ENTRESSEIO

s.m. 1-vão, cavidade, depressão. 2-espaço ou intervalo entre duas elevações. HUMOR, CURIOSIDADES, UTILIDADES, INUTILIDADES, NOTÍCIAS SOBRE CONSERVAÇÃO E RESTAURO DE BENS CULTURAIS, AQUELA NOTÍCIA QUE INTERESSA A VOCÊ E NÃO ESTÁ NO JORNAL QUE VOCÊ COSTUMA LER, E NEM DÁ NA GLOBO. E PRINCIPALMENTE UM CHUTE NOS FUNDILHOS DE NOSSOS POLÍTICOS SAFADOS, SEMPRE QUE MERECEREM (E ESTÃO SEMPRE MERECENDO)

31 março, 2010

PLAQUINHA DE HOJE - 31-3-10

Série: Maliciosas
"FIQUEI SABENDO QUE VOCÊ
ESTÁ VENDENDO UMA CAMA
E UM GUARDA ROUPA.
SE EU PAGAR O GUARDA ROUPA
À VISTA, VOCÊ ME DÁ 30 DIAS
NA CAMA?"

Marcadores:

ATUALIDADES - 31-3-10

Farc libertam seu refém mais antigo
Pablo Emilio Moncayo estava em poder da guerrilha desde dezembro de 1997
BOGOTÁ - O sargento colombiano Pablo Emílio Moncayo, de 32 anos, foi libertado nesta terça-feira, 30 pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) após 12 anos de cativeiro. Ele era um dos reféns mais antigos da guerrilha.
Moncayo foi solto em uma operação humanitária realizada em conjunto pela Cruz Vermelha Internacional, a Igreja Católica e a ONG Colombianos pela Paz, com apoio logístico da Força Aérea Brasileira (FAB).
É a segunda libertação unilateral das Farc em dois dias. No domingo, Josué Daniel Calvo, que passou 11 meses em poder das Farc, foi resgatado pela mesma missão.
estadao.com.br

Novas estações do metrô de SP são inspecionadas; não há data para inauguração
O governador José Serra (PSDB) e o secretário dos Transportes Metropolitanos, José Luiz Portella, inspecionaram nesta segunda-feira (29) as obras das estações Faria Lima e Paulista e os trens da Linha 4-Amarela do Metrô paulistano, mas ainda não há data prevista para a inauguração.
Segundo a Secretaria dos Transportes, a inspeção faz parte de uma série de testes de segurança exigidos pelo Metrô para que a concessionária da linha, a Via Quatro, inicie a operação no trecho. As linhas somente serão inauguradas após executados testes de segurança necessários.
A Linha 4 ligará os bairros de Luz, na área central, e Vila Sônia, na Zona Oeste, passando pela região da Consolação, avenida Paulista e Pinheiros. Com extensão de 12,8 quilômetros, terá 11 estações.
A primeira fase compreende as estações Paulista, Faria Lima, Pinheiros, Butantã, República e Luz. Na segunda fase, entrarão em operação as estações Vila Sônia, São Paulo-Morumbi, Fradique Coutinho, Oscar Freire, e Mackenzie-Higienópolis.
Ainda segundo o governo, a nova linha terá capacidade para transportar cerca de 700 mil usuários por dia, na primeira fase, e 970 mil passageiros por dia, na segunda etapa.

Marcadores:

EXPOSIÇÕES - 31-3-10

Bauru-SP - Exposição dos quadros de Francisco Rojas transmite as sensações de uma lembrança
Professor de desenho aposentado, após 30 anos de trabalho em escolas estaduais de Bauru e Duartina, Francisco Rojas, hoje com 72 anos, se dedica exclusivamente à pintura. Homem calmo, de personalidade justa, busca transmitir, através da espátula, sentimentos e saudades.
Em homenagem ao trabalho realizado pelo artista plástico, a Universidade Sagrado Coração (USC) lança, dentro da programação da Mostra de Artes Plásticas, a exposição “Paisagens e saudade”, até 30 de abril, no Espaço Cultural Mauro Rasi. A exposição contém telas que evidenciam o fascínio do artista pelas cores ao representar paisagens do dia-a-dia. “Gosto de salientar a importância da arte na transmissão da mensagem através das cores e conteúdo. É um sentimento de luz que consigo transferir para a espátula que fala da alma”, diz Rojas.
Mais
Francisco Rojas começou a desenhar com 12 anos e com 17 iniciou suas atividades na arte da pintura a óleo sobre tela. Formou-se pela Faculdade de Educação Artística, da antiga Fundação Educacional de Bauru, hoje Universidade Estadual Paulista (Unesp).
Atualmente, ele tem se dedicado, com exclusividade, a pintura de seminários.
Em seu atelier, em Duartina, produziu centenas de quadros, aos quais foram destaques em dezenas de exposições, com várias obras em acervos particulares.
Catalogado no livro “Artes Plásticas Brasil”, Rojas é membro associado à Academia Nacional de Artes Plásticas (Anap).
Serviço
Exposição “Paisagens e saudade” até 30 de abril, das 8h às 22h30. Espaço Cultural Mauro Rasi, USC, que fica na rua Irmã Arminda, 10-50, Jardim Brasil.
Jornal da cidade de Bauru

Curitiba-PR - Relíquias de Buda expostas na Faculdades Espírita
Estão expostos trinta e dois conjuntos de relíquias budistas.
Trinta e dois conjuntos de relíquias budistas podem ser apreciadas pelos curitibanos até hoje. São pequenos objetos, como se fossem pérolas ou cristais, encontrados entre as cinzas de budas cremados. Os budistas acreditam que elas representam a sabedoria do mestre espiritual. Algumas das peças datam mais de 2,5 mil anos e despertam muita curiosidade. Os conjuntos fazem parte da exposição Relíquias do Buda, em cartaz na Faculdades Integradas Espírita, em Curitiba.
Entre as relíquias estão as do Buda Sakiamuni, que nasceu em 563 aC. Os objetos fazem parte de uma coleção e estão percorrendo o mundo em exposições, que têm como objetivo angariar recursos para o Projeto Maitreya. Este prevê a construção na Índia de um complexo dedicado à saúde e à educação, cujo centro é uma estátua do Buda Maitreya com 150 metros de altura. As relíquias, após o tour de exposições, serão colocadas em uma câmara dentro do coração da estátua. Tudo será feito com doações.
A exposição Relíquias do Buda não recebe apenas seguidores do Budismo. Podem visitar a mostra pessoas de todas as religiões e até aqueles que não possuem credo. "Quando se entra em contato com uma relíquia, é um jeito de entrar em contato com o mestre. Você vê o próprio potencial", afirma Cristian Cowan, guardião das relíquias.
Joyce Carvalho
Paraná Online

Marcadores:

CULTURA, PATRIMÔNIO CULTURAL E HISTÓRICO - 31-3-10

Babilônia será preservada e se tornará atração turística
Grupo internacional lançou projeto para tentar conservar monumento no Iraque

Bagdá, Iraque. A Babilônia, que abrigou uma das Sete Maravilhas do mundo antigo, fica onde hoje é o Iraque. E a ameaça mais imediata à preservação das suas ruínas é a água, que está encharcando o solo e destruindo o que sobrou de uma grande cidade dos tempos do rei Nabucodonossor II.A água também é uma das ameaças mais antigas. O próprio rei enfrentou problemas de água 2.600 anos atrás. Negligência, reconstrução mal feita e saques de guerra também contribuíram para a destruição. Entretanto, arqueólogos e especialistas em preservação de relíquias culturais dizem que nada de substancial deve ser feito no local até que o problema do vazamento de água seja solucionado.

