputado PL-GO Crime Contra a Ordem Tributária
SUELY CAMPOS Deputada PP-RR Crime Eleitoral
TATICO (JOSÉ FUSCALDI CESÍLIO) Deputado PTB-DF Crime Contra a Ordem Tributária, Declaração Falsa de Imposto de Renda e Sonegação Fiscal
TETÉ BEZERRA Deputado PMDB-MT Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
THELMA DE OLIVEIRA Deputada PSDB-MT Improbidade Administrativa e Formação de Quadrilha
VADÃO GOMES Deputado PP-SP Improbidade Administrativa e Crime Contra a Ordem Tributária
VALDIR RAUPP Senador PMDB-RO Peculato, Uso de Documento Falso, Crime Contra o Sistema Financeiro, Crime Eleitoral e Gestão Fraudulenta de Instituição Financeira
VALMIR AMARAL Senador PTB-DF Apropriação Indébita
VANDERLEI ASSIS Deputado PP-SP Crime Eleitoral, Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
VIEIRA REIS Deputado PRB-RJ Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
VITTORIO MEDIOLI Deputado PV-MG Sonegação Fiscal
WANDERVAL SANTOS Deputada PL-SP Corrupção Passiva
WELLINGTON FAGUNDES Deputada PL-MT Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
ZÉ GERARDO Deputado PMDB-CE Crime de Responsabilidade
ZELINDA NOVAES Deputada PFL-BA Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
ÂNGELA GUADAGNIN Deputada PT-SP Dançarina do Plenário da Câmara, comemorando absolvição de corrupto
ANTÔNIO PALOCCI Ex-Ministro PT-SP Quebra de Sigilo Bancário
CARLOS RODRIGUES Ex-Deputado PL-RJ
BISPO RODRIGUES DELÚBIO SOARES Tesoureiro PT-GO Ex Tesoureiro do PT
JOSÉ DIRCEU Ex-Deputado PT-SP Mensalão
JOSÉ GENOINO Ex-Deputado PT-SP Mensalão, Dólares na Cueca
JOSÉ NOBRE GUIMARÃES DeputadoEst. PT-CE Dólares na Cueca (Agora Candidato a Dep. Federal)
JOSIAS GOMES Deputado PT-BA Mensalão, CPI dos Correios
LUIZ GUSHIKEN Ex-Ministro PT-SP CPI dos Correios
PAULO SALIM MALUF Ex-Prefeito PPB-SP Corrupção, Falcatruas, Improbidade Administrativa, Desvio de Dinheiro Público, Lavagem de dinheiro
PAULO PIMENTA Deputado PT-RS Compra de Votos, Mensalão, CPI Correios
PEDRO CORRÊA Ex-Deputado PP-PE Cassado em associação ao Escândalo do Mensalão, Compra de Votos
ROBERTO BRANT Deputado PFL-MG Crime Eleitoral, Mensalão, CPI Correios
ROBERTO JEFFERSON Ex-Deputado PTB-RJ Mensalão
SEVERINO CAVALCANTI Ex-Deputado PP-PE Escândalo do Mensalinho (Renunciou para evitar a cassação)
SILVIO PEREIRA Secretário do PT PT Mensalão
VALDEMAR COSTA NETO Ex-Deputado PL-SP Mensalão (renunciou para evitar a cassação)
ABELARDO LUPION Deputado PFL-PR Sonegação Fiscal
ADEMIR PRATES Deputado PDT-MG Falsidade Ideológica

Este é o levantamento feito até agora, tenho certeza que a lista deve crescer.