Um estudo atual, conhecido como "Futuro da Babilônia", documenta os danos causados pela água associada principalmente ao rio Eufrates e aos sistemas de irrigação das redondezas. O solo está saturado logo abaixo da superfície em locais como o Portão de Ishtar e os já extintos Jardins Suspensos, uma das Sete Maravilhas. Os tijolos estão se despedaçando, e os templos, desmoronando. A Torre de Babel, há muito tempo reduzida a entulhos, está cercada por água parada.
Líderes do projeto internacional, descrevendo suas descobertas em entrevistas e em um congresso realizado neste mês em Nova York, disseram que qualquer plano para retransformar a Babilônia em uma atração turística e um lugar para pesquisa arqueológica precisa incluir o controle da água como "a prioridade mais alta".
O estudo, realizado com a intenção de desenvolver um plano piloto para a cidade antiga, foi iniciado no ano passado pelo Fundo de Monumentos Mundiais em colaboração com o Quadro de Antiguidade e Patrimônio do Iraque. Uma concessão de US$ 700 mil feita pelo departamento de Estado norte-americano está financiando os dois anos iniciais de estudo e um plano preliminar de gerenciamento. Segundo um oficial do fundo de monumentos, todo esse projeto pode durar entre cinco e seis anos.
"Esse é, sem dúvida, o programa mais complexo que tive que organizar", disse Bonnie Burnham, presidente do fundo.
Contratempo. Alguns arqueólogos demonstraram preocupação sobre a lentidão do projeto em seu início. Membros do projeto alegaram ter tido problemas graves em convencer especialistas estrangeiros a irem ao Iraque e legalizarem sua documentação e equipamentos para trabalhar no país.
Além do desgaste provocado pelo tempo, do qual todas ruínas da antiguidade são vítimas, a Babilônia sofreu depredações em sua história recente. Arqueólogos alemães que fizeram o primeiro estudo cuidadoso sobre o local, antes da Primeira Guerra Mundial, reconheceram águas desviadas de um afluente do Eufrates para irrigação a 80 km de Bagdá. McGuire Gibson, especialista em arqueologia mesopotâmica, concordou que a água é um "problema grave". Segundo ele, o problema piorou nos últimos anos quando um lago e um canal foram criados como parte de uma campanha para atrair turistas.
O próprio Nabucodonossor lidou com problema de água canalizando diretamente do rio para construções elevadas no topo das antigas ruínas.

Local sofre há muito tempo
Danos. Rachadura em muro próximo a onde ficava o Portão de Ishtar, que hoje está em Berlim


Bagdá. Os primeiros pesquisadores alemães a estudarem a Babilônia, comandados por Robert Koldewey, relataram a descoberta de danos extensivos pela água em estruturas de tijolo de barro. Eles também disseram que houve a criação de campos agrícolas e vilas dentro dos limites da cidade original.
As pessoas saquearam tijolos e pedras, não deixando quase nada da grande zigurate, conhecida a partir do historiador Heródoto e da Bíblia como Torre de Babel. Os próprios alemães levaram o Portão de Ishtar para um museu em Berlim.
Então, nas décadas de 70 e 80, o executado presidente iraquiano Saddam Hussein, alegando ser herdeiro da grandeza de Nabucodonossor, mandou construir seu palácio na Babilônia, sobre as linhas do palácio do seu “antecessor”.
Ele inclusive adotou a prática do rei de estampar seu próprio nome nos tijolos para a reconstrução. Arqueólogos ficaram consternados. O novo palácio e algumas outras restaurações são pouco autênticas, mas dominam o lugar, dizem os pesquisadores.
“O que fazer com o palácio de Saddam é outra questão”, disse Jeff Allen, consultor em preservação que mora no Cairo, Egito. “Será difícil equilibrar a integridade do lugar com seu uso como uma atração turística”, explicou Allen.
“O Iraque conta com a Babilônia como uma futura fonte de lucro com a visita de turistas estrangeiros. Mas seriam necessários milhões de dólares para demolir o palácio ou transformá-lo em centro de visitação para turistas. (JNW/NYT)
John Noble Wilford
The New York Times
Traduzido por André Luiz Araújo

Marcadores: ,

PODE CRER, É VERDADE! - 31-3-10



Nova moda masculina para o inverno


Sutiã para o bumbum é criado por psicóloga americanaA psicóloga americana Karin Hart inventou uma espécie de "sutiã para o bumbum". O dispositivo tem por função erguer o "derrière" das mulheres. Segundo ela, a invenção funciona como um sutiã que levanta os seios, segundo reportagem do jornal "New York Daily News”.
Karin, disse que decidiu criar o dispositivo por conta de sua insatisfação com seu bumbum. A psicóloga começou a usar o dispositivo chamado "biniki" por baixo da roupa. No entanto, após interesse de colegas de academia, ela decidiu patentear seu produto.
Além do "biniki”, Karin, que mora no estado da Califórnia (EUA), criou um dispositivo chamado "Maniki", que é voltado para os homens. Suas invenções podem ser conhecidas no site www.biniki-fashions.com/biniki/.
Conta Outra

Na Geórgia população fica revoltada por colocarem nome de George Bush em rua
Manifestantes colocam banner em protesto contra o nome de uma rua de Tbilisi, capital da Geórgia, que homenageia o ex-presidente dos EUA George W. Bush. Eles querem a mudança do nome da rua.
Rua que leva o nome do ex-presidente dos EUA George W. Bush foi alvo de protestos na Geórgia.
Conta Outra

Americana causa polêmica na vizinhança após fazer jardinagem de topless
Uma americana da cidade de Boulder, no estado do Colorado (EUA), adotou uma prática não muito aceita em sua vizinhança: praticar jardinagem de topless.
Catharine Pierce, de 52 anos, tem enfrentado olhares tortos da comunidade, que reprova a prática por considerar que as crianças do bairro podem vê-la andando com os seios descobertos.
Em maio de 2009, Catharine e seu marido, Robert Pierce, foram ameaçados de despejo por cuidarem do jardim vestindo apenas roupas íntimas.
Segundo a lei do estado, a nudez em locais públicos é proibida.
Conta Outra

Marcadores: , ,

HÁ! HÁ HÁ, RI, DE QUE? - 31-3-10


Dúvidas pascoais
- Papai, o que é Páscoa?
- Ora, Páscoa é ...... bem ...... é uma festa religiosa!
- Igual Natal?
- É parecido. Só que no Natal comemora-se o nascimento de Jesus, e na Páscoa, se não me engano, comemora-se a sua ressurreição.
- Ressurreição?
- É, ressurreição. Marta, vem cá!
- Sim?
- Explica pra esse garoto o que é ressurreição pra eu poder ler o meu jornal.
- Bom, meu filho, ressurreição é tornar a viver após ter morrido. Foi o que aconteceu com Jesus, três dias depois de ter sido crucificado.
Ele ressuscitou e subiu aos céus. Entendeu?
- Mais ou menos ....... .Mamãe, Jesus era um coelho?
- Que é isso menino? Não me fale uma bobagem dessas! Coelho! Jesus Cristo é o Papai do Céu! Nem parece que esse menino foi batizado! Jorge,esse menino não pode crescer desse jeito, sem ir numa missa pelo menos aos domingos. Até parece que não lhe demos uma educação cristã!
Já pensou se ele solta uma besteira dessas na escola? Deus me perdoe! Amanhã mesmo vou matricular esse moleque no catecismo!
- Mamãe, mas o Papai do Céu não é Deus?
- É filho, Jesus e Deus são a mesma coisa. Você vai estudar isso no catecismo. É a Trindade. Deus é Pai, Filho e Espírito Santo.
- O Espírito Santo também é Deus?
- É sim.
- E Minas Gerais?
- Sacrilégio!!!
- É por isso que a Ilha da Trindade fica perto do Espírito Santo?
- Não é o Estado do Espírito Santo que compõe a Trindade, meu filho, é o Espírito Santo de Deus. É um negócio meio complicado, nem a mamãe entende direito.
Mas se você perguntar no catecismo a professora explica tudinho!
- Bom, se Jesus não é um coelho, quem é o coelho da Páscoa?
- Eu sei lá! É uma tradição. É igual a Papai Noel, só que ao invés de presente ele traz ovinhos.
- Coelho bota ovo?
- Chega! Deixa eu ir fazer o almoço que eu ganho mais!
- Papai, não era melhor que fosse galinha da Páscoa?
- Era, era melhor, ou então urubu.
- Papai, Jesus nasceu no dia 25 de dezembro, né? Que dia que ele morreu?
- Isso eu sei: na sexta-feira santa.
- Que dia e que mês?
- ??????? Sabe que eu nunca pensei nisso? Eu só aprendi que ele morreu na sexta-feira santa e ressuscitou três dias depois, no sábado de aleluia.
- Um dia depois.
- Não, três dias.
- Então morreu na quarta-feira.
- Não, morreu na sexta-feira santa ....... ou terá sido na quarta-feira de cinzas?
Ah, garoto, vê se não me confunde! Morreu na sexta mesmo e ressuscitou no sábado, três dias depois! Como? Pergunte à sua professora de catecismo!
- Papai, por que amarraram um monte de bonecos de pano lá na rua?
- É que hoje é sábado de aleluia, e o pessoal vai fazer a malhação do
Judas. Judas foi o apóstolo que traiu Jesus.
- O Judas traiu Jesus no sábado?
- Claro que não! Se ele morreu na sexta!!!
- Então por que eles não malham o Judas no dia certo?
- É, boa pergunta.
- Papai, qual era o sobrenome de Jesus?
- Cristo. Jesus Cristo.
- Só?
- Que eu saiba sim, por quê?
- Não sei não, mas tenho um palpite de que o nome dele era Jesus Cristo Coelho. Só assim esse negócio de coelho da Páscoa faz sentido, não acha?
- Coitada!
- Coitada de quem?
- Da sua professora de catecismo!!!
Recebido por e-mail











Marcadores: ,

30 março, 2010

PLAQUINHA DE HOJE - 30-3-10

Série: Filosóficas
"NADA NA VIDA É
COMPLETAMENTE ERRADO.
ATÉ UM RELÓGIO QUEBRADO,
DUAS VEZES AO DIA,
MARCA A HORA CERTA!

Marcadores:

ATUALIDADES - 30-3-10

Lula lança PAC 2 com PAC 1 pela metade
Presidente anuncia amanhã pacote de investimentos para saúde e educação e inclui promessas ''municipalistas'' como creches e polícia comunitária
Preparada para impulsionar a candidatura da ministra Dilma Rousseff à Presidência, a segunda edição do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) mira o eleitor das grandes cidades, apresenta um pacote de verbas para saúde e educação e faz promessas de cunho "municipalista", como construir 6 mil creches e postos de polícia comunitária.
Com fatia de recursos e projetos herdados do primeiro plano, o PAC 2 será lançado amanhã, a dois dias da despedida de Dilma da Casa Civil, embalado por previsões de investimentos que somam a astronômica quantia de R$ 1 trilhão.
A cifra inclui estimativas de desembolsos do governo, das estatais e de empresas privadas para o período de 2011 a 2014, quando o presidente Luiz Inácio Lula da Silva já estiver fora do Palácio do Planalto. Além das obras de infraestrutura logística do tipo "duplicação de estradas", abrigadas no guarda-chuva do PAC, a nova etapa do programa tratará de temas que também serão adotados como bandeiras do governador de São Paulo, José Serra (PSDB), futuro adversário de Dilma na disputa presidencial.
Embora 54% dos 12.163 empreendimentos previstos no primeiro PAC não tenham saído do papel desde 2007 - data de seu nascimento -, o governo quer inflar esse orçamento, de olho no eleitorado dos grandes centros urbanos.
Na lista das prioridades - que já aparecem no discurso da pré-candidata do PT - estão o aumento das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) para que elas possam cobrir todo o território nacional. Não é só: no diagnóstico interno, 60% das 30 mil equipes do programa Saúde da Família funcionam de forma insuficiente ou mesmo precária.
Com a plataforma do PAC 2, o comando da campanha petista já se movimenta para revidar os ataques de Serra, que foi ministro do Planejamento e da Saúde no governo Fernando Henrique Cardoso (1995-2002). A primeira prévia do embate político entre Dilma e Serra ocorreu na quinta-feira, quando Lula e os dois pré-candidatos participaram da solenidade de entrega de 650 ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), em Tatuí, no interior paulista.
CPMF. O presidente antecipou o tom da campanha ao classificar de "mesquinharia" a atitude do Senado, que em 2007 derrubou a Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), conhecida como "imposto do cheque". Lula sempre culpa a rejeição da CPMF pelo fracasso do PAC da saúde, chamado de "engodo" por tucanos.
O Senado, por mesquinharia, me tirou R$ 40 bilhões por ano do orçamento da Saúde neste país", reclamou Lula. "Quem quer que seja o presidente da República, depois de mim, vai ter que discutir mais dinheiro para a saúde. Não tem alternativa. Não é possível fazer saúde neste país sem dinheiro. Custa caro."
Na tentativa de conquistar o voto feminino - faixa do eleitorado em que o desempenho de Dilma ainda está aquém das expectativas -, o Planalto também tratou de encaixar no PAC 2 o Proinfância, programa do Ministério da Educação que existe desde 2007. A ideia é investir R$ 7,1 bilhões na construção de 6 mil creches destinadas a crianças de zero a cinco anos até 2014.
Prioridade. O governo promete custear as novas matrículas em creches e pré-escolas do programa. O valor, por aluno, é de R$ 2.745 em 12 meses e a estimativa é de atendimento de 324 mil crianças por ano. O Nordeste terá prioridade nesse capítulo por apresentar mais regiões com baixo índice de desenvolvimento da educação básica.
"Vamos ampliar e disseminar por todo o Brasil a rede de creches, pré-escolas e escolas infantis", disse Dilma, no mês passado, ao ser aclamada candidata do PT à sucessão de Lula, no 4.º Congresso do partido. "E vamos resolver os problemas da saúde, pois temos um incomparável modelo institucional, o SUS. Vamos cuidar das cidades brasileiras e colocar todo o empenho do governo, junto com Estados e municípios, para promover uma profunda reforma urbana, que beneficie prioritariamente as camadas mais desprotegidas."
Neste ano eleitoral, nenhum detalhe escapou do escopo doPlanalto: para atender os jovens, serão injetados R$ 4,1 bilhões, em quatro anos, na construção e cobertura de quadras esportivas das escolas.
Olhar social. A nova temporada do programa Minha Casa, Minha Vida - que prevê agora a construção de mais 2 milhões de casas, o dobro do projeto original -, e a urbanização de bairros da periferia, com ações de saneamento e intervenções na segurança pública, completam o "olhar social" do PAC 2.
Embora a segurança seja da competência dos Estados, o governo propõe ações integradas para investir, por exemplo, em postos de polícia comunitária. A projeção de crescimento anual até 2014, no cenário otimista traçado pelo Planalto, é de 5,5% do Produto Interno Bruto (PIB).
No mês passado, em entrevista ao Estado, Lula disse que não lançou o primeiro PAC em 2006, ano de sua reeleição, por ter sido aconselhado a esperar o fim da corrida eleitoral.
"Eu fui orientado a não utilizar o PAC em campanha porque a gente não precisaria dele para ganhar as eleições, segundo o otimismo que reinava no governo", afirmou o presidente, abrindo um sorriso. "Então, disseram, não vamos gastar uma peça importante, que vai cheirar a uma coisa eminentemente eleitoral."
Agora, porém, Lula mudou de ideia e incentivou Dilma a montar o PAC 2. Trata-se da última tarefa sob a coordenação da ministra antes de ela deixar o governo para se dedicar aos palanques.
estadao.com.br

Marcadores:

EXPOSIÇÕES - 30-3-10

São Paulo-SP - Imigração Judaica: Cronologia e Origens
AHJB, Museu Judaico de São Paulo e CCJ juntos numa nova atividade! O Arquivo Histórico Judaico Brasileiro (AHJB), o Museu Judaico de São Paulo e o Centro da Cultura Judaica (CCJ) aceitaram o convite para participar da homenagem que o Memorial do Imigrante dedica a cada um dos fluxos imigratórios para o Brasil. Já foram homenageados neste projeto, as colonias Italiana, Alemã e Japonesa. Este mês de março, será dedicado a Comunidade Judaica (Imigração Judaica). O Memorial do Imigrante programou um sarau artístico e o AHJB, Museu Judaico de São Paulo e o CCJ organizaram uma exposição: Imigração Judaica - Cronologia e Origens.
Estréia dia 27 de Março (sábado)
Até 27 de Abril, de terça a domingo, das 10h às 17h
Centro da Cultura Judaica
Rua Oscar Freire , 2500 (Estação Sumaré do Metrô - Linha Verde) (Perdizes)
Tel: (11) 3065-4333 (11) 3065-4333
Ingressos: de R$ 2,00 a R$ 4,00
(Entrada gratuita para menores de sete anos e no último sábado do mês.)
Sampa Online

São Paulo-SP - Modernista: 80 anos/Acervo Warchavchik
A mostra é uma homenagem à "Exposição de uma casa Modernista", ocorrida em 1930, primeira vez que se tentou no Brasil reunir diferentes artes visuais dentro de uma casa em estilo arquitetônico e decoração modernistas. A casa em que foi realizada a Exposição é a mesma que receberá a mostra atual: a Casa Modernista da rua Itápolis, projetada pelo arquiteto Gregori Warchavchik, restaurada por iniciativa da família. Reúne móveis e objetos desenhados por Warchavchik, filmes e dezenas de fotografias das décadas de 30 e 40, além de plantas de projetos do arquiteto, como a da residência de Felicíssima Assunção Lara; apartamento em Copacabana; oito casas populares na rua São Samuel, Vila Mariana; nove casas populares na rua Turiassu; conjunto de casas na rua D. Bertha, Vila Mariana; oito projetos de móveis e parque modernista da Vila Mariana. O Warchavchik fotógrafo retratista de pessoas públicas, familiares ou anônimos, com um enquadramento, luz e tratamento muito característicos dos anos 40, também poderá ser visto, em cerca de 30 fotografias inéditas.
Estréia dia 27 de Março (sábado)
Até 18 de Abril, de quarta a sexta-feira, das 13h às 18h e sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h
Museu da Casa Brasileira (230 lugares)
Av. Brig. Faria Lima, 2705 (Jardim Paulistano)
Tel: (11) 3032-3727 3032-2564
Ingressos: Grátis
Sampa Online

Marcadores:

CURSOS - 30-3-10

Rio de Janeiro-RJ - Curso de Segurança de Acervos Culturais
Segurança de forma ampla, abrangendo a proteção do acervo, do prédio e das pessoas, é a temática que norteia o Curso de Segurança de Acervos Culturais, oferecido pela Coordenação de Documentação e Arquivo (CDA) do Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST).
As inscrições estão abertas e podem ser realizadas até 15 de maio de 2010.
Estruturado em disciplinas que visam introduzir os princípios fundamentais para uma política de segurança institucional, o curso ressalta a importância de medidas preventivas e de avaliações de risco, partindo da premissa de que a segurança de um bem cultural envolve aspectos multidisciplinares. Os objetivos são conscientizar profissionais para a gestão de segurança de acervos culturais com vistas à preservação do patrimônio, instruir sobre questões da conservação preventiva voltadas à segurança de bens culturais e incentivar estudos na área de preservação, conservação e segurança de bens culturais.
Em sua 8ª edição, o Curso de Segurança de Acervos Culturais abrirá 40 vagas.
As aulas serão oferecidas de 24 a 28 de maio, em regime de tempo integral (8h/dia), no campus do MAST.
Podem se inscrever conservadores, restauradores, engenheiros, arquitetos, museólogos, bibliotecários, arquivistas, dirigentes de instituições culturais e profissionais que estejam diretamente envolvidos com a preservação de acervos culturais.
O pré-requisito é ter o Ensino Médio completo.
Inscrições:
As inscrições podem ser feitas na secretaria da Coordenação de Documentação e Arquivo, com Vânia Rodrigues, pelo telefone (21) 2580-7010 (ramal 217) e telefax (21) 3295-0918 ou e-mail: vaniarodrigues@mast.br, no horário de 9h às 12h e de 13h às 17h, a partir de 01/03/2010.
Pagamento:
Por meio de GRU.
Orientações para imprimir a guia de recolhimento para pagamento da taxa de inscrição para o curso: a guia encontra-se no site: www.mct.gov.br; nesse site, procure a área de Links; clique no ícone denominado “GRU”; preencha os espaços necessários com as seguintes informações: U.G. : 240124; Gestão: 00001; Unidade: Museu de Astronomia e Ciências Afins; Código: 28830-6; Descrição do recolhimento: Serviços Administrativos. Clique em AVANÇAR; na próxima tela que se abrirá, o número de referência será 01; competência: o mês de pagamento, por exemplo, 03/2010; vencimento: escolher a data de vencimento para o pagamento. Clique em emitir. A guia emitida pode ser paga em qualquer agência do Banco do Brasil.
Investimento:
R$ 360,00 a vista ou 3 parcelas de R$ 120,00 - pessoa física
R$ 460,00 - pessoa jurídica
Obs:A taxa de inscrição, dividida em três parcelas, terá os seguintes prazos:1ª parcela até 31/03/20102ª parcela até 20/04/20103ª parcela até 15/05/2010
A matrícula inclui material didático e certificado.
A inscrição somente será confirmada após a conclusão da 3ª parcela.
mais informações: www.mast.br
Postado por Raquel da Costa Nery

Marcadores:

CULTURA, PATRIMÔNIO CULTURAL E HISTÓRICO - 30-3-10

São Paulo-SP - Museu expõe memória e sotaque do Bexiga
Com 8 mil fotografias e 1,5 mil itens no acervo, entre eles objetos do compositor Adoniran Barbosa, instituição inaugurada em 1981 ficou fechada por 5 anos. Hoje, reabre para o público
18 de março de 2010
"Domingo nóis fumo num samba no Bixiga/ Na Rua Major, na casa do Nicola./ À mezza notte o"clock saiu uma baita duma briga/ Era só pizza que avoava, junto com as brajola". O falar italianado, típico dos primeiros moradores do bairro do Bexiga, foi eternizado sobretudo nas canções de Adoniran Barbosa (1910-1982). Já o restante da memória da região está bem-guardado em um sobrado de sete cômodos na Rua dos Ingleses: o Museu do Bixiga, que, depois de cinco anos fechado por problemas administrativos, reabre suas portas ao público hoje.
A diretoria da instituição, inaugurada em 1981 e considerada o mais antigo memorial de bairro paulistano, traça planos ousados para movimentar o espaço: quer restaurar o imóvel, digitalizar o acervo fotográfico e passar a oferecer cursos. "Esperamos conseguir patrocinadores para esses projetos", diz o presidente do museu, Paulo Santiago.
Entre os 1,5 mil itens do acervo, há o kit completo de um "bexiguense" soldado revolucionário de 1932 - espingarda e capacete -, uma cadeira de dentista dos anos 20, carrinhos de rolimã, uma geladeira quase centenária, um televisor e itens pessoais de Adoniran Barbosa - gravata, chapéu, cachecol e isqueiro.
"É comum que produtoras de TV nos procurem, para utilizar esses objetos em séries e novelas de época", conta Santiago. Outro tesouro é o material iconográfico: são 8 mil fotografias, que ajudam a reconstituir a história do bairro paulistano.
Culinária italiana. Como parte desse movimento de revitalização do museu, ocorre no dia 29, na Cantina Roperto (Rua 13 de Maio, 634), um jantar especial, com convites a R$ 100 (adesões pelos telefones 3253-9338 ou 2894-5782). Na ocasião, será criada a Associação Amigos do Museu Memória do Bixiga.
Até abril do ano que vem, para as comemorações do 30º ano de fundação do museu, Santiago espera estar com uma cantina-escola funcionando, nos fundos do sobrado. "Será um espaço aberto aos apreciadores da cozinha italiana, como qualquer restaurante", diz. "Com a diferença de que estaremos formando mão de obra qualificada para atuar em outras casas do bairro." Também está prevista a criação de uma lojinha de souvenirs alusivos à imigração italiana.
Tombado pelo Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo (Conpresp), pouco se sabe do imóvel que abriga o museu. "Algumas versões dizem que familiares de Getúlio Vargas moraram aqui", comenta Santiago. "O que sabemos é que, antes de virar museu, ficou abandonado por cerca de 30 anos."
Um pouco de História. Em 23 de junho de 1878, um anúncio de primeira página deste mesmo Estado - quando ainda se chamava Província de São Paulo - deu a largada à formação do bairro. "Vendo por propostas todos as matas dos terrenos do Bexiga", dizia o texto. Como a capital recebia grandes levas de imigrantes italianos, os que não topavam a aventura dos cafezais do interior foram seduzidos pelos preços baixos das terras e se mudaram para lá.
Muito antes das cantinas que deram fama ao bairro, esses imigrantes, na maioria da região italiana da Calábria, acabaram se tornando importante mão de obra especializada: sapateiros, quitandeiros, padeiros, artesãos, alfaiates...
Mas a ocupação humana nessas glebas vem de períodos ainda mais antigos. O primeiro registro data de 1559: ali era o Sítio do Capão, do português Antônio Pinto. Depois, acabou rebatizado para Chácara das Jabuticabeiras, em alusão à abundância dessa árvore frutífera.
Na década de 20 do século 18, as terras passaram a um outro proprietário, conhecido como Antônio Bexiga - ele levava a alcunha porque tinha cicatrizes de varíola, doença popularmente conhecida como "bexiga". A terra "do Bexiga" acabou virando Bexiga.
O NOME DO BAIRRO
BEXIGA, BIXIGA OU BELA VISTA?
VERSÕES DIFERENTES, UMA MESMA REGIÃO
A região do Bexiga tem esse nome porque no século 18 aquelas terras pertenciam a Antônio Bexiga - um senhor que ganhou o apelido depois de ser acometido pela varíola. A grafia Bixiga, defendida por alguns memorialistas e moradores das redondezas, seria uma adaptação do termo ao jeito coloquial de falar, trocando o "e" pelo "i". O Bexiga é a região compreendida entre a Rua Rui Barbosa, Avenida 9 de Julho e Rua dos Franceses. Pertence ao bairro chamado oficialmente de Bela Vista.
Onde fica
MUSEU MEMÓRIA DO BIXIGA. RUA DOS INGLESES, 118, BELA VISTA, SÃO PAULO. INFORMAÇÕES PELO TELEFONE (11) 3262-3156 (11) 3262-3156. HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO: DE TERÇA A SEXTA-FEIRA, DAS 14H ÀS 18H.
GRÁTIS
estadao.com.br