Recebido por e-mail

Marcadores: ,

RINDO MUITO

Coisas do Banco do Brasil
Há muito tempo, quando o Banco do Brasil era considerado o maior banco rural do mundo, mantinha em sua Carteira Agrícola um quadro de avaliadores (também conhecidos por "fiscais") que eram pessoas com conhecimentos na área, contratadas para verificar "in loco" se os pedidos de financiamento estavam em ordem, etc., etc.
Ocorre que nem sempre eram pessoas com bom nível de escolaridade. O que valia era o conhecimento prático. Daí nos relatórios constarem algumas "batatadas" que algum gaiato, como não poderia deixar de ser, anotou para alegria de todos nós:
- "O sol castigou o mandiocal. Se não fosse esse gigante astro, as safras seriam de acordo com as chuvas que não vieram".
- "Mutuário triste e solitário pelo abandono da mulher não pode produzir".
- "Acho bom o Banco suspender o negócio do cliente para não ter aborrecimentos futuros".
- "Vistoria perigosa. As chuvas pluviais da região inundaram o percurso, que foi todo feito a muito custo".
- "Mutuário faleceu. Viúva continua com o negócio aberto".
- "O contrato permanece na mesma, isto é, faltando fazer as cercas que ainda não ficaram prontas".
- "Foi a vistoria feita a lombo de burro com quase 8 km".
- "A máquina elétrica financiada era toda manual e velha".
- "Financiado executou trabalho braçalmente e animalmente".
- "O curral todo feito a capricho, bem parecendo um salão de baile a fantasia".
- "Visitamos o açude nos fundos da fazenda e depois de longos e demorados estudos constatamos que o mesmo estava vazio".
- "Os anexos seguem em separado".
- "A lavoura nada produziu. A garantia era um jumento, mas o mutuário fugiu montado na garantia".
- "Era uma ribanceira tão ribanceada que se estivesse chovendo e eu andasse a cavalo e o cavalo escorregasse, adeus fiscal!".
- "Tendo em vista que o mutuário adquiriu aparelhagem para inseminação artificial e que um dos touros holandeses morreu, sugerimos que se fizesse o treinamento de uma pessoa para tal função".
- "Chegando à fazenda do Sr. Pedro "Jacaré" e não encontrando o referido réptil..."- "Assunto: Cobra. Comunico que faltei ao expediente do dia 14 em virtude de ter sido mordido pela epigrafada".
Fonte: anotações diversas de vários funcionários.

Marcadores:

INTERESSA, OU NÃO?

China do futuro
Alguns conhecidos voltaram da China impressionados.
Um determinado produto que o Brasil fabrica um milhão de unidades, uma só fabrica chinesa produz quarenta milhões. A qualidade já é equivalente. E a velocidade de reação é impressionante.
Os chineses colocam qualquer produto no mercado em questão de semanas ... Com preços que são uma fração dos praticados aqui.
Uma das fábricas está de mudança para o interior, pois os salários da região onde está instalada estão altos demais: 100 dólares. Um operário brasileiro equivalente ganha 300 dólares no mínimo. Que acrescidos de impostos e benefícios, representam quase 600 dólares. Comparados com os 100 dólares dos chineses, que recebem praticamente zero benefícios...
Hora extra? Esqueça. O pessoal por lá é tão agradecido por ter um emprego,que trabalha horas extras sabendo que nada vai receber...
Essa é a armadilha chinesa. Que não é uma estratégia comercial, mas de poder. Os chineses estão tirando proveito da atitude dos marqueteiros ocidentais, que preferem terceirizar a produção e ficar com o que "agrega valor": a marca.
Dificilmente você adquire nas grandes redes dos Estados Unidos um produto feito nos Estados Unidos. É tudo "made in China", com rótulo estadunidense. Empresas ganham rios de dinheiro comprando dos chineses por centavos e vendendo por centenas ... Mesmo ao custo do fechamento de suas fabricas. É o que chamo de "estratégia preçonhenta".Enquanto os ocidentais terceirizam as táticas e ganham no curto prazo, a China assimila as táticas para dominar no longo prazo. As grandes potências mercadológicas que fiquem com as marcas, o design... Os chineses ficarão com a produção, desmantelando aos poucos os parques industriais ocidentais. Em breve, por exemplo, não haverá mais fabricas de tênis pelo mundo.Só na China. Que então aumentará seus preços, produzindo um "choque da manufatura", como foi o do petróleo. E o mundo percebera que reerguer suas fabricas terá um custo proibitivo.
Perceberá que tornou-se refém do dragão que ele mesmo alimentou. Dragão que aumentará ainda mais os preços, pois quem manda é ele, que tem fabricas, inventários e empregos ... Uma inversão de jogo que terá o impacto de uma bomba atômica ... Chinesa.Nesse dia, os executivos "preçonhentos" tristemente olharão para os esqueletos de suas antigas fábricas, para os técnicos aposentados jogando bocha na esquina, para as sucatas de seus parques fabris desmontados. E lembrarão com saudades do tempo em que ganharam dinheiro comprando baratinho dos chineses e vendendo caro a seus conterrâneos .E então, entristecidos, abrirão suas marmitas e almoçarão suas marcas.
Autor desconhecido