Marcadores: , ,

PODE CRER, É VERDADE! - 30-3-10



Achei meu carro!

Hoje é... o dia internacional de subir em árvores

Em Coimbra, muitos foram os que não resistiram a trepar até ao topo dos arbustos do Choupal
Não estranhe se este domingo vir por aí alguém empoleirado no topo de uma árvore. Não se trata de nenhum maluco é apenas uma forma original de celebrar o dia internacional de subir às árvores.
Festejado há sete anos, em todo o mundo. Em Portugal a iniciativa também não passou ao lado.
No Choupal de Coimbra, muitos foram os que se aventuraram a subir pelas árvores e garantem os mais corajosos que estar no topo dos arbustos dá uma enorme sensação de liberdade.
Portugal Diário

Carta de amor perdida há 76 anos é entregue a amada
Uma misteriosa carta de amor enviada em 1934 foi encontrada em Durham, na Carolina do Norte (EUA), 76 anos depois de ser postada no correio de Salem, na Virgínia (EUA). Intacta, a mensagem destinada a Margaret Davey foi achada pelo diretor de operações da Universidade de Duke. Mike Trogdon ficou intrigado e foi à caça do destinatário.
Dentro do envelope havia um cartão desenhado com corações, uma girafa e a mensagem: "na corrida pelo meu amor, você ganhou por um pescoço longo. Então seja meu querido". Ao final, a remetente se identificava como Joyce.
Ao pesquisar nos arquivos da universidade, Trogdon descobriu que Margaret Davey se formou em enfermaria no ano de 1935 e se casou com um soldado da Segunda Guerra Mundial.
Quando o diretor foi até a casa de Margaret, foi informado de que ela morreu em janeiro deste ano, aos 96 anos.
Ao mostrar a mensagem para os filhos da enfermeira, outra revelação: a remetente estava viva e era uma sobrinha distante de Margaret.
Joyce está com 82 anos e se emocionou ao rever sua declaração de amor para a tia. "Ela era a minha preferida", disse a senhora.
Conta Outra



No Canadá ex presidiário muda o nome pra Deus para se redimir
O canadense John Paul LaPointe teve um passado turbulento e, agora, aos 33 anos de idade, resolveu apagar seus pecados mudando seu nome para God Dieux.
God, em inglês, significa Deus. Dieux era para ser “Dieu” – Deus, em francês – mas ele achou melhor pegar leve para não ter problema com os habitantes de Quebec, que falam francês. Ele mora em Edmonton, mas adora Quebec e não quer ter problemas quando viajar para lá.
Ele enfrentou a Justiça da província canadense de Alberta para poder mudar de nome e venceu.
- Aparentemente, os advogados ficaram meio malucos por causa disso, mas eu sabia que era a hora certa para mudar.
Cam Taylor, representante de Alberta, confirmou a mudança e justificou dizendo que ninguém descobriu nenhuma razão legal que pudesse sustentar a recusa do pedido. Segundo Traynor, ele não é o primeiro a mudar seu nome para “God” e, provavelmente, não será o último.
Este “Deus”, no entanto, não é nenhum santo.
Anos atrás, ele passou cinco anos e meio em uma prisão japonesa depois de ter sido pego tentando desembarcar no aeroporto de Narita com uma maleta cheia de maconha.
Assim que foi libertado, resolveu cuidar da própria alma e foi viver em uma comuna em Pune, na Índia, onde conheceu um mago russo que o convenceu a assumir a nova identidade.
- Foi espontâneo. Eu sabia que meu íntimo verdadeiro estava se manifestando naquele momento. Nós sabíamos o quanto o nome pode ser forte. Porém, por outro lado, também sabíamos o quanto poderia ser inocente e divertido.
Ele se mudou para Edmonton em novembro passado e diz que não espera que a comunidade religiosa local entre em conflito com ele.
- Acho que as pessoas respeitam bastante as crenças dos outros aqui no Canadá.
Conta Outra

Marcadores: , ,

HÁ! HÁ HÁ, RI, DE QUE? - 30-3-10

Um advogado está tranquilamente tomando sol na praia, quando uma bela senhora se aproxima:
- Doutor Fernando, o que faz por aqui?
O advogado, querendo mostrar que advogados também podem ter veia poética, responde com ar conquistador:
- Roubando raios de sol...
A senhora, sorrindo docemente:
- Vocês, advogados, sempre trabalhando...

§

 
Mineirim, miudinho, todo tímido embarca no ônibus de Divinópolis para BH.
Seu colega de poltrona, um negão de 1,80 m de altura, com cara de poucos amigos.
Negão no maior ronco e mineirim todo enjoado com as curvas da estrada.
A certa altura mineirim não aguenta e vomita todo o jantar no peito do negão.
Mineirim no maior desespero e negão ainda roncando.
Chegando em Betim, negão acorda, passa a mão no peito todo melecado.
Olha indignado e confuso pro mineirim, que imediatamente bate a mão no seu ombro e pergunta:
- Cê miorô?!?!









Marcadores: ,

29 março, 2010

PLAQUINHA DE HOJE - 29-3-10

Série: Cantadas
""GATA, VOCÊ É ESCOTEIRA?
PORQUE VOCÊ ME DEIXOU
DE BARRACA ARMADA!"

Marcadores:

ATUALIDADES - 29-3-10

Saúde de dissidente cubano em greve de fome se agrava
Piora de Guillermo Fariñas se deve a uma infecção contraída do cateter.
Opositor castrista permanece consciente, mas com a pressão muito baixa.
A saúde do dissidente cubano Guillermo Fariñas, há mais de um mês em greve de fome, piorou por uma infecção grave contraída através do cateter pelo qual é alimentado, disse neste domingo à Agência Efe sua mulher, Clara Pérez.
"Ele apresentou febre alta no sábado, estão aplicando um antibiótico e é preciso esperar seu efeito", explicou Clara no hospital da cidade de Santa Clara onde Fariñas está na unidade de terapia intensiva.
O psicólogo e jornalista, de 48 anos, foi hospitalizado há duas semanas, após sofrer a segunda crise desde que iniciou a greve de fome. O protesto é para pedir ao governo Raúl Castro a libertação de 26 dissidentes que, segundo a oposição, estão doentes.
De acordo com Clara Pérez, Fariñas está consciente, nas últimas horas não teve febre alta, mas tem a pressão muito baixa, o que "é uma complicação".
G 1

Marcadores:

EXPOSIÇÕES - 29-3-10



São Paulo-SP - Legado do artista carioca Hélio Oiticica ocupa Itaú Cultural
É uma oportunidade rara para o paulistano: conhecer o legado de Hélio Oiticica em uma exposição para ver, sentir e penetrar nas obras. A partir de domingo (21), o Itaú Cultural abre ao público "Hélio Oiticica - Museu É o Mundo", uma vasta mostra do artista carioca com mais de cem trabalhos.
O visitante poderá percorrer a instalação "Tropicália", um ambiente com plantas e aves. Em "Cosmococa", a combinação de slides e trilha sonora aproxima-se do cinema. Em frente a um espelho, é possível vestir seus parangolés, capas que mostram suas cores ao serem movimentadas.
Tão importante quanto as obras são as anotações de Oiticica. "Foi a maneira que encontramos de ele guiar sua própria mostra ", diz Fernando Cocchiarale, um dos curadores.
Oiticica em cinco tempos

Itaú Cultural
Av. Paulista, 149 - Bela Vista - Centro. Telefone: 2168-1777.
Quando Mais informação
terça a sexta: 9h às 20h.
sábado e domingo: 11h às 20h. Não tem área para fumantes. Não aceita reservas. Tem ar condicionado. Grátis. Tem acesso para deficiente. Não tem local para comer. Estac. c/ manob. (R$ 8 a 1ª h mais h adicional - convênio).
FERNANDO MASINI
do Guia da Folha




São Paulo-SP - Nova geração brasileira da arte naïf expõe obras inéditas em galeria





Divulgação
Um dos 60 trabalhos expostos na mostra de arte naïf brasileira da galeria Jacques Ardies

Pela primeira vez reunidos, Ana Maria Dias, Luciana Mariano, Malu Delibo, Ernani Pavaneli, Lúcia Buccini e Mara D. Toledo, artistas da nova geração da arte naïf brasileira, expõem obras inéditas na mostra "Hora do Brasil", em temporada na galeria Jacques Ardies (região sul paulistana).
Ardies, curador da mostra, selecionou 60 obras que carregam as características da arte naïf feita em terras tupiniquins: cores intensas, lirismo e otimismo retratam desde cenas banais do cotidiano a festas populares do Brasil.
A escola naïf brasileira é singular. Em países nórdicos e na França, por exemplo, as pinturas mostram cores e traços mais sombrios, especialmente reforçados nos rostos e no céu.
Informações sobre eventos gratuitos e populares podem ser consultadas no site Catraca Livre.
Galeria Jacques Ardies - r. Morgado de Mateus, 579, Vila Mariana, região sul, São Paulo, SP. Tel.: 0/xx/11/5539-7500. Seg. a sex.: 10h às 18h30. Sáb.: 10h às 16h. Até 3/4. Grátis. Classificação etária: livre.

Marcadores:

CULTURA, PATRIMÔNIO CULTURAL E HISTÓRICO - 29-3-10

Viagem ao modernismo brasileiro
Casa que abrigou exposição modernista nos anos 30 será aberta para visitação
Já pensou em conhecer por dentro uma das construções mais importantes do modernismo brasileiro? Pois, dia 27 de março inicia a Visita guiada Warchavchik à casa modernista da Rua Itápolis.
O Museu da Casa Brasileira (MCB) retoma o projeto “Roteiros de Arquitetura” na sexta-feira (27), quando será aberta a temporada de visitas à casa do arquiteto Gregori Warchavchik, na Rua Itápolis, no bairro do Pacaembu, em São Paulo. Oportunidade rara de se conhecer uma obra emblemática do modernismo brasileiro.

Foto recente da casa da Rua Itápolis, no bairro do Pacaembu, em São Paulo
Foto: Mariana Chama



A residência, restaurada recentemente por iniciativa da família Warchavchik, abrigou há exatos 80 anos - em 26 de março de 1930 - a “Exposição de uma Casa Modernista”. Era a primeira vez que o Brasil reunia diferentes artes visuais, como pintura e escultura, dentro de uma casa em estilo arquitetônico modernista.
Durante a visita guiada por educadores do MCB, o público poderá entrar em contato com as estruturas da casa, com móveis e fotografias de época, e com o jardim tropical criado pela esposa de Gregori Warchavchik, Mina Klabin.
Vinte projetos desenhados pelo arquiteto entre os anos 1920 e 1940, e o automóvel usado por Warchavchik em 1934 também estarão em exposição na mostra “Modernista 80 anos”, que tem curadoria geral de Carlos Eduardo Warchavchik.
Mostra paralela no MCB
Para recriar a ambientação da exposição de 1930, durante o período da visitação guiada, o Museu da Casa Brasileira também estará expondo peças e documentos da época.
Entre eles estarão duas maquetes de casas projetadas por Gregori Warchavchik: a da rua Itápolis e a da rua Santa Cruz. Ambas cedidas pela Pinacoteca do Estado de São Paulo. Fotos da arquitetura e do paisagismo originais da casa modernista, e da festa de inauguração, que contou com a presença de Mina Klabin, Oswald de Andrade, Mario de Andrade e Guilherme de Almeida também poderão ser vistas, assim como pinturas de Tarsila do Amaral, Di Cavalcanti, Anita Malfatti e Lasar Segall, escultura de Victor Brecheret, móveis e luminárias desenhadas por Warchavchik e tapetes do período Bauhaus.
No catálogo da exposição poderão ser vistas fotos de outras casas projetadas pelo arquiteto, como as das ruas Bahia e Santa Cruz, em São Paulo, e da Rua Toneleros, no Rio de Janeiro (RJ).
Serviço
Mostra no Museu da Casa Brasileira
Av. Faria Lima, 2705 – São Paulo (SP)
Data: de 23/3 a 18/4
Horários: de treça a dominga, das 10h às 18h
Ingresso: gratuitos
Visita guiada à casa Warchavchik
Datas: 27 e 28 de março; 3 e 4 abril; 10 e 11 abril; 17 e 18 de abril
Horários:sábados, às 10h, 11h, 14h e 15h; domingos, 14h e 15h
Inscrições pelo telefone (11) 3032-2564
Ingressos gratuitos
* Com saída do MCB até Rua Itápolis, 961
Vagas: 22 lugares para cada visita
Mostra “Modernistas 80 anos”
Rua Itápolis, 961 – São Paulo (SP)
Tel: (11) 3661-5066
Data: 26/3 a 21/4.
Horarios: de quarta a sexta-feira, das 13h às 18h; sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h
Lívia Alves, iG São Paulo

Marcadores: , ,

PODE CRER, É VERDADE! - 29-3-10

Há bem pouco tempo num certo país da África...