Marcadores:

LIVROS

Programa distribuirá mais de 1 milhão de livros
Convênio entre Câmara Brasileira do Livro (CBL) e Secretaria Municipal de Educação distribuirá obras literárias a mais de 520 mil alunos das escolas públicas municipais
A Câmara Brasileira do Livro (CBL) e a Secretaria Municipal de Educação de São Paulo assinram, em evento realizado durante a Bienal do Livro de São Paulo, a segunda etapa do programa Minha Biblioteca, um dos maiores projetos de incentivo à leitura do País, que neste ano distribuirá 1,1 milhão de livros para 520 mil estudantes de 1ª a 8ª séries das escolas públicas da capital.
O programa teve início em 2007, quando 275 mil estudantes de 1ª a 4ª séries do ensino público receberam cerca de 560 mil livros. Em 2008, o programa está sendo ampliado para os estudantes de 5ª a 8ª séries e vai atingir 484 escolas da cidade de São Paulo.
A cada ano, os alunos vão receber um kit com dois livros e uma maleta com espaço para mais outros exemplares – o objetivo é que ao término do ensino fundamental de oito anos cada criança tenha em casa a maleta completa com 16 livros, montando sua biblioteca pessoal. Para Rosely Boschini, presidente da CBL, investir na leitura é fundamental para garantir às gerações futuras um país melhor. “Esta parceria está em consonância com a missão da CBL, que é a de apoiar e incentivar projetos que promovam o livro e a leitura.
O gosto pela leitura se adquire na infância, e o Minha Biblioteca alcança diretamente esse público. Os frutos desta iniciativa com a Prefeitura nós vamos colher daqui a alguns anos”. Participam da segunda etapa do programa Minha Biblioteca 63 editoras, com 202 títulos. O desconto oferecido pelas editoras foi de 60% no preço de catálogo e o investimento na compra de livros ultrapassou os R$ 10 milhões.
Na lista, contam obras como Alice no País das Maravilhas, Dom Quixote, Viagem ao Centro da Terra e volumes da série Harry Potter; além de obras de autores como Ítalo Calvino, Vitor Hugo, Manuel Bandeira, Fernando Sabino, Ziraldo, Marcos Rey, Cecília Meireles e Ruth Rocha. Os kits serão distribuídos de setembro a novembro.
Divulgação CBL
http://www.aber.org.br
Comentário do Sílvio: Iniciativas como essa são louváveis e de resultados muito bons. Pena que se a Martaxa for eleita certamente desativará este projeto. Se este programa der resultados e futuramente o brasileiro for um povo culto, quem irá votar em gente como ela!