Para pagar promessa milionário britânico doa fortuna
Um milionário britânico anunciou a doação de quase toda sua fortuna, estimada em 480 milhões de libras (cerca de R$ 1,3 bilhão), para pagar uma promessa feita quando era jovem e pobre.
Albert Gubay, de 82 anos, diz ter feito um “acordo com Deus” quando trabalhava como vendedor de rua na juventude, para torná-lo milionário.
Em troca, segundo declarações feitas há alguns anos a um programa de TV, ele prometeu dividir “meio a meio” sua fortuna, acumulada com a venda da cadeia de supermercados Kwik Saver, fundada por ele, e por investimentos em imóveis e em uma rede de academias de ginástica.
“Faça-me um milionário, e você poderá ter metade de meu dinheiro”, prometeu ele, segundo contou no programa.
Agora, porém, ele decidiu doar quase tudo, ficando com pouco menos de 10 milhões de libras (R$ 27 milhões) para si.
Gubay passou sua fortuna para o nome de uma fundação que ficará encarregada de distribuir suas doações para caridade. Metade do dinheiro irá para a Igreja Católica, para cumprir com seu acordo.
Mesmo após a doação de sua fortuna, o milionário deverá continuar à frente de suas empresas e disse esperar conseguir elevar o montante de suas doações para mais de 1 bilhão de libras até morrer.
Em 2009, Gubay havia sido listado pela revista Forbes como a 647ª pessoa mais rica do mundo, com uma fortuna estimada então em US$ 1,1 bilhão, mas ficou fora da lista de bilionários da revista neste ano, por causa da desvalorização da libra, que derrubou o valor nominal de sua fortuna em dólares.
Conta Outra

Albanesa de 113 anos gasta ajuda social em tabaco e café
Aos 113 anos, a albanesa Tane Koleci viveu em três séculos diferentes, viu o fim de impérios, duas Guerras Mundiais e a queda da Cortina de Ferro. Atualmente, Tane vive na miséria com uma ajuda social de 20 euros ao mês, que gasta em tabaco e café.
Sua certidão de nascimento diz que nasceu em 10 de julho do 1896 no povoado de Derjan, no norte da Albânia, o que a torna mais velha do que o próprio Estado albanês, fundado em 1912 após conseguir sua independência do Império Otomano.
A centenária albanesa foi testemunha da história do país balcânico, desde o domínio turco, o reinado de Ahmet Zogu, a chegada do comunismo e, finalmente, a democracia. No entanto, todas essas experiências não lhe proporcionaram conforto em sua velhice. Ela vive em uma casa que fica em um vasto pântano cheio de lodo e lixo situado nos arredores da cidade litorânea de Durrës.
Quase surda e com dificuldades de visão, Tane passa grande parte do dia deitada em uma cama, o único móvel de seu quarto, que não tem calefação, nem luz elétrica. Com um lenço preto na cabeça e vestida com uma blusa e calças escuras, Tane se levanta apenas para ir ao banheiro e caminha até a porta para aproveitar os raios de sol.
É quase impossível se comunicar com ela, apesar do esforço de seus familiares, que compreendem sua forma de se comunicar, mas surpreende por sua vitalidade quando cumprimenta os visitantes com um enérgico aperto de mão.
"Há um mês, ela teve pressão alta e enjoos que duraram três dias. Com os olhos cheios de lágrimas, nos suplicava para que chamássemos o médico. Tinha medo de morrer", disse à Agência Efe Mexhid Koleci, primo de Tane, que cuida da idosa junto com sua mulher, Zahide, de 72 anos. "Tane não sofre nenhuma doença. De vez em quando lhe damos um remédio para dormir, nada mais", falou.
Logo depois de acordar, a centenária toma quatro xícaras de café sem açúcar e outras quatro ao longo do dia. Seus amigos mais próximos são um velho cachimbo e uma caixa metálica, presente de seu marido, Veli, falecido em 1971, onde guarda o tabaco.
Tane começou a fumar escondido quando era menina. Atualmente, fuma dez cachimbos por dia, o que equivale a quase 1 kg de tabaco por mês. "Os 2600 leks (quase 20 euros) que Tane recebe de ajuda social todo mês são gastos em tabaco e café", lamenta Mexhid. Por outro lado, durante sua longa vida, Tane respirou o ar puro do monte e se alimentou bem. E nunca bebeu uma gota de álcool.
Na infância, ficou órfã e teve uma vida dura: tinha que acordar cedo, arar a terra, pastorear o gado e carregar lenha e panelas de água até sua casa. Casada aos 26 anos, não teve filhos e sua única irmã morreu quando era pequena. Durante muito tempo, Tane viveu abandonada na aldeia até que Mexhid e Zahide lhe deram teto, há três anos, em sua casa no pântano.
EFE

Adolescente vende mãe «bem treinada» na Internet
«Cozinha mais ou menos» e não se aceitam devoluções em caso de insatisfação
Um adolescente de 14 anos decidiu vender a mãe, avança a edição online do jornal inglês «Free Press».
O caso insólito aconteceu na Inglaterra, onde Kieran McGowan publicou um anúncio no site de leilões online «eBay», a demonstrar a intenção de repassar a progenitora de 48 anos para um novo «dono».
Por mais estranho que o caso pareça, as intenções de Kieran são as melhores. O adolescente pretende obter dinheiro para ajudar uma associação de combate ao cancro, uma doença que já afectou vários membros da família.
No anúncio online, o jovem descreve pormenorizadamente o produto de venda, Sandie Cunliffe. O adolescente diz que a mãe, de 48 anos é «bem treinada, cozinha mais ou menos decentemente, trabalha como cabeleireira, de vez em quando faz uns desabafos estranhos e passa o dia com os "phones" nos ouvidos».
O "vendedor" faz ainda o aviso, o novo dono pode ir buscar a mãe pessoalmente, mas devoluções em caso de insatisfação não são aceites.
Portugal Diário

Marcadores: , ,