Marcadores:

PODE CRER, É VERDADE

Com medo de roubo, mineira deixa recado em carro
A administradora de empresas Flávia Alcântara, 34 anos, moradora do Bairro Santa Tereza, na região leste de Belo Horizonte, encontrou uma forma diferente para evitar que o carro dela, um Fiat 147 ano 1984, entre para as estatísticas de carros roubados das grandes cidades brasileiras.
Nos vidros do veículo, ela afixou cartazes com as seguintes frases: "Seu ladrão, favor não roubar; carro sem bateria; carro sem estepe, carro problemático, obrigada pela atenção".
"Eu coloquei as placas justamente para chamar a atenção. Estou apenas evitando o esforço do ladrão que vai roubar um carro que não sai do lugar", afirma. No inicio deste mês, um "gatuno" tentou roubar o automóvel, mas depois que viu que o recado fazia sentido, "ele deixou dentro do carro uma nota de um real. Deve ter ficado com dó de mim," explica.
Flávia mora perto de uma agência bancária, por isso a sua rua está sempre movimentada. "Os ladrões não se importam com o movimento e roubam do mesmo jeito". Também próximo à sua casa está localizado o 16º Batalhão da Polícia Militar, mas segundo ela este fato não diz nada.
"A falta de confiança com a polícia é tão grande, que nem queixa damos. A polícia chega uma hora depois do roubo, e olhe lá", ressalta.
O lavador de carros, Blaicon Assis trabalha na rua há 10 anos e destaca que durante este tempo já presenciou mais de 50 tentativas de roubos. "Aqui é muito complicado, e mesmo sendo próximo do batalhão, os moradores nem chamam a polícia, pois sabem que não adianta".
A Polícia Militar rebate e diz que em 2008 apenas quatro carros foram roubados e os donos registraram boletim de ocorrência: "É importante que a vítima registre a ocorrência para a PM adotar as medidas necessárias para diminuir o crime no bairro," explica o capitão Anderson Ferreira, do 16º Batalhão da PM em Santa Tereza.
O veículo chama a atenção de todos que passam pelo local. "As pessoas acham que é brincadeira e todos debocham". Mas o apego pelo carro é tão grande que Flávia afirma não vender o veículo por nada. "Tenho o 'fitinho' há quatro anos. Os pneus estão carecas, a bateria está sem carga e o estofado rasgado, mas não vendo ele de jeito nenhum. Quero ele aqui até que eu consiga arrumá-lo," afirma.
Por enquanto a estratégia da administradora tem dado resultado. Desde que colocou os recados para os ladrões, o carro continua no mesmo local. Ela garante que o motivo é a gentileza das frases nos cartazes.
"Apesar de ser um ladrão, ter essa profissão, ele é um ser humano, a gente tem que ter respeito por ele. E também porque o recado avisa do esforço desnecessário que o ladrão vai fazer para roubar este carro desse jeito", conclui.
Ney Rubens
Direto de Belo Horizonte
Especial para Terra



Bêbado e nu, homem entala em privada e é resgatado
Equipes de resgate tiveram que destruir parte de um banheiro químico no último domingo para salvar um homem nu e bêbado que ficou entalado em Lebanon, no Estado americano da Pensilvânia.
De acordo com as autoridades, o homem de 31 anos ligou para o 911 de seu celular enquanto estava preso no vaso sanitário.
Ele havia bebido muito e tirado toda a roupa antes de utilizar o banheiro. De alguma maneira, ele acabou entalando.
O bombeiro Chris Miller afirmou à emissora WPMT-TV que "em 21 anos de trabalho, essa foi a primeira vez que teve que resgatar alguém de uma privada de um banheiro químico".
A polícia local acusou o homem de embriaguez em local público, mas ainda não se sabe por que ele resolveu tirar as roupas para usar o banheiro. Ao menos, o bêbado não sofreu ferimentos graves.
AP



Após 23 anos, homem recebe recado jogado ao mar

Um britânico reencontrou uma mensagem que ele tinha jogado ao mar em uma garrafa 23 anos atrás. Donald Wylie tinha 11 anos de idade quando lançou ao mar a carta na praia de Sandside, nas Ilhas Orkney, na Escócia, em 1985.
A garrafa foi encontrada durante uma limpeza de verão na praia de West Sands, em Fife, também na Escócia.
Os voluntários que faziam a limpeza na praia e encontraram a garrafa - entre eles estudantes e funcionários da Universidade de St. Andrews - começaram, então, a procurar o autor da mensagem.
Depois que Wylie foi localizado, a voluntária Mary Stevens entregou a garrafa com a mensagem a seu autor.
Respostas
A mensagem diz "Olá! Eu sou um menino de 11 anos de idade, meu nome é Donald Wylie. Minha data de nascimento é 11/9/1972. Estou jogando esta garrafa ao mar na praia de Sandside, Deerness, Ilhas Orkney. Se a pessoa que encontrá-la é muito mais velha que eu, poderia por favor encontrar um garoto da minha idade, se for possível. Muito obrigado".
Wylie, hoje com 33 anos, disse que, quando era criança, sua mãe o encorajava a escrever mensagens e lançá-las ao mar e que ainda mantém o hábito.
"Ao longo dos anos eu recebi algumas respostas, geralmente da Noruega ou da Dinamarca", disse Wylie. "Mas nunca havia recebido uma resposta depois de tanto tempo", afirmou.
BBC Brasil

Antarctica Street Festival: Adesivo cria ilusão em plataformas do metrô de São Paulo
Adesivo colado no chão de plataformas do metrô de São Paulo cria ilusão de um bowl para pratica de skate. A peça é parte da campanha que divulga o Guaraná Antarctica Street Festival.
Caionanet.info





País aculturado é outra coisa!!!

Marcadores: , ,

HÁ! HÁ! HÁ!

Duas amigas encontram-se e uma pergunta à outra:
- Então e a tua filha?
- Olha, casou! E casou muito bem, que tem um marido maravilhoso. Ele cozinha, lava a louça, vai às compras, trata dos garotos, do quintal, da casa... Olha, é uma jóia o rapaz, e graças a ele ela pode estar em casa a educar as crianças, em vez de trabalhar. Casou muito bem, ela.
- Que bom! E o teu filho?
- Ai, coitado... Esse casou tão mal... Vê lá tu que a minha nora põe-no a trabalhar de Sol a Sol... Tem sempre coisas para arranjar em casa, tem que cozinhar, tratar da louça, do quintal, levar os miúdos à escola... E depois ainda tem que trabalhar, para sustentar aquela preguiçosa que fica o dia todo em casa sem trabalhar, aquela porca...
§
Um homem está num parque de estacionamento, entre dois carros, a mijar. Nisto aparece outro que começa a olhar para o instrumento do primeiro.
Diz o que está a mijar:
- Então? Já não se pode ter privacidade?
- Será que... Será que lhe posso fazer uma festinha?
- Ora essa! Vá mas é à merda!
- Vá lá, só uma.
- Já disse que não. Deixe-me mijar em paz.
- O senhor deixa-me fazer-lhe uma festinha e eu vou-me já embora.
- Pronto, está bem. Faz lá a festa e depois vais à tua vida!
O outro pega no pirilau do primeiro, agarra-o bem com as duas mãos e começa a torcê-lo e a puxá-lo e a gritar:
- Isto... é para tu... aprenderes... a nunca mais... mijares... nos pneus... do meu carro!
§
Todos os anos o filho ajudava o pai a arar o terreno. Num determinado ano o filho foi preso por assaltar um banco. Pela altura de arar o terreno, o pai escreve uma carta ao filho onde dizia:
-"Que pena não estares aqui para me ajudares a arar o campo..."
O filho escreveu-lhe uma carta de volta onde dizia:
-"Pai, não ares o campo! Foi lá que eu escondi o dinheiro!"
No dia seguinte o terreno é invadido por polícias com pás e escavadores, que procuram o dinheiro por toda a parte. Não encontrando nada, os homens vão embora.
O pai escreve novamente ao filho, explicando o sucedido. O filho escreve nova carta ao pai a dizer:
-"Pai, de momento é só isto que consigo fazer. Boa colheita!"
§
Um padre está a jogar golfe e três freiras estão a assistir. O padre faz o seu swing, falha a bola e grita:
- Caralho, falhei!
As freiras ficam muito atrapalhadas, levam as mãos à boca e uma delas diz:
- Ai, senhor padre... Não devia dizer essas coisas!
O padre não lhes liga nenhuma, tenta novamente, falha outra vez e torna a gritar:
- Caralho, falhei!
Uma vez mais as freiras ficam todas indignadas e uma delas diz-lhe:
- Senhor padre, olhe que Deus castiga...
O padre dá nova tacada e torna a falhar a bola, gritando outra vez:
- Caralho, falhei!
As freiras benzem-se e uma delas começa a dizer:
- Padre, olhe que...
Nisto, um relâmpago enorme atinge as freiras, deixando-as completamente chamuscadas, e ouve-se uma voz grossa e ecoante vinda do Céu:
- Caralho, falhei!



Marcadores: ,

COMES & BEBES

Cuscuz de legumes e atum
Ingredientes:
2 colheres (sopa) de azeite de oliva
1 cebola pequena ralada
1 xícara (chá) de atum em conserva na salmoura
2 tomates sem pele e sem sementes, em cubos
2 xícaras (chá) de seleta de legumes em conserva
1 xícara (chá) de farinha de milho
1 pacote de gelatina incolor sem sabor (12 g)
sal e pimenta-do-reino
salsinha picada

Modo de Preparo:
Em uma panela, aqueça 1 1/2 colher (sopa) de azeite e doure a cebola. Junte o atum e os tomates e refogue por 3 minutos, ou até murchar. Acrescente a seleta de legumes escorrida, o sal, a pimenta-do-reino, a salsinha e 2 xícaras (chá) de água. Assim que levantar fervura, adicione aos poucos e, sem parar de mexer, a farinha de milho. Cozinhe por mais 7 minutos e retire. À parte, dissolva a gelatina conforme as instruções da embalagem e incorpore à massa. Misture bem. Distribua o cuscuz em uma fôrma de anel, com capacidade para 2 litros, untada com o restante do azeite. Leve à geladeira por 1 hora, ou até endurecer. Desenforme e salpique com salsinha.
Água na Boca



Cheesecake de limão

Ingredientes:
Massa

150 g de biscoito maisena triturado
5 colheres (sopa) de manteiga derretida

Recheio
3 colheres (sopa) de suco de limão aquecido
2 colheres (chá) de gelatina em pó pó incolor e sem sabor
ou 2 colheres (sopa) de gelatina diet sabor limão (10g)
2 xícaras (chá) de queijo branco light picado
1 pote (200 g) de iogurte desnatado
1/2 xícara (chá) de leite desnatado
3 colheres (sopa) de raspas de casca de limão
raspas de casca de limão para decorar

Modo de Preparo:
Massa:
Coloque os biscoitos numa tigela, junte a manteiga e 3 colheres (sopa) de água. Misture bem até obter uma massa homogênea. A seguir, forre com a massa o fundo de 10 assadeiras, de 8 cm de diâmetro cada uma. Ou use uma assadeira de aro removível de 25 cm de diâmetro. Deixe na geladeira por 30 minutos, ou até ficar firme.

Recheio:
Misture numa tigela pequena o suco de limão com a gelatina. Coloque no processador, junte o queijo, o iogurte e o leite e bata até ficar homogêneo. Misture as raspas de limão e espalhe sobre a massa gelada. Leve à geladeira por mais 2 horas, ou até o recheio ficar firme. Decore com raspas de limão.
Revista Menu

Marcadores:

VIDEOS

Elefante não esquece!
video

Marcadores: